Menu
2020-06-17T15:01:30-03:00
Estadão Conteúdo
Secretário do Tesouro

Para mudar política econômica, teria que mudar o ministro, diz Mansueto

O secretário do Tesouro Nacional, Mansueto Almeida, disse que uma “virada” na política econômica não ocorreria com o ministro da Economia, Paulo Guedes, no governo

17 de junho de 2020
15:01
O secretário do Tesouro Nacional, Mansueto Almeida
O secretário do Tesouro Nacional, Mansueto Almeida - Imagem: Marcelo Camargo/Agência Brasil

O secretário do Tesouro Nacional, Mansueto Almeida, disse que uma "virada" na política econômica não ocorreria com o ministro da Economia, Paulo Guedes, no governo. "Para mudar política econômica, teria que mudar o ministro", afirmou, em entrevista ao portal UOL.

Ele ressaltou que o teto de gastos e outras normas fiscais estão previstos na Constituição e que seria necessário muda-la para alterar a política fiscal. "A única forma de mudança na agenda fiscal é mudar a Constituição", afirmou.

Na entrevista, Mansueto voltou a frisar a necessidade de reformas e disse que a tributária é prioritária para o crescimento.

Continuidade

Depois de anunciar no fim de semana que sairá do cargo em agosto, o secretário do Tesouro Nacional disse que apoiou a escolha do futuro secretário, Bruno Funchal. De acordo com Almeida, o atual diretor de Programa do Ministério da Economia já sabia da possibilidade de ascender ao posto quando entrou no governo Jair Bolsonaro. "Bruno dará continuidade ao meu trabalhado baseado na âncora que é Guedes, Bolsonaro e o teto de gastos", afirmou.

Ele ressaltou que há prazo hábil para que seja feito um processo de transição tranquilo e que não cause ruído.

Dívida pública

O secretário do Tesouro Nacional disse ainda que o órgão não está tendo problema para financiar a dívida pública brasileira. Ele afirmou que o foco tem sido no curto prazo porque a curva longa de juros está alta.

"O Tesouro não vai lançar título longo porque juros estão altos. O foco do financiamento da dívida pública será em títulos mais curtos", afirmou Mansueto.

Em relação à queda da participação de estrangeiros na dívida interna brasileira, Almeida acrescentou que esse é um movimento que vem desde 2015, seguindo a queda nos juros do país.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

NÚMEROS DA PANDEMIA

Covid-19: Brasil tem 1,2 mil mortes e 61,9 mil infectados em 24 horas

Total de pessoas que não resistiram à pandemia do novo coronavírus subiu para 218.878 e casos somam 8.933.356

SD Premium - Lupa dos fundos

Coloque um pé no futuro com os fundos de criptomoedas desta gestora

A inovação por trás dos criptoativos está apenas no início, e com os fundos desta edição da Lupa você pode ganhar exposição às principais tendências desse novo e efervescente mercado

decisão judicial

Justiça ordena religação de internet do governo do RJ; Oi alega inadimplência

Empresa acusa o governo do Estado de ter uma dívida com a empresa desde 2017 – hoje ela está em R$ 300 milhões

promessa de ipo

Locaweb compra ConnectPlug por R$ 18 milhões e avança em segmento de alimentação

Empresa comprada começou em food services mas hoje também atende outros segmentos, com foco em pequenas e médias empresas

seu dinheiro na sua noite

Mais fácil falar que fazer

Hoje foi um daqueles dias em que as falas dos detentores do poder no cenário doméstico até repercutiram no mercado, mas foram sobrepostas pelos fatos e pelo que aconteceu no exterior. O mercado local começou o dia animado com as apresentações do presidente Jair Bolsonaro e do ministro da Economia, Paulo Guedes, no badalado evento […]

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies