Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2020-06-17T15:01:30-03:00
Estadão Conteúdo
Secretário do Tesouro

Para mudar política econômica, teria que mudar o ministro, diz Mansueto

O secretário do Tesouro Nacional, Mansueto Almeida, disse que uma “virada” na política econômica não ocorreria com o ministro da Economia, Paulo Guedes, no governo

17 de junho de 2020
15:01
O secretário do Tesouro Nacional, Mansueto Almeida
O secretário do Tesouro Nacional, Mansueto Almeida - Imagem: Marcelo Camargo/Agência Brasil

O secretário do Tesouro Nacional, Mansueto Almeida, disse que uma "virada" na política econômica não ocorreria com o ministro da Economia, Paulo Guedes, no governo. "Para mudar política econômica, teria que mudar o ministro", afirmou, em entrevista ao portal UOL.

Ele ressaltou que o teto de gastos e outras normas fiscais estão previstos na Constituição e que seria necessário muda-la para alterar a política fiscal. "A única forma de mudança na agenda fiscal é mudar a Constituição", afirmou.

Na entrevista, Mansueto voltou a frisar a necessidade de reformas e disse que a tributária é prioritária para o crescimento.

Continuidade

Depois de anunciar no fim de semana que sairá do cargo em agosto, o secretário do Tesouro Nacional disse que apoiou a escolha do futuro secretário, Bruno Funchal. De acordo com Almeida, o atual diretor de Programa do Ministério da Economia já sabia da possibilidade de ascender ao posto quando entrou no governo Jair Bolsonaro. "Bruno dará continuidade ao meu trabalhado baseado na âncora que é Guedes, Bolsonaro e o teto de gastos", afirmou.

Ele ressaltou que há prazo hábil para que seja feito um processo de transição tranquilo e que não cause ruído.

Dívida pública

O secretário do Tesouro Nacional disse ainda que o órgão não está tendo problema para financiar a dívida pública brasileira. Ele afirmou que o foco tem sido no curto prazo porque a curva longa de juros está alta.

"O Tesouro não vai lançar título longo porque juros estão altos. O foco do financiamento da dívida pública será em títulos mais curtos", afirmou Mansueto.

Em relação à queda da participação de estrangeiros na dívida interna brasileira, Almeida acrescentou que esse é um movimento que vem desde 2015, seguindo a queda nos juros do país.

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

Ventos contrários

Renova Energia não consegue “proteção” contra minoritários da própria empresa

Empresa perdeu ação no TJ-SP que tentata impedir os acionistas de produzirem provas contra a empresa, relativas à investigação sobre desvio de recursos

Preocupação

Vidas secas? Bolsonaro admite que Brasil vive “enorme crise hidrológica”

Presidente citou a falta de chuvas como um dos grandes problemas econômicos do país, juntamente com os efeitos causados pela pandemia

MESA QUADRADA

“Não me arrependo de nada. Só não posso dar conselhos financeiros para ninguém”, diz Bob Wolfenson, o fotógrafo das celebridades entrevistado no 7º episódio do Mesa Quadrada

Em em conversa para o podcast Mesa Quadrada, Dan Stulbach, Teco Medina e Caio Mesquita, conversam sobre dinheiro e carreira com Bob Wolfenson, ícone da fotografia brasileira

Situação preocupante

Cuidado com as luzes acesas! Aneel mantém taxa adicional mais alta na contas de agosto

Tarifa cobrada na bandeira vermelha nível 2 é de R$ 9,49 por 100 quilowatts-hora (kWh), e agência continua avaliando se vai elevar o valor

O melhor do Seu Dinheiro

Os melhores investimentos do mês e as notícias que foram destaque na semana

lém do ranking, tivemos o Ibovespa em queda de 2,60, e uma entrevista exclusiva com o CEO da Ânima Educação, que busca um “modelo Magalu”

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies