Menu
2020-03-05T14:28:33-03:00
Estadão Conteúdo
Falou e disse

Não é normal um país como o Brasil crescer 1% ao ano, diz secretário do Tesouro

País está passando por “enormes dificuldades” e disse não ser “normal” que uma nação como o Brasil cresça 1% ao ano, disse Mansueto Almeida

5 de março de 2020
12:37 - atualizado às 14:28
Mansueto Almeida, Secretário do Tesouro Nacional
Imagem: Raul Junior/BTG

O secretário do Tesouro Nacional, Mansueto Almeida, afirmou nesta quinta-feira, 5, que o País está passando por "enormes dificuldades" e disse não ser "normal" que uma nação como o Brasil cresça 1% ao ano. O resultado do Produto Interno Bruto (PIB) de 2019, divulgado na quarta-feira, 4, apontou que a economia brasileira cresceu apenas 1,1%.

"Estou muito preocupado, não durmo tranquilo, não é normal um País como o Brasil crescer 1% ao ano. Claramente, isso causa frustração em vários segmentos da sociedade", disse Mansueto, durante abertura do Fórum Consad em Brasília.

Na quarta, o ministro da Economia, Paulo Guedes, disse que o resultado do PIB era esperado pelo governo, e que não havia entendido a "comoção" com os números.

A declaração de Mansueto foi dada em um momento em que o secretário frisava ser importante se chegar a um consenso sobre o que o Brasil precisa fazer para ter um crescimento maior, através de debate e transparência.

"Ninguém é obrigado a concordar com tudo que é feito, mas o bom debate político é sentar à mesa e discutir", disse Mansueto, para quem ninguém defende medidas como o aumento de impostos e da complexidade do sistema tributário, por exemplo.

O secretário também citou o comentário feito na quarta pelo presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), sobre o PIB, quando ressaltou a importância da participação do Estado no desenvolvimento do País. Para ele, o que Maia quis dizer é que preciso criar espaço nas contas públicas para aumentar investimento público. "Todo mundo quer ajuste fiscal para aumentar investimento público. Investimento público no Brasil é muito baixo", disse, frisando a importância das reformas.

Na quarta, ao explicar a declaração, Maia disse ao Broadcast (sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado) que defende as reformas para que o Estado brasileiro tenha como abrir capacidade de investimento.

Mansueto ainda afirmou que o Brasil tem feito conquistas importantes, e que a situação no País melhorou muito. Para avançar, ele ponderou que é preciso ter "calma e transparência" e aprofundar o debate político, respeitando divergências.

O secretário também rejeitou a ideia de que o Congresso estaria atrasando o andamento das reformas. "Não está atrasando, está debatendo, está no seu 'timing'", disse, emendando ser importante que o governo estabeleça um diálogo cada vez mais transparente com o Parlamento e com a população sobre as escolhas que estão sendo feitas. "Temos que ter esforço maior para tornar mais claro para a população quais são as escolhas que estamos fazendo", concluiu.

Mansueto também afirmou que o Congresso está aberto ao debate, e que há um ambiente muito mais favorável para discussões. Como exemplo, ele citou o projeto de independência do Banco Central. "Nem todo mundo precisava concordar com independência do Banco Central, mas hoje se pode debater", disse, destacando que não via isso há muito tempo.

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

Insistência incomoda

Ex-presidente do BC Affonso Pastore acredita que ajuste parcial da Selic é insustentável

O economista defende o reconhecimento explícito de que a instituição perseguirá o ajuste integral da taxa básica de juros

Turbulência

Latam reduz prejuízo em 79% e anota perda de US$ 430,8 milhões no 1º trimestre

A receita operacional total da aérea foi de US$ 913,1 milhões no primeiro trimestre, queda de 61,2% sobre o mesmo período de 2020

Bitcoin popular

Goldman Sachs e Citibank anunciam novos investimentos em bitcoin

A ideia é tentar oferecer a maior variedade de serviços e evitar as oscilações, típicas e comuns no mundo das criptomoedas

Movimentação societária

CCR em disparada: por que a saída da Andrade Gutierrez do bloco de controle ajuda as ações?

As ações ON da CCR lideram os ganhos no Ibovespa após a Andrade Gutierrez receber proposta para a venda de sua fatia na companhia

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies