Menu
2020-12-31T09:48:23-03:00
Estadão Conteúdo
Previsões

J.P. Morgan prevê expansão de 4,9% da economia global em 2021

Apesar do revés no curto prazo com uma segunda onda da pandemia da covid-19, a perspectiva para o próximo ano melhora, segundo o J.P. Morgan

31 de dezembro de 2020
9:48
porcentagem
Imagem: Shutterstock

O J.P. Morgan elevou sua projeção para o crescimento da economia global em 2021, esperando agora alta de 4,9% do Produto Interno Bruto (PIB) do mundo.

O banco aponta em relatório que, apesar do revés no curto prazo com uma segunda onda da pandemia da covid-19, a perspectiva para o próximo ano melhora, com a chance de vacinação contra o vírus em larga escala e de que a partir de meados do ano as restrições à circulação diminuam.

Leia também:

O J.P. Morgan aponta ainda para os estímulos fiscais nos EUA, bem como para o fato de que o Reino Unido e a União Europeia conseguiram fechar um acordo comercial no Brexit. Por outro lado, adverte que os desequilíbrios entre regiões e setores devem continuar elevados, mesmo com o crescimento geral "forte" no próximo ano.

O banco acredita que os EUA e a Europa puxarão uma retomada no crescimento global, a partir de antes do fim do primeiro trimestre. Ainda assim, até o quarto trimestre de 2021 o PIB global deve estar quase 2% abaixo do nível anterior à crise atual, diz o JPMorgan.

A China mostra retomada em "V", mas as expectativas são mais fracas para outras economias emergentes na Ásia, afirma o J.P. Morgan. Entre os setores, o de serviços continuará a ser o mais afetado pela pandemia, porém deve ter uma retomada forte com as restrições menores ao longo do próximo ano, segundo o banco.

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

balanço do dia

Covid-19: casos sobem para 15,5 milhões e mortes, para 432,6 mil

O total de vidas perdidas durante a pandemia subiu para 432.628. Entre ontem e hoje, foram registradas 2.211 novas mortes.

O MELHOR DO SEU DINHEIRO

Mudaram as estações, mas nada mudou na bolsa

Quem olha para o saldo do Ibovespa na semana pode achar que os últimos dias foram um marasmo. O índice, afinal, ficou praticamente estável — uma quase desprezível queda de 0,13%. “Mas eu sei que alguma coisa aconteceu / tá tudo assim, tão diferente”, já dizia a música. E é verdade: nada mudou na bolsa, […]

Fechamento da semana

Inflação americana e minério de ferro vivem ‘dias de luta e dias de glória’, monopolizando a semana; dólar avança e bolsa recua no período

O minério de ferro puxou Vale e siderúrgicas para cima – mas depois derrubou. A inflação americana também assustou, mas conseguiu acalmar o ânimo dos investidores. Confira tudo o que movimentou a semana

Engordando o caixa

Petrobras gera US$ 2,5 bilhões com desinvestimentos em 2021; venda mais recente é para fundo árabe

E a estatal não deve parar por aí, pois o diretor financeiro da empresa já reafirmou a intenção de continuar com o programa de venda de ativos

Em evento do BofA

Presidente do BC revela preocupação com análise de autonomia no STF e planos para PIX internacional

Campos Neto e o ministro da Economia, Paulo Guedes, têm conversado com ministros da Corte sobre os questionamento acerca do tema

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies