Menu
2020-11-10T10:52:21-03:00
Estadão Conteúdo
Disparada no ano

IGP-M sobe 2,67% na primeira prévia de novembro

Com o resultado, o índice – que serve como fator de reajuste para aluguéis – acumula elevação de 21,25% no ano e de 23,79% em 12 meses

10 de novembro de 2020
10:52
Plantação de algodão na SLC Agrícola
As altas nos preços das matérias-primas brutas, como milho e algodão, contribuíram para o avanço do índice. - Imagem: Divulgação/SLC

O Índice Geral de Preços - Mercado (IGP-M) voltou a subir na primeira prévia de novembro, atingindo 2,67%, após ter aumentado 1,97% em igual leitura de outubro, informou nesta terça-feira, 10, a Fundação Getulio Vargas (FGV). Com o resultado, o índice acumula elevação de 21,25% no ano e de 23,79% em 12 meses.

A FGV informou ainda os resultados dos três indicadores que compõem a primeira prévia do IGP-M de outubro. O IPA-M, que representa os preços no atacado, aumentou 3,48% na primeira medição deste mês, ante avanço de 2,45% na primeira prévia de outubro. O IPC-M, que corresponde à inflação no varejo, desacelerou a 0,41% na primeira leitura de novembro, depois da elevação de 0,64% em igual período de outubro. Já o INCC-M, que mensura o custo da construção, teve avanço de 1,31% na primeira prévia de novembro, após expansão de 1,26% na primeira prévia do décimo mês do ano.

Nesta primeira leitura de novembro, a taxa do IPA segue influenciada pelos aumentos dos preços das matérias-primas brutas (2,31% para 4,19%) e dos bens intermediários (2,66% para 3,88%). No primeiro grupo destacam-se milho (5,08% para 17,05%) e algodão (2,42% para 18,26%). No segundo, óleo diesel (-10,09% para 2,15%) e farelo de soja (9,01% para 21,13%), informou André Braz, coordenador dos Índices de Preços.

Já a taxa de variação do IPC apresentou desaceleração com arrefecimento nas taxas dos grupos Alimentação (1,30% para 0,82%) e Vestuário (0,67% para 0,34%).

No INCC, o grupo materiais, equipamentos e serviços subiu 2,45% e contribuiu para pressão na variação acumulada em 12 meses do indicador da construção, que avançou de 6,19% para 7,88%.

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

Ninguém escapa

Cenário turbulento afeta até mesmo os IPOs da saúde, um dos setores preferidos dos investidores

Empresas com ofertas ambiciosas tiveram de reduzir suas estimativas de preços ou adiar datas para seguir com as operações

Disparada

No embalo do recorde do bitcoin, ações da Coinbase disparam mais de 70% na estreia na Nasdaq

O CEO da empresa, Brian Armstrong, comentou mais cedo sobre a abertura de capital da Coinbase ao portal CNBC

Fura-teto?

Criticado, governo vai rever PEC que livra obras do teto

O texto não caiu bem entre economistas, parlamentares e membros do próprio governo federal

Relembre a história

Crime e castigo: Bernie Madoff, responsável pela maior pirâmide financeira da história, morre na cadeia

Condenado a 150 anos de prisão, financista que fraudou US$ 20 bilhões e enganou milhares de investidores morreu em desgraça aos 82 anos. Conheça sua história e relembre seus crimes.

Atividade em queda

Indicador da FGV mostra contração da economia em março com agravamento da pandemia

A queda nas expectativas dos consumidores foi um dos destaques negativos entre os componentes do indicador

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies