Menu
2020-09-16T09:50:53-03:00
Estadão Conteúdo
de olho na retomada

IGP-10 sobe 4,34% em setembro, diz FGV

Alta no custo dos alimentos ajudou a sustentar a inflação ao consumidor dentro do indicador

16 de setembro de 2020
9:50
inflação consumo
Imagem: Shutterstock

O Índice Geral de Preços - 10 (IGP-10) subiu 4,34% em setembro, após ter aumentado 2,53% em agosto, informou a Fundação Getulio Vargas (FGV) nesta quarta-feira, 16.

Quanto aos três indicadores que compõem o IGP-10 de setembro, os preços no atacado medidos pelo IPA-10 tiveram alta de 5,99% no mês, ante uma elevação de 3,38% em agosto. Os preços ao consumidor verificados pelo IPC-10 apresentaram aumento de 0,46% em setembro, após o avanço de 0,48% em agosto. Já o INCC-10, que mede os preços da construção civil, subiu 0,80% este mês, depois de subir 1,01% em agosto.

O IGP-10 acumulou um aumento de 13,98% no ano. A taxa em 12 meses ficou positiva em 17,03%. A alta no custo dos alimentos ajudou a sustentar a inflação ao consumidor dentro do indicador. O Índice de Preços ao Consumidor (IPC-10) passou de uma elevação de 0,48% em agosto para um aumento de 0,46% este mês.

Seis das oito classes de despesa registraram taxas de variação mais baixas, com destaque para o grupo Saúde e Cuidados Pessoais (de 0,50% em agosto para -0,34% em setembro), sob influência do item plano e seguro de saúde (de 0,60% para -2,40%).

Os demais decréscimos ocorreram nas taxas dos grupos Comunicação (de 0,72% para 0,01%), Transportes (de 1,14% para 0,91%), Habitação (de 0,64% para 0,50%), Vestuário (de -0,25% para -0,35%) e Despesas Diversas (de 0,42% para 0,30%). Houve influência dos itens combo de telefonia, internet e TV por assinatura (de 1,36% para 0,00%), gasolina (de 3,37% para 2,83%), tarifa de eletricidade residencial (de 2,01% para 0,72%), calçados (de 0,48% para -0,15%) e conserto de aparelho telefônico celular (de 2,09% para 1,06%).

Na direção oposta, houve aceleração nas taxas dos grupos Alimentação (de 0,33% para 0,99%) e Educação, Leitura e Recreação (de -0,77% para 0,38%). As principais contribuições partiram dos itens hortaliças e legumes (de -10,23% para -4,84%) e passagem aérea (de -3,24% para 6,97%).

O período de coleta de preços para o indicador de setembro foi do dia 11 de agosto a 10 deste mês.

IPAs

Os preços agropecuários medidos pelo IPA Agrícola subiram 8,78% no atacado em setembro, após um avanço de 4,20% em agosto, dentro do IGP-10. Já os preços dos produtos industriais - mensurados pelo IPA Industrial - tiveram alta de 4,95% este mês, depois da elevação de 3,08% no atacado em agosto.

Dentro do Índice de Preços por Atacado segundo Estágios de Processamento (IPA-EP), que permite visualizar a transmissão de preços ao longo da cadeia produtiva, os preços dos bens finais tiveram alta de 2,56% em setembro, ante uma elevação de 0,86% no mês anterior.

Os preços dos bens intermediários subiram 3,63% em setembro, após alta de 2,64% em agosto. Já os preços das matérias-primas brutas subiram 11,17% em setembro, depois da elevação de 6,45% em agosto.

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

Cenário desfavorável

Caixa Seguridade interrompe análise de oferta de ações pela segunda vez

Depois deinterromper a análise em março, o processo havia sido retomado em julho

mercado agora

Ibovespa abre em leve alta em busca de recuperação, mas aversão ao risco no exterior limita movimento

Aversão ao risco no exterior tende a limitar amplamente a tentativa de recuperação do Ibovespa; dólar segue em alta, buscando os R$ 5,60

EXILE ON WALL STREET

Sobre como perseguir o título de homem mais rico

Desperdiçamos muita energia na ânsia de nos tornarmos os melhores investidores do mundo, e assim nos esquecemos da arte de investir, que se apoia sobretudo em desafios intelectuais e lúdicos.

INDO PARA A BOLSA

Maior IPO do ano? Rede D’Or São Luiz discutirá oferta com acionistas

Maior grupo hospitalar do País, empresa pode arrecadar até R$ 15 bilhões com oferta de ações

Tudo que vai mexer com seu dinheiro hoje

11 notícias para começar o dia bem informado

Hoje o Seu Dinheiro completa dois anos no ar. Eu sei que é clichê falar isso, mas parece que foi ontem o nosso lançamento. Lembro de fazer a virada do site à meia-noite e passar a madrugada revisando todos os links para garantir que tudo estaria impecável para você desde o primeiro dia. Esse projeto […]

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements