Menu
2020-04-15T09:49:42-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
olho no indicador

IGP-10 sobe 1,13% em abril, após alta de 0,64% em março

Resultado agora anunciado ficou abaixo da mediana de 1,31% das estimativas dos analistas do mercado

15 de abril de 2020
9:46 - atualizado às 9:49
porcentagem
Imagem: Shutterstock

O Índice Geral de Preços - 10 (IGP-10) subiu 1,13% em abril, após ter aumentado 0,64% em março, informou nesta quarta-feira, 15, a Fundação Getulio Vargas (FGV).

O resultado agora anunciado ficou abaixo da mediana de 1,31% das estimativas dos analistas do mercado financeiro ouvidos pelo Projeções Broadcast, mas dentro do intervalo, que ia de 0,64% e 1,59%.

Quanto aos três indicadores que compõem o IGP-10 de abril, os preços no atacado medidos pelo IPA-10 tiveram alta de 1,52% no mês, ante uma elevação de 0,92% em março. Os preços ao consumidor verificados pelo IPC-10 apresentaram alta de 0,33% em abril, após a queda de 0,03% em março. Já o INCC-10, que mede os preços da construção civil, teve alta de 0,29% em abril, depois de um avanço de 0,26% em março.

O IGP-10 acumulou um aumento de 2,88% no ano. A taxa em 12 meses ficou positiva em 6,73%. O período de coleta de preços para o indicador de abril foi do dia 11 de março a 10 deste mês.

IPAs

Os preços agropecuários medidos pelo IPA Agrícola subiram 3,41% no atacado em abril, após um avanço de 3,21% em março, dentro do IGP-10. Já os preços dos produtos industriais - que são mensurados pelo IPA Industrial - tiveram alta de 0,83% este mês, depois da elevação de 0,12% no atacado em março.

Dentro do Índice de Preços por Atacado segundo Estágios de Processamento (IPA-EP), que permite visualizar a transmissão de preços ao longo da cadeia produtiva, os preços dos bens finais tiveram queda de 0,09% em abril, ante uma alta de 1,03% em março.

Os preços dos bens intermediários caíram 0,08% em abril, após recuo de 0,44% no mês anterior. Já os preços das matérias-primas brutas subiram 4,94% em abril, depois da elevação de 2,30% em março.

*Com Estadão Conteúdo

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

Fechamento

Mercado modera reação à inflação americana e bolsa consegue recuperação parcial; dólar sobe a R$ 5,31

Os investidores respiraram fundo, pegaram um copo d’água e digeriram melhor o choque da pressão inflacionária nos Estados Unidos

Caça às pendências

BNDES quer viabilizar privatização da Eletrobras e refazer leilão de bloco da CEDAE ainda este ano

Além disso, o banco de fomento trabalha em outros 120 projetos de desestatização que podem chegar a um investimento total de R$ 243 bilhões em obras

Oferta secundária à vista?

BNDES vai esperar o ‘melhor momento’ para vender ações da Copel

A BNDESPar, empresa de participações do banco, pretende se desfazer da fatia de 24% que possui das ações Copel

Mais uma para a lista

Mesmo com apoio de grandes investidores, Dotz interrompe processo de IPO

A empresa, que pretendia movimentar R$ 1,1 bilhão com a oferta, citou a atual condição do mercado de capitais brasileiro como o motivo por trás da desistência

Assunto do momento

5 pontos para entender a inflação americana – e o que isso tem a ver com o seu bolso

Só se fala em inflação em disparada nos Estados Unidos. Mas você sabe o que isso realmente significa?

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies