Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2020-05-13T12:31:21-03:00
Estadão Conteúdo
ECONOMIA

Governo de SP apresenta lote de 22 aeroportos e mantém leilões de dezembro

Mesmo com todo o cenário de pandemia do coronavírus, os representantes do governo foram firmes em defender a manutenção do calendário do projeto, que prevê leilão já em dezembro.

13 de maio de 2020
12:31
O governador de São Paulo, João Doria, conversa com a imprensa
Imagem: José Cruz/Agência Brasil

O governo de São Paulo apresentou em audiência pública online, na terça-feira, o projeto de concessão e prestação de serviços públicos de 22 aeroportos da atual rede estadual operados pelo Departamento Aeroviário do Estado de São Paulo (Daesp). Mesmo com todo o cenário de pandemia do coronavírus, os representantes do governo foram firmes em defender a manutenção do calendário do projeto, que prevê leilão já em dezembro.

"O governador João Doria tem tomado as medidas necessárias para que a gente possa superar esse momento", disse o secretário de Estado de Logística e Transporte, João Octaviano Machado Neto. "Crise da pandemia não pode nos paralisar. A retomada da atividade econômica do País passa por são Paulo e passa por esse momento", disse, na abertura da audiência.

A apresentação do projeto foi feita pelo diretor Econômico e chefe de Gabinete do Daesp, Ângelo Grossi. Na apresentação, foram expostas informações já públicas, como a composição dos lotes e projeção de investimento. A estimativa é de publicação do edital no final de agosto, com roadshow em setembro.

Na apresentação, Grossi mostrou números bastante otimistas para o cenário de demanda dos dois blocos, mas ainda desatualizados e fora do contexto do grave cenário de crise para a aviação global por causa da pandemia do coronavírus.

Nos dois blocos, a estimativa é alta no fluxo de passageiros de pouco mais de 1,2 milhão ao ano hoje para 4,2 milhões em 2050. Em ambos os casos, Grossi destacou que as projeções foram "conservadoras" e levaram em consideração a demanda sub-regional sendo captada por aeronaves de menor porte.

Entre ouvintes que fizeram manifestações pública durante a audiência estava o CEO da concessionária Voa São Paulo, que opera cinco aeroportos no Estado (entre eles o de Jundiaí), Marcel Moure. Na fala, Moure saudou a importância da parceria com o governo do Estado para dar continuidade ao plano de investimento da concessionária.

Moure, entretanto, ponderou as dificuldades do setor com a crise econômica e questionou a fatia de aproximadamente 35% dos investimentos para ambos os lotes já nos primeiros três anos de concessão. "Considerando que 60% da receita (dos aeroportos a serem concedidos) está associada à receita de natureza tarifária, é de se esperar um atraso na retomada do setor por conta de tudo que estamos vivendo nesse processo". Após a afirmação, Moure questionou se existe alguma análise que o Estado possa fazer para mitigar os riscos de receitas reduzidas nesse período inicial.

Dos investimentos esperados para o bloco Sudeste, por exemplo, R$ 88,18 milhões devem ser aportados já nos primeiros três anos. O aporte total em 30 anos é de R$ 233,40 milhões.

Já no caso dos investimentos do setor privado no bloco Nordeste, dos R$ 176,96 milhões para os 30 anos de concessão, R$ 62,83 milhões serão desembolsados pela concessionária vencedora nos primeiros três anos.

Serão 22 aeroportos distribuídos em dois lotes, incluindo aeroportos como os de Ribeirão Preto e São José do Rio Preto.

A proposta prevê investimentos de R$ 700 milhões entre obras (capex) e operação (opex) pela iniciativa privadas, além de geração de cerca de R$ 600 milhões em impostos para municípios e União, ao longo de 30 anos de concessão. As contribuições para a consulta pública podem ser feitas no site da Artesp até o dia 21 de maio.

Lotes

Os 22 aeroportos - nove deles com serviços de aviação comercial regular e 13 destinado a modalidade executiva - serão divididos em dois lotes no processo de licitação internacional. Juntos, os dois grupos movimentam atualmente 2,4 milhões de passageiros por ano, considerando embarques e desembarques. Serão vencedores de cada um dos lotes os concorrentes que apresentarem a maior oferta de outorga fixa.

Grupo Noroeste

Esse lote é composto por 13 unidades, encabeçada por São José do Rio Preto, e que tem também os aeroportos comerciais de Presidente Prudente, Araçatuba, e Barretos, além dos aeródromos com vocação executiva de Avaré-Arandu, Assis, Dracena, Votuporanga, Penápolis, Tupã, Andradina, Presidente Epitácio e São Manuel.

Grupo Sudeste

O lote é composto por nove unidades, cuja principal é a de Ribeirão Preto. Também são aeroportos comerciais nesse grupo os de Marília, Bauru, Araraquara e Franca. Já os de aviação executiva são os de São Carlos, Sorocaba, Guaratinguetá e Registro.

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

Mais uma empreitada

Do espaço para as fazendas: Elon Musk consegue licença para oferecer internet via satélite no Reino Unido

A Starlink, segundo informações do jornal Telegraph, quer chegar a regiões onde a cobertura por fibra e 5G não alcançam, e tem planos mais ambiciosos

Leão faminto

Carga pesada: Impostômetro atinge a marca de R$ 1,5 trilhão

Monitoramento da Associação Comercial de São Paulo mostra que, no ano passado, marca foi atingida somente no dia 28 de setembro

Muita calma nessa hora

Tem Vale Gás? Petrobras diz que não há definição sobre participação em programas sociais

Manifestação vem depois que o presidente Jair Bolsonaro disse em entrevista que a estatal tem R$ 3 bilhões em reservas para custear ajuda

Clube do Livro

Batalhas sem arma: Em “Cripto Wars”, Jim Rickards explica guerras cambiais e agora, com criptomoedas

Autor, conhecido também por suas previsões certeiras sobre o bitcoin, fala de como a tecnologia mudou as estratégias financeiras dos países

RUMO AO MILHÃO

O primeiro e mais importante investimento para quem atingir o primeiro milhão (ou ir além)

Por mais que você busque o conforto e a segurança de uma promessa de retorno garantido, digo, com convicção, que o único investimento com retorno garantido em longo prazo é aquele feito em educação

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies