Menu
2020-04-20T09:25:16-03:00
Kaype Abreu
Kaype Abreu
Formado em Jornalismo pela Universidade Federal do Paraná (UFPR). Colaborou com Estadão, Gazeta do Povo, entre outros.
crise altera estimativas

Mercado reduz projeção de Selic para 3% e prevê dólar a R$ 4,80

Diante da crise, estimativa para a inflação também foi reduzida, segundo o Focus; publicação aponta alta do dólar

20 de abril de 2020
8:33 - atualizado às 9:25
Touros e Ursos Capa Podcast – Selic Queda – Baixa
Imagem: Seu Dinheiro / Shutterstock

O mercado financeiro reduziu a projeção para inflação medida pelo ICPA, de 2,52% para 2,23%, e passou a prever uma queda de 2,96% do Produto Interno Bruno (PIB) neste ano, segundo o Boletim Focus, do Banco Central, publicado nesta segunda-feira (20).

A publicação, que reúne semanalmente estimativas das instituições financeiras para os principais indicadores econômicos, aumentou a estimativa para o dólar: de R$ 4,60 para R$ 4,80. Na sexta-feira (17) a moeda era cotada a R$ 5,23.

A projeção para a Selic também foi alterada, de 3,25% para 3%. Um mês atrás a estimativa era que a taxa básica de juros terminasse o ano a 3,75% - patamar no qual se encontra hoje.

As instituições financeiras têm continuamente reduzido as projeções para a economia brasileira diante da crise provocada pelo novo coronavírus. As políticas de isolamento demandadas também impactam nas estimativas para a inflação e Selic.

Segundo o chefe do Centro de Estudos Monetários do FGV IBRE, José Júlio Senna, a crise pode ter tirado o receio do BC de promover mais um corte na Selic, mas a deterioração das contas públicas impede uma taxa abaixo de 3%.

Ele diz que um excesso de gastos pode alterar a expectativa para a inflação e hoje há um temor de que as despesas permitidas para enfrentar o coronavírus se tornem permanentes. Uma das principais pautas do Congresso é uma ajuda bilionária aos Estados e municípios, mas ainda há incerteza sobre como serão os gastos.

Ao alterar a Selic o Banco Central busca alcançar a meta de inflação estabelecida pelo Conselho Monetário Nacional (CMN), estipulada em 4% para 2020. Nos últimos 12 meses, o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) avançou 3,30%.

Na madrugada nesta segunda-feira (20), o presidente do BC, Roberto Campos Neto, avaliou em entrevista ao SBT que a atividade econômica se deteriorou desde a última redução da Selic, em março. Mas disse que a próxima reunião levará em conta vários fatores.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

Negócio fechado

Petrobras assina venda de sua fatia de 50% no campo terrestre de Rabo Branco

O campo teve produção média em 2020 de 131 barris de petróleo por dia (bpd).

O MELHOR DO SEU DINHEIRO

O Fundo Verde e a tragédia grega do Brasil

Ao despertar a fúria de Zeus por ter entregue o fogo do Olimpo aos mortais, Prometeu foi acorrentado e punido: durante o dia, uma águia devorava seu fígado; durante a noite, o órgão se regenerava — um ciclo de tormento eterno. Tragédias gregas, infelizmente, costumam ser úteis ao falarmos sobre o Brasil. Reformas econômicas demandam […]

FECHAMENTO

Commodities amenizam a queda da bolsa, mas exterior negativo e nova crise em Brasília falam mais alto

As commodities mais uma vez tentaram salvar a bolsa brasileira de um dia no vermelho, mas o exterior negativo e a cautela em Brasília falaram mais alto

Presidente otimista

EUA devem ter retomada econômica mais rápida em quase 40 anos, diz Biden

Segundo o democrata, o foco de seu governo se manterá em criar empregos e combater a pandemia de covid-19

Gestão na crise

Brasil vive uma espécie trágica de dia da marmota, diz Verde Asset

Navegar os mercados locais vem sendo uma odisseia extremamente complexa e nada indica que vai melhorar, diz a gestora de Luis Stuhlberger

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies