Menu
2020-07-22T16:02:54-03:00
Estadão Conteúdo
fuga de dólar

Fluxo cambial total no ano até 17 de julho é negativo em US$ 15,511 bilhões

Os dados anuais refletem, em grande parte, os efeitos da pandemia do novo coronavírus sobre o fluxo de moeda estrangeira, em especial no mês de março

22 de julho de 2020
16:02
dinheiro dólar
Imagem: Shutterstock

O fluxo cambial do ano até 17 de julho ficou negativo em US$ 15,511 bilhões, informou há pouco o Banco Central. Em igual período do ano passado, o resultado era negativo em US$ 7,827 bilhões. Os dados anuais refletem, em grande parte, os efeitos da pandemia do novo coronavírus sobre o fluxo de moeda estrangeira, em especial no mês de março.

A saída pelo canal financeiro neste ano até 17 de julho foi de US$ 42,534 bilhões. O resultado é fruto de aportes no valor de US$ 281,382 bilhões e de envios no total de US$ 323,916 bilhões. O segmento reúne os investimentos estrangeiros diretos e em carteira, remessas de lucro e pagamento de juros, entre outras operações.

No comércio exterior, o saldo anual acumulado até 17 de julho ficou positivo em US$ 27,023 bilhões, com importações de US$ 84,063 bilhões e exportações de US$ 111,086 bilhões. Nas exportações estão incluídos US$ 16,142 bilhões em Adiantamento de Contrato de Câmbio (ACC), US$ 40,250 bilhões em Pagamento Antecipado (PA) e US$ 54,694 bilhões em outras entradas.

Julho

Depois de encerrar junho com saídas líquidas de US$ 2,885 bilhões, o País registrou fluxo cambial negativo de US$ 2,974 bilhões em julho até o dia 17, informou há pouco o Banco Central.

O canal financeiro apresentou saídas líquidas de US$ 4,390 bilhões no período. Isso é resultado de aportes no valor de US$ 17,916 bilhões e de retiradas no total de US$ 22,306 bilhões. O segmento reúne os investimentos estrangeiros diretos e em carteira, remessas de lucro e pagamento de juros, entre outras operações.

No comércio exterior, o saldo de julho até o dia 17 é positivo em US$ 1,416 bilhão, com importações de US$ 5,789 bilhões e exportações de US$ 7,205 bilhões. Nas exportações, estão incluídos US$ 688 milhões em Adiantamento de Contrato de Câmbio (ACC), US$ 2,218 bilhões em Pagamento Antecipado (PA) e US$ 4,299 bilhões em outras entradas.

Semanal

O fluxo cambial registrado na semana passada (de 13 a 17 de julho) para o Brasil ficou negativo em US$ 598 milhões, informou há pouco o Banco Central.

O canal financeiro apresentou saída líquida de US$ 886 milhões na semana, resultado de aportes no valor de US$ 8,942 bilhões e de envios no total de US$ 9,827 bilhões. Este segmento reúne os investimentos estrangeiros diretos e em carteira, remessas de lucro e pagamento de juros, entre outras operações.

No comércio exterior, o saldo na semana passada ficou positivo em US$ 288 milhões, com importações de US$ 2,344 bilhões e exportações de US$ 2,632 bilhões. Nas exportações, estão incluídos US$ 214 milhões em Adiantamento de Contrato de Câmbio (ACC), US$ 957 milhões em Pagamento Antecipado (PA) e US$ 1,461 bilhão em outras entradas.

Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

Primeira vez no mês

Investidores estrangeiros retiram R$ 163,047 milhões da B3 no pregão de 20/11

Naquele dia, o Ibovespa teve queda de 0,59%, a 106.042,48 pontos e giro financeiro de R$ 24,4 bilhões, em dia de preocupação com o avanço da pandemia do novo coronavírus no Brasil e no mundo, além da volta à pauta do risco fiscal.

narrativa em xeque

Mercado é completamente insensível a casos como o do Carrefour, diz gestor pioneiro em ESG

Diretor da Fama Investimentos afirma que investidores só reagiram após a repercussão de assassinato de homem negro em unidade da rede, não com a morte em si; caso põe pressão sobre narrativa ESG

Apertou

Secretário do tesouro diz que espaço para extensão de auxílio é muito reduzido

Funchal participa de audiência pública na Comissão Mista que discute as ações do governo de combate à covid-19.

RECOMENDANDO COMPRA

Cenário positivo abre caminho para valorização de 51% da Petrobras, diz BofA

Banco eleva recomendação para ações preferenciais a compra, citando que empresa é beneficiada por recuperação econômica e reestruturação

Mundo dos fundos

Está na hora de fazer rotação na bolsa? Saiba o que pensam grandes gestores

Apesar da migração recente para a “velha economia”, ações de tecnologia na bolsa seguem atrativas no longo prazo, segundo as gestoras Brasil Capital, Constellation e Velt

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies