Menu
2020-03-23T19:07:57-03:00
Estadão Conteúdo
contra a crise

Fed anuncia expansão de programas de empréstimos para sustentar economia

BC americano disse que disse que as compras de Treasuries e títulos lastreados que aprovou há uma semana serão basicamente ilimitadas

23 de março de 2020
10:47 - atualizado às 19:07
Presidente do Fed, Jerome Powell, em entrevista nesta quarta-feira.
Presidente do Fed, Jerome Powell. - Imagem: Federal Reserve

O Federal Reserve (Fed, o banco central dos EUA) anunciou nesta segunda-feira uma agressiva expansão de programas de empréstimos para impulsionar os mercados de crédito, ajustando seus dispositivos para incluir certos tipos de dívida corporativa e municipal.

Em comunicado, o Fed disse que as compras de Treasuries e títulos lastreados que aprovou há uma semana serão basicamente ilimitadas. O BC americano informou que comprará US$ 375 bilhões em Treasuries e mais US$ 250 bilhões em títulos lastreados em hipotecas nesta semana.

Segundo o Fed, as compras dos títulos serão feitas nos volumes necessários para garantir "o bom funcionamento dos mercados e eficiente transmissão da política monetária para condições financeiras mais amplas e para a economia".

O Fed também anunciou que começará a comprar títulos comerciais lastreados em hipotecas emitidos por entidades com apoio do governo.

"Como grandes incertezas persistem, ficou claro que nossa economia vai enfrentar severos transtornos", disse o Fed no comunicado. "Agressivos esforços devem ser feitos nos setores público e privado para limitar as perdas de emprego e de renda e promover uma rápida recuperação assim que os transtornos diminuírem."

O Fed também anunciou que vai lançar mais três dispositivos de crédito, dois dos quais se destinarão a grandes empregadores, e um terceiro, conhecido como TALF, para apoiar financiamento para consumidores e empresas.

A ideia é que os três dispositivos apoiem US$ 300 bilhões em novos financiamentos, e o Departamento do Tesouro irá cobrir US$ 30 bilhões em perdas, disse o BC americano.

O Fed também ampliou dois outros dispositivos anunciados na semana passada para incluir novos tipos de dívidas municipais.

O BC dos EUA informou ainda que em breve anunciará um novo programa para incentivar empréstimos a pequenas e médias empresas.

Bancos poderão utilizar colchão de capital

Em nova nota, o Fed informou sobre "mudança técnica para apoiar a economia dos EUA e permitir que os bancos continuem emprestando a famílias e empresas com crédito".

No comunicado, o Fed destacou que a nova regra facilitará o uso do TLAC, um colchão adicional de capital e dívida de longo prazo que poderá ser destinado a recapitalizar um banco se ele estiver em perigo.

De acordo com o Fed, na última década, bancos de todos os tamanhos dos EUA construíram níveis substanciais de capital e liquidez além de seus requisitos mínimos.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

balanços 3º tri

Hypera Pharma atinge maior receita da história e lucro cresce 29,4% no terceiro trimestre

Além da evolução de dois dígitos no segmento de ‘sell-out’ (vendas em farmácias), o período também fechou a conclusão de dois grandes negócios para a Hypera Pharma

Mudanças no time

BB Seguridade anuncia Marcio Hamilton Ferreira como novo diretor-presidente

Ferreira é graduado em Administração de empresas e desde janeiro ocupava o cargo de Diretor-Presidente da Brasilprev, empresa investida da BB Seguridade.

Multa de US$ 40 milhões

Justiça dos EUA aprova acordo para encerramento de ação coletiva, diz BRF

A empresa pagou a quantia de US$ 40 milhões para encerrar todas as demandas pendentes e que possam vir a ser propostas por pessoas ou entidades

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

Um grande passo para a Arezzo

A Arezzo, rede de lojas de calçados femininos presente em boa parte dos shoppings brasileiros, abriu o capital na bolsa em 2011. Se você buscar no Google, provavelmente vai encontrar a matéria que eu escrevi na época sobre o IPO da empresa. Eu inclusive estive na sede da antiga BM&FBovespa (atual B3) na manhã do […]

fechando a conta no azul

Perdeu, mas ganhou: Ibovespa tem correção e cai, mas termina semana em alta; juros disparam com inflação

Índice não conseguiu manter toada positiva vista em outros dias e recuou com quedas de bancos e Petrobras; dólar sobe com inflação maior à vista

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies