Menu
2020-03-23T19:07:57-03:00
Estadão Conteúdo
contra a crise

Fed anuncia expansão de programas de empréstimos para sustentar economia

BC americano disse que disse que as compras de Treasuries e títulos lastreados que aprovou há uma semana serão basicamente ilimitadas

23 de março de 2020
10:47 - atualizado às 19:07
Presidente do Fed, Jerome Powell, em entrevista nesta quarta-feira.
Presidente do Fed, Jerome Powell. - Imagem: Federal Reserve

O Federal Reserve (Fed, o banco central dos EUA) anunciou nesta segunda-feira uma agressiva expansão de programas de empréstimos para impulsionar os mercados de crédito, ajustando seus dispositivos para incluir certos tipos de dívida corporativa e municipal.

Em comunicado, o Fed disse que as compras de Treasuries e títulos lastreados que aprovou há uma semana serão basicamente ilimitadas. O BC americano informou que comprará US$ 375 bilhões em Treasuries e mais US$ 250 bilhões em títulos lastreados em hipotecas nesta semana.

Segundo o Fed, as compras dos títulos serão feitas nos volumes necessários para garantir "o bom funcionamento dos mercados e eficiente transmissão da política monetária para condições financeiras mais amplas e para a economia".

O Fed também anunciou que começará a comprar títulos comerciais lastreados em hipotecas emitidos por entidades com apoio do governo.

"Como grandes incertezas persistem, ficou claro que nossa economia vai enfrentar severos transtornos", disse o Fed no comunicado. "Agressivos esforços devem ser feitos nos setores público e privado para limitar as perdas de emprego e de renda e promover uma rápida recuperação assim que os transtornos diminuírem."

O Fed também anunciou que vai lançar mais três dispositivos de crédito, dois dos quais se destinarão a grandes empregadores, e um terceiro, conhecido como TALF, para apoiar financiamento para consumidores e empresas.

A ideia é que os três dispositivos apoiem US$ 300 bilhões em novos financiamentos, e o Departamento do Tesouro irá cobrir US$ 30 bilhões em perdas, disse o BC americano.

O Fed também ampliou dois outros dispositivos anunciados na semana passada para incluir novos tipos de dívidas municipais.

O BC dos EUA informou ainda que em breve anunciará um novo programa para incentivar empréstimos a pequenas e médias empresas.

Bancos poderão utilizar colchão de capital

Em nova nota, o Fed informou sobre "mudança técnica para apoiar a economia dos EUA e permitir que os bancos continuem emprestando a famílias e empresas com crédito".

No comunicado, o Fed destacou que a nova regra facilitará o uso do TLAC, um colchão adicional de capital e dívida de longo prazo que poderá ser destinado a recapitalizar um banco se ele estiver em perigo.

De acordo com o Fed, na última década, bancos de todos os tamanhos dos EUA construíram níveis substanciais de capital e liquidez além de seus requisitos mínimos.

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

O melhor do Seu Dinheiro

Lições de investimentos do Professor Polvo, balanços e outros destaques do dia

O cineasta Craig Foster teve uma ideia inusitada. Mergulhar todos os dias para acompanhar a vida de um polvo em uma floresta aquática de algas no litoral da África do Sul. Você pode conferir o resultado dessa aproximação que rendeu uma comovente “amizade” no documentário Professor Polvo, o vencedor do Oscar deste ano, que está disponível […]

Payroll

Payroll indica emprego mais fraco que o esperado nos EUA e reduz pressão por alta de juros

O relatório de emprego (payroll) mostrou a geração de 266 mil novos postos de trabalho em abril, bem abaixo da expectativa de 1 milhão do mercado

NA CARA DO GOL

Ibovespa tem nova chance de voltar aos 120 mil pontos; será que agora vai?

Enquanto agenda de balanços perde força, investidores voltam suas atenções para o payroll, o IGP-DI e as vendas no varejo

IR 2021

Imposto de Renda: Qual CNPJ informar para declaração de fundos imobiliários?

A repórter Julia Wiltgen conversou com o advogado tributarista Samir Choaib e respondeu às principais dúvidas dos leitores do Seu Dinheiro

pandemia

Covid-19: Brasil tem mais de 15 milhões de casos acumulados

Total de vidas perdidas para a pandemia subiu para 416.949, segundo o Ministério da Saúde

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies