Menu
2020-06-04T07:58:28-03:00
Estadão Conteúdo
diante da crise

Estímulos devem ser mantidos, diz FMI

Para Kristalina Georgieva, a comunidade internacional deve trabalhar para expandir as transformações digitais e reduzir desigualdades.

4 de junho de 2020
7:54 - atualizado às 7:58
shutterstock_1078647266
Kristalina Georgieva - Imagem: Shutterstock

A diretora-gerente do Fundo Monetário Internacional (FMI), Kristalina Georgieva, sugeriu que governos continuem implementando medidas de estímulos fiscais, com objetivo de garantir crescimento econômico sólido após a recessão provocada pelo novo coronavírus. "Esta é uma crise como nenhuma outra, a maior desde a Grande Depressão", definiu ontem durante evento virtual organizado pelo jornal The Washington Post.

Georgieva explicou que 127 países terão contração na atividade econômica este ano, com provável recuperação parcial em 2021. Segundo ela, nesse contexto, a comunidade internacional deve trabalhar para expandir as transformações digitais e, com isso, reduzir desigualdades. "Vamos ter um mundo com mais dívida, déficit e desemprego", projetou.

Sobre emergentes, a diretora afirmou que os bancos centrais dessas economias dispõem de reservas internacionais consideráveis, como resultado das ações tomadas após a crise financeira de 2008.

Segundo Georgieva, os países que foram prudentes durante o período de prosperidade tiveram menos dificuldades durante a pandemia, porque contaram com acesso a mercados de crédito. "Por conta das ações decisivas em economias avançadas, há liquidez no mundo", disse.

Georgieva ressaltou que, em teleconferência realizada na terça-feira pela manhã, ministros das Finanças do G-7 discutiram a situação de países pobres e reafirmaram o compromisso com o programa do G-20 para suspensão do pagamento de passivos, para os quais 73 países estão elegíveis. Logo após a reunião, o secretário do Tesouro americano, Steven Mnuchin, emitiu nota dizendo que o grupo vai trabalhar em cooperação com o FMI e com o Banco Mundial. Ele disse que que espera "progressos significativos" já na reunião de julho.

Georgieva lembrou que o Fundo desembolsou cerca de US$ 260 bilhões de sua capacidade de US$ 1 trilhão em empréstimos este momento, com financiamento emergencial até agora concedido a 63 dos 189 países que pediram ajuda desde o início de março.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

finalmente vai sair

CSN acerta preço para viabilizar IPO de unidade de mineração

Oferta será apenas secundária, com a empresa vendendo sua participação na subsidiária para reduzir endividamento

ESG

Vale começa a dar primeiros passos para sair do negócio de carvão

Mineradora assina acordo para adquirir participação da Mitsui em projeto em Moçambique, para depois vender ativos a outro interessado

Fundos imobiliários

Fundos de CRI brilharam em 2020, e o melhor deles rendeu 59%; conheça sua estratégia

Em um ano difícil para os fundos imobiliários, os chamados fundos de recebíveis conseguiram resistir, e em alguns casos deram retornos formidáveis; conheça o Hectare Crédito Estruturado (HCTR11), o FII mais rentável de 202

pandemia

Brasil registra 1.340 mortes por covid-19 em 24h

Resultado ficou atrás apenas do dia 7 de janeiro, quando foram confirmadas 1.524 novos falecimentos

seu dinheiro na sua noite

Tudo caiu – até o forward guidance

Os mercados domésticos ficaram hoje divididos sob a influência de acontecimentos distintos, o que resultou em um comportamento geral incomum: tudo caiu. O Ibovespa perdeu o patamar dos 120 mil pontos e fechou em queda, na contramão das bolsas americanas, animadas pela posse do novo presidente Joe Biden e a nova fornada de estímulos fiscais […]

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies