Menu
2020-04-07T13:16:03-03:00
Estadão Conteúdo
fala, secretário

É hora de tomar risco e fazer coisas para dinheiro chegar na ponta, diz Mansueto

De acordo com o secretário do Tesouro, o dinheiro não chegou ao BNDES ainda porque se perdeu tempo discutindo os termos do acordo

7 de abril de 2020
13:15 - atualizado às 13:16
Mansueto Almeida, Secretário do Tesouro Nacional
Imagem: Raul Junior/BTG

O secretário do Tesouro, Mansueto Almeida, disse nesta terça-feira, 7, em resposta à empresaria Luiza Trajano que "agora é hora de se tomar risco e fazer coisas para o dinheiro chegar na ponta. O secretário participa de uma live organizada pelos jornais O Globo e Valor Econômico, da qual participam também a empresária do Magazine Luiza e a economista e consultora Zeina Latif.

Luiza Trajano disse ao secretário que considera as medidas adequadas para o momento, mas que se preocupa com o fato de os recursos não estarem chegando rapidamente às mãos de quem precisa.

De acordo com Mansueto, o dinheiro não chegou ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) ainda porque se perdeu tempo discutindo os termos do acordo. "O governo se preparou bem para os próximos dois, três meses. Se for preciso algo além de três meses, todo mundo terá que sentar e ver o que fazer", disse o secretário.

Ele acrescentou que está se caminhando para um déficit do setor público de R$ 500 bilhões e que por isso não se pode criar despesas que não sejam relacionadas ao coronavírus.

Mansueto disse também que alguns atrasos se dão por conta de amarras constitucionais. "O que deveríamos estar discutindo agora é por que colocamos algumas coisas na Constituição", disse.

Recursos à saúde

O secretário do Tesouro Nacional disse que o principal desafio agora é garantir que a saúde tenha, em todo o Brasil, os recursos necessários para atender quem precisar acessar o sistema de saúde. "O desafio agora é garantir que a Saúde tenha recursos e que Estados e municípios possam atender quem precisar acessar o sistema de saúde", comentou.

Mansueto afirmou também que é preciso fazer a renda chegar aos necessitados.

"Temos que ajudar na manutenção do emprego. Muitos empresários estão fazendo de tudo para manter o emprego, mas não têm caixa", disse ele, acrescentando que "devemos gastar o necessário neste momento independente do fiscal".

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

Seu Dinheiro na sua noite

O grande respiro do câmbio e mais…

“Ih, vai ser uma semana daquelas”, pensei eu na segunda-feira, ao olhar a agenda de eventos previstos para os dias seguintes. Teríamos decisão do Copom e relatório de empregos nos EUA — e isso sem contar os inúmeros balanços corporativos. Em semanas assim, eu gosto de traçar alguns cenários na minha cabeça: se o BC […]

Fechamento da semana

Real ganha do dólar na semana e bolsa sobe mais de 2% com economia americana nem tão aquecida e Copom incisivo

Os problemas domésticos foram para baixo do tapete e os fatores externos ajudaram o Real a se valorizar e a bolsa a romper resistências importantes. Confira um resumo da semana.

Mudou de ideia?

Elon Musk passa a recomendar cautela com o dogecoin às vésperas de sua participação no SNL

O bilionário, que já fez a moeda-meme disparar 60% com apenas um tweet, exibiu um alerta para as limitações do mercado de criptoativos

pandemia

Estudo aponta relação entre negacionismo de Bolsonaro e evolução da pandemia no Brasil

Segundo o levantamento, em cidades onde o presidente obteve mais de 50% dos votos no segundo turno das eleições de 2018, número de mortes foi 415% maior do que nos municípios onde ele perdeu o pleito

Insistência incomoda

Ex-presidente do BC Affonso Pastore acredita que ajuste parcial da Selic é insustentável

O economista defende o reconhecimento explícito de que a instituição perseguirá o ajuste integral da taxa básica de juros

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies