Menu
2020-11-01T13:14:53-03:00
Estadão Conteúdo
Em relação a 2019

Consumo de energia sobe, e indústria registra maior alta desde abril de 2018

Setor metalúrgico foi o que mais impactou na alta.

1 de novembro de 2020
13:14
Indústria em queda
Região Nordeste, Bahia (-2,9%), Mato Grosso (-2,6%), Pernambuco (-2,2%) e Pará (-1,3%) registraram o restante das quedas - Imagem: Shutterstock

Todas as regiões brasileiras registraram alta no consumo de energia elétrica em setembro, na comparação com o mesmo mês do ano passado, o que não acontecia desde novembro de 2019, segundo a Resenha Mensal publicada pela Empresa de Pesquisa Energética (EPE). A alta garantiu o segundo aumento consecutivo do consumo total de energia elétrica no País, da ordem de 2,6%, atingindo 40.227 gigawhatts-hora (Gwh).

Entre as regiões, a Norte se destacou em setembro, com alta de 4,9% no consumo, seguida da região Sul, 3,5%; Nordeste, 2,9%; Sudeste, 2,2%; e Centro-Oeste, 0,9%.

O mercado livre continua subindo com força (9,3%), depois de já ter crescido 5,6% em agosto e 1,5% em julho, na contramão do mercado cativo, representado pelas distribuidoras, em queda de 0,8% em setembro, depois de já ter perdido 0,9% em agosto e 3,2% em julho.

A indústria teve a maior alta de consumo de energia elétrica em setembro desde abril de 2018 (5,7%), puxada principalmente pelo setor metalúrgico (8,5%). O setor industrial ainda não conseguiu, no entanto, recuperar as perdas causadas pela redução da atividade, acumulando nos nove primeiros meses queda de 3,3% comparada ao mesmo período do ano passado.

O consumo residencial de energia cresceu pelo terceiro mês consecutivo (7,6%), resultado da soma do aumento das temperaturas,maior aquisição de aparelhos eletrodomésticos, e o isolamento social imposto pela pandemia do Covid-19. O segmento acumula alta de 3,3% de janeiro a setembro na comparação anual.

Já o comércio continua registrando queda no consumo de energia, de 8% em setembro, mantendo o impacto negativo causado pela pandemia no setor e acumulando redução de 11,2% de janeiro a setembro.

De maneira geral, o consumo de energia elétrica brasileiro acumula queda de 2,6% até setembro e de 1,4% nos últimos 12 meses, informou a EPE.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

Exile on Wall Street

O Brasil do Doutor Castor

Castor de Andrade foi talvez o mais famoso bicheiro brasileiro. Tinha, quase literalmente, um exército trabalhando para si. Chegou a contar com mais de cem policiais a seu dispor, além de vários servidores públicos, políticos proeminentes e juízes sob sua influência. Apareceu na posição de segundo homem mais rico do Brasil no meio da década […]

Abertura

Ibovespa cai sem sustentação do exterior com cenário interno desfavorável

As bolsas pelo mundo operam em movimento de realização de ganhos, o que é uma péssima notícia para o Brasil

preparando para batalha

Dasa vai atrás de recursos para competir com Rede D’Or, Hapvida e Notre Dame Intermédica

Grupo de medicina diagnóstica da família fundadora da Amil segue com planos para fazer re-IPO, em meio à consolidação do mercado de saúde

O melhor do Seu Dinheiro

As mariposas e o tal do reflation trade

Assim como as mariposas são atraídas pela luz, é da natureza do mercado financeiro sair em busca dos ativos com a promessa de maior retorno. Não por acaso, ambos muitas vezes acabam queimados. Podemos dizer, contudo, que o instinto dos investidores é um pouco mais aguçado. Além do brilho do retorno, outra variável costuma pesar […]

Fala, Guedes!

“Se o presidente não confiar em meu trabalho, sou demissível em 30 segundos”, diz Guedes

O ministro iniciou a gravação dizendo que, “aparentemente”, é um “desastre em comunicação”: “Vim para a política sem querer, nunca pensei em política”

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies