Menu
2020-11-01T13:14:53-03:00
Estadão Conteúdo
Em relação a 2019

Consumo de energia sobe, e indústria registra maior alta desde abril de 2018

Setor metalúrgico foi o que mais impactou na alta.

1 de novembro de 2020
13:14
Indústria em queda
Região Nordeste, Bahia (-2,9%), Mato Grosso (-2,6%), Pernambuco (-2,2%) e Pará (-1,3%) registraram o restante das quedas - Imagem: Shutterstock

Todas as regiões brasileiras registraram alta no consumo de energia elétrica em setembro, na comparação com o mesmo mês do ano passado, o que não acontecia desde novembro de 2019, segundo a Resenha Mensal publicada pela Empresa de Pesquisa Energética (EPE). A alta garantiu o segundo aumento consecutivo do consumo total de energia elétrica no País, da ordem de 2,6%, atingindo 40.227 gigawhatts-hora (Gwh).

Entre as regiões, a Norte se destacou em setembro, com alta de 4,9% no consumo, seguida da região Sul, 3,5%; Nordeste, 2,9%; Sudeste, 2,2%; e Centro-Oeste, 0,9%.

O mercado livre continua subindo com força (9,3%), depois de já ter crescido 5,6% em agosto e 1,5% em julho, na contramão do mercado cativo, representado pelas distribuidoras, em queda de 0,8% em setembro, depois de já ter perdido 0,9% em agosto e 3,2% em julho.

A indústria teve a maior alta de consumo de energia elétrica em setembro desde abril de 2018 (5,7%), puxada principalmente pelo setor metalúrgico (8,5%). O setor industrial ainda não conseguiu, no entanto, recuperar as perdas causadas pela redução da atividade, acumulando nos nove primeiros meses queda de 3,3% comparada ao mesmo período do ano passado.

O consumo residencial de energia cresceu pelo terceiro mês consecutivo (7,6%), resultado da soma do aumento das temperaturas,maior aquisição de aparelhos eletrodomésticos, e o isolamento social imposto pela pandemia do Covid-19. O segmento acumula alta de 3,3% de janeiro a setembro na comparação anual.

Já o comércio continua registrando queda no consumo de energia, de 8% em setembro, mantendo o impacto negativo causado pela pandemia no setor e acumulando redução de 11,2% de janeiro a setembro.

De maneira geral, o consumo de energia elétrica brasileiro acumula queda de 2,6% até setembro e de 1,4% nos últimos 12 meses, informou a EPE.

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

fique de olho

Telefônica Brasil paga R$ 630 milhões em juros sobre capital próprio

Valor tem retenção de imposto de renda na fonte, à alíquota de 15%, resultando no montante líquido de R$ 535,5 milhões, com base no balanço patrimonial de 31 de maio de 2021

seu dinheiro na sua noite

A escalada dos juros e o impacto nos seus investimentos

Os horizontes do atual ciclo de escalada dos juros no Brasil já começam a ficar mais claros, assim como os contornos da política monetária americana.  Hoje os investidores trataram de se ajustar aos sinais enviados pelos bancos centrais do Brasil e dos Estados Unidos na “Super Quarta” de ontem. O mercado de juros rumou para […]

ampliando o portfólio

JBS conclui a aquisição de empresa de produtos à base de plantas Vivera na Europa

Transação inclui três unidades produtivas e um centro de pesquisa e desenvolvimento localizados na Holanda.

atenção, acionista

Vale anuncia pagamento de dividendos; confira os valores

Segundo a mineradora, será considerada a posição acionária de 23 de junho de 2021; empresa passa por bom momento

retomada

Produção de aço cresce 20,3% de janeiro a maio

De janeiro a maio, as vendas internas foram de 10 milhões de toneladas, o que representa uma alta de 46,4% quando comparada com o apurado em igual período do ano anterior

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies