2020-01-05T17:51:55-03:00
Estadão Conteúdo
MUDANÇAS NO GOVERNO

Bolsonaro escolhe servidor da Economia para secretaria de assuntos estratégicos

O cargo de secretário está aberto desde novembro, quando o general Maynard Marques Santa Rosa pediu demissão do governo em meio a atritos com o presidente e com o ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Jorge Oliveira

2 de janeiro de 2020
19:56 - atualizado às 17:51
48900004178_fbbf9883eb_k
Bruno Grossi - Imagem: Ministério da Economia/Divulgação

O presidente Jair Bolsonaro escolheu Bruno Grossi, atual secretário-adjunto de Gestão Orçamentária do Ministério da Economia, para comandar a Secretaria de Assuntos Estratégicos (SAE), pasta subordinada à Secretaria-Geral da Presidência.

O cargo de secretário está aberto desde novembro, quando o general Maynard Marques Santa Rosa pediu demissão do governo em meio a atritos com o presidente e com o ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Jorge Oliveira.

A nomeação deve ser confirmada na sexta-feira, 3, no Diário Oficial da União. A escolha foi anunciada nas redes sociais pela Secretaria-Geral, pasta à qual a secretaria é subordinada. "A SAE tem como objetivo construir uma agenda estratégica e promover debates sobre temas primordiais para o atual governo", afirma a publicação da secretaria.

Grossi ainda deve escolher nomes para substituir funcionários que acompanharam a saída de Santa Rosa e se demitiram da SAE. O general era uma indicação do ex-ministro Gustavo Bebianno, demitido em fevereiro, e teria sido deixado na "geladeira" por Bolsonaro e Oliveira, que não teriam atendido seus pedidos de reunião.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Clique aqui e receba a nossa newsletter diariamente
Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

RAIO-X DO ORÇAMENTO

Fundo eleitoral, emendas do relator e reajuste dos servidores: 3 pontos do Orçamento para 2022 que mexem com a bolsa esta semana

Entre emendas parlamentares superavitárias e reajuste dos policiais federais, o Orçamento deve ser publicado no Diário Oficial na segunda-feira (24)

PEC DOS COMBUSTÍVEIS

Tesouro pode perder até R$ 240 bilhões com PEC dos Combustíveis e inflação pode ir para 1% — mas gasolina ficará só R$ 0,20 mais barata; confira análise

Se todos os estados aderirem à desoneração, a perda seria de cifras bilionárias aos cofres públicos, de acordo com a XP Investimentos

Seu Dinheiro no Sábado

E a bolsa ainda pulsa: os grandões do Ibovespa brilham e puxam o índice — mas e as demais empresas?

Além do ciclo aquecido das commodities e da entrada de recursos estrangeiros, também vale lembrar o desconto nos ativos domésticos

BITCOIN (BTC) HOJE

Bitcoin (BTC) aprofunda queda da semana e é negociado aos US$ 35 mil hoje pela primeira vez em seis meses; criptomoeda já caiu 17% em sete dias

Especialista dá dicas de como sobreviver ao momento de “sangria” do mercado de criptomoedas — e o que não fazer no desespero

Dê o play!

A bolsa ainda pulsa, mas será um último suspiro? O podcast Touros e Ursos discute o cenário para o Ibovespa

No programa desta semana, a equipe do Seu Dinheiro discute o cenário para o Ibovespa e os motivos que fazem a bolsa brasileira subir