Menu
Julia Wiltgen
O melhor do Seu Dinheiro
Julia Wiltgen
2020-09-23T20:31:16-03:00
seu dinheiro na sua noite

Já deu o que tinha que dar

23 de setembro de 2020
20:31
O Melhor do Seu Dinheiro; investimentos
Imagem: Andrei Morais/Seu Dinheiro

Caro leitor,

Quando a pandemia de coronavírus explodiu e os bancos centrais do mundo passaram a reduzir fortemente os juros, muitos economistas e analistas de mercado questionaram os limites da política monetária naquele caso.

Afinal, não se tratava de uma crise financeira, como foi a de 2008, nem de uma crise econômica comum. Estávamos diante de uma crise de oferta e demanda por um motivo de saúde, um vírus que obrigou as pessoas a se afastarem umas das outras para se protegerem.

Em outras palavras, empresas suspenderam atividades e muita gente deixou de trabalhar e de consumir não por falta de emprego, de renda ou de acesso ao crédito, nem por uma questão de preços, mas sim porque se colocaram em quarentena para não ficarem doentes e não espalharem uma doença mortal.

Tendo em vista essa motivação tão tangível e urgente, estava claro que simplesmente derrubar os juros não seria suficiente para reaquecer as economias. De que adiantaria crédito barato e abundante com as empresas fechadas e as pessoas trancadas dentro de casa?

Os bancos centrais do mundo fizeram o que estava dentro da sua alçada, o que de fato contribuiu para a recuperação das economias e elevou os preços dos ativos - vide a vertiginosa recuperação das bolsas. Mas em algum momento, a política monetária atingiria o seu limite, e parece que essa hora chegou.

Nos últimos dias, as falas do presidente do Federal Reserve, o banco central americano, e o posicionamento do BC brasileiro têm abalado os mercados. Hoje, Jerome Powell testemunhou mais uma vez no Congresso americano, sinalizando que a política monetária já deu o que tinha que dar - e que o governo dos EUA precisa contribuir mais para estimular a economia.

Nos mercados, as maiores consequências foram vistas no dólar, que avançou globalmente, apresentando uma valorização de 2,15%, para R$ 5,58, perto das máximas do pregão. Já as bolsas amargaram fortes perdas. O Ricardo Gozzi conta como foi o dia nos mercados.

MERCADOS

 Vem dinheiro aí, investidor. A Cemig informou que pagará R$ 120 milhões em juros sobre capital próprio em duas parcelas. O montante total será equivalente a R$ 0,0790 por ação. Veja a partir de quando o valor será pago.

EMPRESAS

 A holding Itaúsa está de olho nas oportunidades de investimento no mercado. Mas também não tem pressa para achá-las. "Se não acharmos investimentos, distribuiremos mais dividendos", disse o presidente da empresa, Alfredo Setubal. Saiba mais com o Kaype Abreu.

 O mercado gostou do noivado entre Localiza e Unidas, anunciado na manhã de hoje. As ações das companhias dispararam, e os analistas avaliaram a combinação dos negócios como positiva. A Jasmine Olga conta mais detalhes.

 Falando em negócios, a Locaweb anunciou a compra da Social Miner, plataforma de serviços para varejistas, por R$ 22,2 milhões. E deve vir mais por aí, já que a empresa levantou R$ 400 milhões só para aquisições, como conta o Ivan Ryngelblum.

 A Minerva quer reduzir problemas com fornecedores indiretos de gado, testando um novo sistema de monitoramento. O objetivo é descobrir se os animais passaram por áreas desmatadas ilegalmente ou onde são empregadas práticas análogas à escravidão.

 A Latam anunciou que poderá demitir mais de 1,2 mil tripulantes, após ter despedido 2,7 mil pilotos e comissários de bordo no início de agosto. Antes, no entanto, a empresa negocia uma redução permanente dos salários desses funcionários.

ECONOMIA

 O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou que o governo estuda um "programa de substituição tributária". Guedes disse que para gerar emprego é preciso desonerar a folha, o que seria compensado com a criação de “tributos alternativos”.

 O investimento estrangeiro direto no Brasil somou US$ 1,430 bilhão em agosto, totalizando US$ 26,957 bilhões no acumulado do ano. Já a balança comercial encerrou o mês passado com saldo positivo de US$ 3,721 bilhões, melhor resultado para um mês de agosto da série histórica.

COLUNISTAS

 No cenário atual, está difícil encontrar uma ação na B3 capaz de dobrar de valor rapidamente. Mas o Felipe Miranda trouxe, na sua coluna de hoje, três sugestões de papéis que ele acredita ter esse potencial.

Este artigo foi publicado primeiramente no "Seu Dinheiro na sua noite", a newsletter diária do Seu Dinheiro. Para receber esse conteúdo no seu e-mail, cadastre-se gratuitamente neste link.

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

TECNOLOGIA

Xiaomi supera Apple em venda de celulares

O levantamento também mostra que a Samsung voltou ser a líder global de vendas de smartphones, após perder a liderança do mercado para a também chinesa Huawei, que ficou no topo por um único trimestre.

BOMBOU NO SEU DINHEIRO

Melhores da Semana: O Halloween dos mercados

A segunda onda de coronavírus é um ‘fantasma’ que ronda os mercados desde o início do ano. Muita gente não acreditou. Nesta semana, ele mostrou as caras.

POLÍTICA

Bolsonaro grava para campanhas e aposta em 2º turno em RJ e SP

Presidente busca apoiar aliados para tentar formar base nos grandes colégios eleitorais para sua campanha de reeleição em 2022

responsabilização

JBS aprova em assembleia ação contra irmãos Batista

Processo diz respeito a prejuízos causados por crimes revelados nos acordos de colaboração e leniência firmados pela JBS com a Procuradoria Geral da República

em live

Se necessário, voltaremos a fazer transferência do BC para o Tesouro, diz secretário

Em agosto, CMN já havia autorizado o Banco Central a repassar R$ 325 bilhões para o Tesouro Nacional

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies