Menu
Vinícius Pinheiro
O melhor do Seu Dinheiro
Vinícius Pinheiro
2020-04-28T23:58:20-03:00
Seu Dinheiro na sua noite

A foto e o filme dos seus investimentos

28 de abril de 2020
23:58
O Melhor do Seu Dinheiro; investimentos
Imagem: Andrei Morais/Seu Dinheiro

Escrever diariamente sobre o sobe e desce dos mercados é semelhante ao trabalho de um fotógrafo. Os números de fechamento da bolsa e do dólar são uma espécie de retrato (ou selfie, como preferir) da percepção dos investidores naquele momento.

Podemos dizer que hoje o tal mercado saiu bem na foto. Se tivesse um rosto, a expressão dele seria bem mais relaxada do que a de sexta-feira, após o ruidoso desembarque de Sergio Moro do governo.

O aceno de Bolsonaro a Paulo Guedes, que andava desprestigiado no Palácio do Planalto nos últimos tempos, contribuiu para melhorar o humor dos investidores.

A “bandeira branca” hasteada por Rodrigo Maia ao falar que a prioridade da Câmara hoje está em outra crise – a do coronavírus – também diminuiu as tensões em Brasília.

Tudo isso se refletiu na alta de 3,93% do Ibovespa, que fechou aos 81.312 pontos, e na queda expressiva do dólar para a casa dos R$ 5,51.

Mas se a foto de hoje parece bonita, na hora de avaliar os seus investimentos você precisa considerar também o filme. E a história dos mercados segue bastante imprevisível, tanto pelas consequências do coronavírus na economia como pela crise política.

Com o fim do governo Bolsonaro tal como o conhecemos na última sexta-feira, ainda não está claro como ficará a “nova” gestão, que deve contar com o embarque de políticos do centrão. Nem mesmo se o prestígio de Paulo Guedes vai resistir à dura recessão que o país enfrentará nos próximos meses.

Outro fator com potencial de mexer com as cotações das ações e do dólar é o desdobramento das denúncias feitas por Moro contra o presidente ao deixar o cargo.

Se as fotos não são suficientes para saber o final do filme dos mercados, elas são fundamentais para planejar os próximos passos. Por isso eu recomendo que você leia a cobertura que o Victor Aguiar preparou, com direito a filme – quer dizer, vídeo.

Voo para qualidade

No meio do choque nos mercados provocado pela crise do coronavírus, a opção de muitos clientes foi levar seu dinheiro para os bancões. Esse movimento é o chamado “flight to quality” (voo para qualidade, em português) e pôde ser observado no balanço do Santander, que divulgou seus resultados hoje. Além do ótimo resultado, me chamou a atenção o nível de provisões do banco em meio à pandemia. Saiba por que nesta matéria que eu escrevi.

Dúvidas sobre o IR? Vem cá!

Eu conheço pessoas que têm pesadelos com a declaração do Imposto de Renda. E não é para menos: muitas vezes, saber o que declarar e como fazê-lo é um desafio que exige a ajuda de experts. Pois hoje a Julia Wiltgen trouxe um deles, o advogado tributarista Samir Choaib, para uma transmissão ao vivo no nosso canal no YouTube. Se você não assistiu, vale a pena conferir a íntegra da live.

De volta à mesa?

A oferta da Eneva pela AES Tietê ainda não morreu, apesar de uma primeira tentativa frustrada. Eu apurei que a empresa deve fazer uma nova proposta depois que a B3 se manifestou favorável ao direito de voto dos titulares de ações preferenciais de empresas do nível 2 de governança – como é o caso da AES Tietê. Eu conto em mais detalhes essa história, que mexe tanto com as ações das companhias como no mercado de capitais como um todo.

Desespero aéreo

A indústria aérea está “desesperada por recursos”, disse o presidente da Associação Internacional de Transporte Aéreo (a Iata, na sigla em inglês), Alexandre de Juniac. O executivo incluiu o Brasil nesse balaio, ao falar que o setor está em contato com todos os governos atrás de mecanismos de proteção do caixa.

Estamos contratando

O INSS está contratando: mas o foco é em militares inativos e servidores federais aposentados. Serão abertas 7.400 vagas. A iniciativa tem por objetivo ampliar o atendimento e reduzir a enorme fila de pessoas que solicitam benefícios previdenciários. O governo já havia prometido o reforço no atendimento, mas a autorização só veio agora.

O que comprar no terror sem fim?

Como Paulo Guedes, de reputada carreira e orientação liberal, poderá salvar um governo que terá de salvar a si próprio após a demissão de Sergio Moro? Quem pergunta é o nosso colunista Felipe Miranda. Em meio à crise política que pode se arrastar por bastante tempo, ele conta como navegar no atual cenário e traz algumas de suas posições favoritas, inclusive na bolsa. Vale a pena a leitura!

Uma ótima noite para você!

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

Ministério atualiza dados

Brasil registra mais de 31 mil mortes por covid-19

De 526.447 casos confirmados, 223.638 pacientes foram recuperados

6,8% dos recursos foram gastos

MPF investiga baixo investimento do governo Bolsonaro no combate ao coronavírus

O Ministério Público Federal determinou, nesta terça-feira, 2, a abertura de um inquérito civil público para apurar a baixa aplicação de dinheiro público, por parte do governo de Jair Bolsonaro, no combate à pandemia do novo coronavírus

A volta dos touros

Acabou a crise? 5 razões para a disparada da bolsa e a queda do dólar

O dólar à vista acumula queda de mais de 11% nas últimas 15 sessões, afastando-se de vez da faixa dos R$ 6,00 — na bolsa, o Ibovespa também teve alívio forte no período, retomando os 90 mil pontos

Atenção com contas públicas

Déficit fiscal poderá ser de 12% do PIB, diz Armínio Fraga

“Estritamente do ponto de vista fiscal, estamos trabalhando com uma margem de manobra muito apertada. Tenho comentado que a consequência disso vai ser um crescimento imenso das necessidades de financiamento do governo”, comentou Fraga ao participar de uma live promovida pelo BTG Pactual

seu dinheiro na sua noite

Velozes e furiosos, parte 91 mil

Eu não sou um grande fã de filmes de ação, e ainda menos da franquia Velozes e Furiosos. Assisti apenas ao primeiro longa da série, tentando imaginar como um roteiro tão desconectado da realidade foi parar nas telas – ainda que tenha seus momentos. Foi só alguns anos depois, durante uma discussão de bar (saudades das […]

ex-ministro da fazenda

Pedro Malan vê excesso de otimismo em órgãos internacionais para o pós-pandemia

O ex-ministro da Fazenda Pedro Malan disse nesta terça-feira, 2, que vê um excesso de otimismo nas previsões de organismos internacionais, como o Fundo Monetário Internacional (FMI), e também de parte do mercado, de uma recuperação na forma de “V” após a pandemia do coronavírus

Procurador-geral da República

Alinhado a Bolsonaro, Aras diz que Forças Armadas podem atuar em caso de ruptura

A posição do procurador está alinhada à do presidente Jair Bolsonaro, que tem citado o artigo 142 da Constituição como uma saída para a crise do governo com o Supremo

Alívio inesperado?

Dólar despenca a R$ 5,20 e Ibovespa sobe forte: o que aconteceu com o mercado?

Enquanto o mundo passa por forte turbulência, os mercados estão mais calmos que nunca: o dólar teve a maior queda diária desde 2018 e o Ibovespa foi às máximas em quase três meses

Dados de associação

Comércio paulistano cai 67% nas vendas de maio

Mês é estratégico em razão do Dia das Mães

Presidente da Câmara

MP que estabelece crédito para folha de pagamento não pode ser votada, diz Maia

Editada no dia 3 de abril, a medida estabelece uma linha de crédito de R$ 34 bilhões para garantir o pagamento dos salários em empresas com receita anual entre R$ 360 mil e R$ 10 milhões durante a pandemia do coronavírus

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu