Menu
Marina Gazzoni
O melhor do Seu Dinheiro
Marina Gazzoni
É CEO do Seu Dinheiro
Dados da Bolsa por TradingView
2020-10-23T09:48:12-03:00
TUDO QUE VAI MEXER COM SEU DINHEIRO HOJE

13 notícias para começar a sexta bem informado

23 de outubro de 2020
9:31 - atualizado às 9:48
Selo O Melhor do Seu Dinheiro; investimentos
Imagem: Montagem Andrei Morais / Shutterstock

Quando chega um pacote na portaria, recebo um whatsapp do porteiro “Dona Marina, chegou encomenda. Pode vir retirar”. Antes da covid, ele só interfonava. A mensagem no celular é uma pressão para que eu busque meu pacote imediatamente. Ao descer para a retirada, entendo o motivo da urgência: ele está praticamente sem espaço em uma sala abarrotada de encomendas.

A superlotação da portaria do meu prédio é só uma consequência da alta do e-commerce neste ano. Com a covid, muita gente deixou de fazer compras em lojas físicas e partiu para os canais online.

Não foi à toa que as ações das varejistas com boa presença no e-commerce tiveram um salto em 2020. E, por outro lado, os papéis das empresas de shopping apanharam.

Existe uma tese nos mercados que, após uma experimentação forçada do e-commerce, o brasileiro nunca mais fará compras do mesmo jeito.

Se continuar assim, acho que meu prédio terá que fazer uma reforma para aumentar a portaria.

Mas... será mesmo? Será que os shoppings vão ficar às moscas?

O Ruy Hungria escreveu sobre isso na sua coluna de hoje. Ele faz uma análise da composição dos shoppings e dos motivos que levam o brasileiro a frequentar estes ambientes.

Mais do que um estudo comportamental do consumidor brasileiro, o Ruy faz uma análise se é uma boa aproveitar a “promoção” para comprar ações de shopping.

O que você precisa saber hoje

MERCADOS

O Ibovespa avançou 1,36% no pregão de ontem, para 101.917,73 pontos, influenciado pelo bom humor nos Estados Unidos, diante das expectativas de um acordo para um pacote de estímulos econômicos. Por aqui, o bom desempenho das ações dos bancos e da Petrobras ajudou. O dólar caiu 0,36%, para R$ 5,59.

O que esperar dos mercados hoje? O clima está positivo nos mercados internacionais, com os bons resultados de bancos e montadoras na Europa e o debate civilizado nos Estados Unidos. A  aprovação do primeiro medicamento para tratamento de covid-19 pela FDA, a agência reguladora de saúde nos EUA, também ajuda a aliviar a pressão sobre os ativos de risco. A maioria das bolsas de valores asiáticas fechou com sinal positivo, os mercados europeus operam em alta robusta e os índices futuros apontam para uma abertura com céu azul em Wall Street.

EMPRESAS

A Tesla, Apple e Mercado Livre foram os BDRs mais negociados no 1º dia de mercado aberto a todos os investidores. Até quarta-feira (21), apenas investidores qualificados - com mais de R$ 1 milhão em aplicações financeiras - podiam comprar e vender BDRs não patrocinados.

 Beto Sicupira, sócio da 3G Capital, dona da Kraft Heinz, do Burger King e da AB Inbev, passou a deter uma participação de 9,9% no capital social da Light.

O Banco Central informou ontem que 50 milhões de chaves já foram cadastradas no Pix. Até o momento, 762 instituições foram aprovadas e estão aptas a ofertá-la a seus clientes a partir de 16 de novembro.

A Empiricus lançou um MBA de Análise de Ações em parceria com a Estácio. O programa prevê uma oferta de emprego com remuneração até R$ 25 mil ao melhor aluno.

PATROCINADO

• Quer dinheiro pingando na sua conta todo mês? Veja três ativos para ter uma renda extra além do salário.

ECONOMIA

 O governo federal anunciou ontem um programa para eliminação e simplificação de normas, batizado de Descomplica Trabalhista. Como primeiras medidas, foram revogadas 48 portarias trabalhistas consideradas obsoletas e criadas novas regras para as áreas de saúde e segurança rural. Leia mais detalhes aqui.

 A Frente Parlamentar Mista em Defesa do Serviço Público acionou o STF para pedir a suspensão imediata da tramitação da reforma administrativa. Deputados e senadores afirmam que não é possível analisar a proposta por falta de informações técnicas.

 O secretário especial de Fazenda do Ministério da Economia, Waldery Rodrigues, reforçou ontem que qualquer medida precisa seguir as premissas do ajuste fiscal planejado pelo governo para os próximos anos. Rodrigues apresentou um gráfico com previsões da equipe econômica para a trajetória do endividamento na década.

 O diretor do Conselho Econômico da Casa Branca, Larry Kudlow, afirmou ontem que as conversas sobre estímulos fiscais nos Estados Unidos continuam, mas com “divergências significativas” entre republicanos e democratas. Uns dos temas em discordância são seguro-saúde e dinheiro para imigrantes ilegais.

 O Brasil registrou ontem 24,8 mil novos casos de covid-19 e mais 497 mortes em 24 horas. O país soma 155.403 óbitos e 5.298.772 infectados.

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

De volta ao jogo

Como ficam os seus investimentos em renda fixa com a Selic em 6,25%

Renda fixa “voltou ao jogo”, mas ainda não dá para ficar rico. Veja como fica o retorno das aplicações conservadoras agora que o Banco Central elevou a Selic mais uma vez

entrevista

BC briga para recuperar a credibilidade e poderia ter acelerado alta da Selic, diz economista-chefe da gestora Garde

Para Daniel Weeks, BC passou mais tempo do que o necessário com a sinalização de que manteria taxa de juros muito baixas; ele avalia que aumento poderia ter sido de 1,25 ponto e que discussão sobre fim do ciclo de ajustes ainda não acabou

Seu Dinheiro na sua noite

Seguindo a rota planejada

Decisão da Selic pelo Copom, juros nos Estados Unidos, dólar em alta e muitas outras notícias que mexeram com o mercado hoje

Vai mudar

Ultrapar (UGPA3): Marcos Lutz, ex-presidente da Cosan, assumirá como CEO em janeiro de 2022

Lutz já era membro do conselho de administração da Ultrapar (UGPA3) e, após o período como CEO, deve virar presidente do colegiado

Bota para subir

Após nova alta da Selic, FMI apoia aperto monetário adotado pelo Banco Central para combater inflação

Os diretores do órgão também aprovam o compromisso do BC intervenções limitadas para conter condições desordenadas de mercado

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies