Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2020-09-23T15:48:38-03:00
Jasmine Olga
Jasmine Olga
É repórter do Seu Dinheiro. Cursa jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP), já passou pelo Centro de Cidadania Fiscal (CCiF) e o setor de comunicação da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo
A espera acabou

Gestora brasileira e Nasdaq se unem para lançar o primeiro ETF de criptomoedas do mundo

expextativa da gestora é que o fundo seja listado ainda este ano na Bolsa de Valores de Bermudas (Bermuda Stock Exchange -BSX), país conhecido por ter uma legislação inovadora pró-ativos digitais

22 de setembro de 2020
13:43 - atualizado às 15:48
ETF DE CRIPTOMOEDAS
Imagem: Shutterstock

Não é de hoje que a expectativa pelo lançamento de um ETF (Exchange Traded Fund) de criptomoedas ronda o mercado. Afinal, o investimento em um fundo de índice negociado em bolsa abre oportunidades para que cada vez mais investidores entrem no mercado e acelera o processo de profissionalização e maturação do segmento.

No entanto, a espera está próxima de um fim. A gestora brasileira Hashdex, em parceria com a Nasdaq, recebeu autorização na última sexta-feira (18) para lançar o primeiro ETF de criptomoedas do mundo, o Hashdex Nasdaq Crypto Index ETF.

ETF é um fundo que replica o desempenho de um índice escolhido como benchmark e que encontra 'fit' com o portfólio de diversos tipos de investidores. Segundo a Hashdex, o ETF lançado irá replicar o índice Nasdaq Crypto Index (NCI), também desenvolvido em parceria com a Nasdaq e que representará o cenário institucional de investimentos em criptoativos para além do bitcoin.

A expectativa da gestora é que o fundo seja listado ainda este ano na Bolsa de Valores de Bermudas (Bermuda Stock Exchange - BSX), país conhecido por ter uma legislação inovadora pró-ativos digitais, ponto que tem sido um dos principais entraves para a criação de um ETF de criptoativos nos últimos anos.

A gestão do índice NCI será feito pela Nasdaq. Informações sobre a metodologia utilizada será divulgada pela empresa na ocasião do lançamento, previsto para acontecer ainda neste ano.

Segundo o CEO da Hashdex, Marcelo Sampaio, a entrada da Nasdaq no mercado formal de ativos digitais confirma o crescimento do interesse e confiança na classe de ativos, intensificando a tendência observada nos últimos meses de aceleração na entrada de investidores institucionais no mercado.

Sampaio acredita que além de colocar a gestora como um player relevante no segmento de cripto global, a iniciativa também tem potencial para impactar e transformar positivamente os mercados financeiros nos próximos anos.

Fundada em 2018, a Hashdex administra três fundos de investimento com exposição ao mercado de criptoativos e desenvolveu o índice HDAI, que reúne os principais criptoativos do mercado e já é distribuído pela Nasdaq.

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

O melhor do Seu Dinheiro

A vez dos shoppings voltou: está na hora de investir na ‘praia do paulistano’

Os shopping centers foram por muitos anos apelidados de “praia de paulistano”, principalmente por quem é de fora de São Paulo. Com o tempo e a explosão desses empreendimentos pelo Brasil, o apelido jocoso perdeu força, mas ainda comunica. O fato é que a tal praia do paulistano foi uma das mais duramente afetadas quando […]

COLUNA DO JOJO

Bolsa hoje: licença para gastar

Hoje, a UE deve divulgar as proporções da dívida sobre PIB dos membros para 2020 – os valores deverão ser volumosos, repercutindo a pandemia, que mudou a relação da atuação dos governos na economia

Tendências da bolsa

AGORA: Ibovespa futuro amplia queda após Paulo Guedes lavar as mãos para furo no teto de gastos e dólar vai acima de R$ 5,60

No panorama doméstico, o risco fiscal permanece no radar, enquanto a temporada de balanços segue no exterior

MELOU O NEGÓCIO

Ações da Evergrande saem de suspensão e despencam em meio a desacordo sobre venda de fatia da incorporadora

A própria empreiteira chinesa cancelou um acordo para a venda de uma participação de 50,1% em unidade de serviços imobiliários para a Hopson Development Holdings

De olho na bolsa

Esquenta dos mercados: exterior tem dia de correção e bolsa brasileira deve ter desempenho fraco por mais um dia após fala de Paulo Guedes sobre teto de gastos

Os balanços do exterior devem movimentar os negócios, com Evergrande de volta ao radar após fracasso na venda de uma subsidiária

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies