Menu
2020-05-07T12:50:07-03:00
Gestora pessimista

Vendida em bolsa, Persevera vê risco de Ibovespa cair abaixo de 60 mil pontos

Na análise da gestora, a tese que sustenta a recuperação dos mercados de ações nas últimas semanas mundo afora não é válida na mesma medida para o Brasil

7 de maio de 2020
12:32 - atualizado às 12:50
Fundo do poço
Imagem: Shutterstock

No ponto crítico do choque do coronavírus nos mercados, o Ibovespa atingiu os 63.569 pontos no fechamento do dia 23 de março. Mas a gestora de fundos Persevera acredita que esse pode não ter sido o fundo do poço.

Diante dos efeitos da crise de saúde na economia, o principal índice da bolsa pode não só voltar às mínimas como até cair abaixo dos 60 mil pontos nos próximos meses, segundo a gestora.

Formada por ex-executivos do Bradesco e HSBC e com R$ 350 milhões sob gestão, a Persevera possui hoje uma posição vendida no mercado de ações brasileiro.

A gestora mantém a visão positiva para a bolsa para o longo prazo e avalia que as quedas de preços observadas desde o início da crise se mostrarão uma oportunidade.

“Temos, porém, uma visão negativa para a bolsa brasileira num horizonte mais curto, de até 6 meses”, escreveu, em carta aos investidores.

Por que vender?

Na análise da gestora, a tese que sustenta a recuperação dos mercados de ações nas últimas semanas mundo afora não é válida na mesma medida para o Brasil. “Temos a visão de que a situação no Brasil é diferente e as perspectivas bem piores.”

Isso porque a pandemia do coronavírus atingiu o Brasil em uma situação muito mais frágil, segundo a Persevera. Logo no começo da crise, a gestora defendeu que o Banco Central fizesse um corte radical de juros para zero.

Para a gestora, a hesitação do BC em agir também contribuirá para que o auge da recessão seja mais profundo e a recuperação, mais lenta.

Não faça o que eu faço

Embora esteja vendida em bolsa, a Persevera não recomenda que o investidor individual faça o mesmo e nem mesmo faça uma redução agressiva das posições em ações.

“Achamos que ele deve prosseguir com cautela nessa classe de ativos, sempre considerando seus limites psicológicos e consciente da possibilidade de que o mercado pode apresentar perdas muito maiores do que quaisquer modelos de risco baseados em experiência passada podem projetar.”

Para a gestora, o investidor deveria realizar compras de forma gradativa e guardar espaço na carteira para se e quando, em um momento futuro, o mercado testar novas mínimas.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

Disputa com a Stone

Linx se recusa a assinar protocolo de oferta da Totvs, que sobe tom contra conselheiros da empresa

Totvs ainda não desistiu do negócio, mas disse que os conselheiros independentes da Linx trataram a oferta da companhia de forma desigual em relação à proposta feita pela Stone

seu dinheiro na sua noite

A segunda onda (e o primeiro teste)?

A bolsa brasileira ganhou 1 milhão de pessoas físicas nos últimos seis meses. São novos investidores que praticamente não sabem o que é perder dinheiro na renda variável. O Ibovespa registrou uma alta de respeitáveis 40% entre março — o epicentro do terremoto nos mercados provocado pela crise do coronavírus — e agosto. O ganho […]

abertura de capital

Bradesco planeja IPO da Ágora e corretora deve se separar do banco até o fim do ano

Analistas do Goldman Sachs tiveram conferência com os diretores do Bradesco, Leandro Miranda e Carlos Firetti. O plano é realizar o IPO depois de a Ágora conquistar o segundo lugar do setor em termos de participação de mercado — o que é previsto para acontecer dentro de 4 ou 5 anos

Tenebrosas transações

Ibovespa fecha em queda e dólar sobe com escândalo envolvendo bancos da Europa e dos EUA

Aumento de casos de covid-19 na Europa e morte de juíza federal norte-americana constituíram ingredientes adicionais à forte aversão ao risco nos mercados globais

INDO PARA A BOLSA

CSN autoriza IPO da parte de mineração e atualiza projeções

CSN decidiu pelo IPO da unidade de mineração “à luz das condições favoráveis e perspectivas positivas do mercado de minério de ferro”

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements