Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2020-05-07T12:50:07-03:00
Vinícius Pinheiro
Vinícius Pinheiro
Diretor de redação do Seu Dinheiro. Formado em jornalismo, com MBA em Derivativos e Informações Econômico-Financeiras pela FIA, trabalhou nas principais publicações de economia do país, como Valor Econômico, Agência Estado e Gazeta Mercantil. É autor dos romances O Roteirista, Abandonado e Os Jogadores
Gestora pessimista

Vendida em bolsa, Persevera vê risco de Ibovespa cair abaixo de 60 mil pontos

Na análise da gestora, a tese que sustenta a recuperação dos mercados de ações nas últimas semanas mundo afora não é válida na mesma medida para o Brasil

7 de maio de 2020
12:32 - atualizado às 12:50
Fundo do poço
Imagem: Shutterstock

No ponto crítico do choque do coronavírus nos mercados, o Ibovespa atingiu os 63.569 pontos no fechamento do dia 23 de março. Mas a gestora de fundos Persevera acredita que esse pode não ter sido o fundo do poço.

Diante dos efeitos da crise de saúde na economia, o principal índice da bolsa pode não só voltar às mínimas como até cair abaixo dos 60 mil pontos nos próximos meses, segundo a gestora.

Formada por ex-executivos do Bradesco e HSBC e com R$ 350 milhões sob gestão, a Persevera possui hoje uma posição vendida no mercado de ações brasileiro.

A gestora mantém a visão positiva para a bolsa para o longo prazo e avalia que as quedas de preços observadas desde o início da crise se mostrarão uma oportunidade.

“Temos, porém, uma visão negativa para a bolsa brasileira num horizonte mais curto, de até 6 meses”, escreveu, em carta aos investidores.

Por que vender?

Na análise da gestora, a tese que sustenta a recuperação dos mercados de ações nas últimas semanas mundo afora não é válida na mesma medida para o Brasil. “Temos a visão de que a situação no Brasil é diferente e as perspectivas bem piores.”

Isso porque a pandemia do coronavírus atingiu o Brasil em uma situação muito mais frágil, segundo a Persevera. Logo no começo da crise, a gestora defendeu que o Banco Central fizesse um corte radical de juros para zero.

Para a gestora, a hesitação do BC em agir também contribuirá para que o auge da recessão seja mais profundo e a recuperação, mais lenta.

Não faça o que eu faço

Embora esteja vendida em bolsa, a Persevera não recomenda que o investidor individual faça o mesmo e nem mesmo faça uma redução agressiva das posições em ações.

“Achamos que ele deve prosseguir com cautela nessa classe de ativos, sempre considerando seus limites psicológicos e consciente da possibilidade de que o mercado pode apresentar perdas muito maiores do que quaisquer modelos de risco baseados em experiência passada podem projetar.”

Para a gestora, o investidor deveria realizar compras de forma gradativa e guardar espaço na carteira para se e quando, em um momento futuro, o mercado testar novas mínimas.

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

ATENÇÃO, ACIONISTA

Hapvida (HAPV3) vai recomprar até 100 milhões de ações; papéis acumulam queda de 17% no ano

A operadora de saúde anunciou hoje que dará início a um programa de recompra de papéis com duração de até 18 meses

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

Ibovespa fecha semana no azul, Nubank valendo bilhões a menos e primeiro ETF cripto dos EUA: veja as principais notícias desta sexta

Em uma limousine brilhante, o Ibovespa chegou atrasado para a festa das bolsas globais — mas chegou.  Os balanços das empresas europeias e americanas abriram as portas do salão de baile: com o bom resultado das companhias, dados mistos da economia e um desenho mais nítido da retirada de estímulos monetários, Wall Street brilhou.  O […]

CRIPTOMOEDAS

Quais as dificuldades na regulamentação do Bitcoin e demais criptomoedas?

Analista de criptomoedas, Valter Rebêlo, comenta sobre o processo de regulamentação das criptomoedas ao redor do mundo

FECHAMENTO DO DIA

Ibovespa tira uma lasquinha da festa das bolsas globais e sobe mais de 1% na semana; dólar recua após atuações do BC

Com uma bolsa descontada após as turbulências recentes, o Ibovespa tinha tudo para chegar cedo nessa festa, mas foi preciso que o Banco Central assumisse a condução para que a B3 tivesse uma chance.

ALGUNS BILHÕES A MENOS

Nubank prepara IPO com listagem na Nasdaq e na B3 até o fim deste ano, mas deve baixar a pedida no valuation

Meses atrás, a startup buscava ir a mercado avaliada em cerca de US$ 100 bilhões; veja o novo valor de mercado segundo o Broadcast

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies