🔴 INTER DEU ADEUS À BOLSA BRASILEIRA E EU PERDI METADE DO MEU PATRIMÔNIO: VEJA DETALHES DO CASO REAL

Cotações por TradingView
2020-01-17T15:56:30-03:00
Vinícius Pinheiro
Vinícius Pinheiro
Diretor de redação do Seu Dinheiro. Formado em jornalismo, com MBA em Derivativos e Informações Econômico-Financeiras pela FIA, trabalhou nas principais publicações de economia do país, como Valor Econômico, Agência Estado e Gazeta Mercantil. É autor dos romances O Roteirista, Abandonado e Os Jogadores
Gestora estrelada

SPX espera alta da Selic ainda neste ano e segue comprada em dólar

Para a gestora fundada por Rogério Xavier, que possui R$ 40 bilhões sob gestão, o país saiu da beira do abismo com aprovação da reforma da Previdência e deve crescer 2,5% neste ano

Vinícius Pinheiro
Vinícius Pinheiro
17 de janeiro de 2020
15:29 - atualizado às 15:56
Rogério Xavier, sócio-fundador da SPX Capital | Fed | meta de inflação
Rogério Xavier, sócio-fundador da SPX Capital - Imagem: Divulgação/Santander

Enquanto parte do mercado financeiro especula sobre a possibilidade de uma nova queda de 0,25 ponto percentual na taxa básica de juros, a SPX Capital, do renomado gestor Rogério Xavier, aposta que o Banco Central não só vai interromper o ciclo de cortes como trabalha como um cenário de alta da Selic ainda neste ano.

Com R$ 40 bilhões em patrimônio, a gestora zerou em dezembro as posições aplicadas na parte curta da curva – ou seja, deixou de apostar na possibilidade de queda dos juros. A SPX também mantém espera que o dólar continue se valorizando em relação ao real.

Na bolsa brasileira, a gestora espera a continuidade do processo de migração de recursos que estão na renda fixa e segue com posições compradas em empresas dos setores de utilities (serviços públicos), bancos e consumo. Em 2019, o fundo SPX Nimitz – o carro-chefe da casa – rendeu 7,7%, contra 6% do CDI.

Tom mais light

Xavier é conhecido pela visão pessimista, principalmente quando fala em público. Mas na carta mensal aos investidores referente a dezembro publicada no site da SPX adotou um tom bem mais "light".

Do lado da economia internacional, o risco de uma recessão tanto nos Estados Unidos como na Europa parece afastado neste ano, segundo a SPX. A grande incógnita é a China, que deve ter dificuldade em manter o crescimento em torno dos 6%. "Vêm de lá minhas principais preocupações para este e para os próximos anos", escreveu o gestor.

Para a SPX, o país saiu da beira do abismo com a aprovação da reforma da Previdência, embora ainda haja muito por fazer. Xavier mantém a visão de que o governo não conseguirá aprovar nenhuma Proposta de Emenda Constitucional (PEC) em 2020, com exceção da PEC paralela da Previdência nos Estados.

O gestor também acredita que há chances de aprovação do projeto de autonomia do Banco Central e avanços na agenda de privatizações. A projeção da SPX é de um crescimento do PIB em 2,5% neste ano. Parte da aposta na alta do dólar é baseada justamente na expectativa de recuperação da economia.

"A conta corrente do balanço de pagamentos têm se deteriorado e a tendência é de continuidade nesse processo, uma vez que a economia irá se acelerar."

Embora acredite que a inflação se mantenha ao redor do centro da meta em 2020, os índices de preços começarão a surpreender para cima, exigindo que o Banco Central comece a retirar parte do estímulo monetário.

"Portanto, não vejo mais espaço para quedas adicionais, como também trabalho com um cenário de alta no fim do ano."

Vale lembrar, contudo, que desde o fim de dezembro foram divulgados indicadores que apontam para uma recuperação mais lenta da economia brasileira, incluindo as vendas do varejo e a produção industrial.

Leia também:

Compartilhe

Ursos à solta

Apostas na queda do S&P 500, principal índice de ações americano, estão no maior nível desde 2007, diz levantamento

4 de junho de 2023 - 12:08

Puxada por apenas sete big techs, alta do S&P 500 é considerada frágil pelo mercado, que mantém grandes posições vendidas no índice

DÉCIMO ANDAR

Fundos imobiliários: qual é o melhor setor para capturar a queda dos juros?

4 de junho de 2023 - 7:45

Alcançamos um momento oportuno para investimento em fundos imobiliários, com uma relação risco vs retorno favorável para a categoria

As melhores do mês

Itaú Top 5 é a melhor carteira recomendada de ações de maio, batendo o Ibovespa com folga; veja o ranking completo

3 de junho de 2023 - 17:03

Carteira recomendada do Itaú teve alta de 9,77% no mês, ante um ganho de 3,74% do Ibovespa, segundo o ranking da Grana Capital

Potencial

Empolgou: XP projeta Ibovespa em 130 mil pontos no final do ano; veja recomendações

2 de junho de 2023 - 11:36

Expectativa reflete a melhora nas perspectivas das taxas de juros futuras

PRIMEIROS DETALHES

IRB (IRBR3): dinheiro de acordo com autoridades nos EUA por fake news com Buffett será usado para compensar investidores; veja quem tem direito

2 de junho de 2023 - 10:09

Serão indenizados os investidores que venderam ações do IRB (IRBR3) em 4 de março de 2020; entenda por que a data é importante

MERCADOS HOJE

Bolsa agora: Ibovespa acompanha Wall Street e quase 2% na semana; dólar volta a ser negociado abaixo de R$ 5

2 de junho de 2023 - 7:13

RESUMO DO DIA: Com o teto da dívida pública caminhando e perto da sanção presidencial, as bolsas americanas tiveram mais um dia de comemoração. Além da redução do risco fiscal e de um eventual calote por parte do Tesouro, Wall Street também comemorou um mercado de trabalho mais forte do que o inicialmente esperado. Na […]

MERCADOS HOJE

Bolsa agora: Com PIB surpreendente e apetite por risco no exterior, Ibovespa sobe 2%; dólar cai

1 de junho de 2023 - 7:23

RESUMO DO DIA: A sessão foi marcada por surpresas positivas para os investidores. Enquanto no exterior o projeto que irá permitir ao Tesouro americano o seu funcionamento normal, sem calotes ou provisionamentos, caminha para o Senado mais rápido do que o esperado, no Brasil a grande surpresa ficou por conta da medição do PIB. Além […]

RANKING DOS FIIS

Fundos imobiliários ligados à Gramado Parks disparam até 39% e anotam as maiores altas de maio; veja os FIIs que mais caíram no mês

31 de maio de 2023 - 19:07

Uma das razões para o salto é o desempenho dos fundos de papel do tipo high yield, que entregam remunerações maiores em troca de um risco de crédito mais elevado

FIIS HOJE

Fundo imobiliário VILG11 faz venda milionária de galpão e deve distribuir dividendos maiores nos próximos meses; entenda

31 de maio de 2023 - 14:16

O ganho de capital resultará em um resultado caixa extraordinário de cerca de R$ 2,86 milhões, ou R$ 0,19 por cota, para o fundo

DONA DO SCPC

Boa Vista (BOAS3): Equifax dá quatro opções aos acionistas em oferta bilionária para tirar a empresa da B3

31 de maio de 2023 - 9:33

Dona do SCPC, a Boa Vista (BOAS3) recebeu no fim do ano passado uma oferta de compra de R$ 4,257 bilhões da Equifax, o equivalente a R$ 8 por ação

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies