Menu

Projetos Especiais

2020-08-12T12:53:53-03:00
Leticia Camargo
Leticia Camargo
É repórter do Seu Dinheiro. Está cursando jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP), já passou por agência de marketing digital, onde trabalhou com estratégias de SEO e marketing de conteúdo.
CONTEÚDO PATROCINADO

Renda fixa em dólar? Saiba como comprar sem precisar sair da sua corretora

Com a baixa histórica da Selic, investir em renda fixa no exterior nunca foi tão atrativo, e eu te mostro como você pode fazer isso de forma simples

7 de agosto de 2020
15:00 - atualizado às 12:53
Homem escala nota de dólar no meio das nuvens
Imagem: Shutterstock

Com a queda da taxa de juros, os investimentos em renda fixa de fato esfriaram para os brasileiros. Mas trago boas notícias: há opções vantajosas de fundos para investir no exterior, sem que seja necessário sair de sua corretora, ou ter de comprar dólar.

O acesso a opções de investimento fora do país para brasileiros sempre foi muito restrito. Foi o que o Vinícius Pinheiro, jornalista do Seu Dinheiro,  contou aos assinantes do Premium há duas semanas, em sua publicação mensal “Lupa dos Fundos”, que dá recomendações sobre fundos que investem em títulos de renda fixa lá fora.

Antes, um dos principais fatores que fazia com que muitos nem pensassem na possibilidade de fazer aplicações em fundos internacionais eram as altas taxas de juros no Brasil. Afinal, não era muito atrativo abrir mão de um retorno alto e certo, para tentar a sorte em outro país.

Agora as coisas mudam de figura. O investimento em renda fixa no exterior passa a fazer sentido para muitos investidores brasileiros.

Na última quarta-feira (5), o Comitê de Política Monetária do Banco Central (Copom) reduziu a taxa básica de juros da economia brasileira para 2%. Essa é a menor taxa da Selic já vista na história do país. 

Como isso faz com que o investimento em renda fixa em dólar comece a se tornar interessante para os brasileiros? Eu te explico. 

A nova aposta para o segundo semestre

Há quem diga que o que eu acabei de te contar agora, sobre a menor taxa de juros da história, signifique a morte da renda fixa. Mas eu vim te mostrar que, na verdade, esse pensamento pode estar errado…

Em um primeiro momento, eu até entendo o que essa interpretação queira dizer. Há dois anos que um movimento de queda constante acontece com a taxa de juros no Brasil. E agora, com a redução de 0,25 ponto percentual na Selic, os investimentos de curto prazo perderam atratividade aqui.

Mas, por outro lado, o juro tão baixo como está agora vai implicar no nascimento de um mercado mais profundo, líquido e com espaço para papéis mais longos. E é exatamente nesse espaço que a renda fixa entra.

E digo mais: além de apostar na renda fixa, o que vai ganhar força a partir de agora é a internacionalização da sua carteira. Como eu já te mostrei lá em cima, tudo indica que este é o momento certo para fazer isso. Afinal, o juro está ao nosso favor.

A seguir, eu te explico um pouco mais sobre como você pode lucrar com isso.

Internacionalizando seus investimentos

Em vista do novo cenário, comprar renda fixa fora do país ficou muito mais atrativo para o investidor brasileiro. E eu te dou três bons motivos para você acreditar no que eu estou te dizendo:

  1. Diversificação: você poderá contar com uma base de ativos diversificados em sua carteira. Até porque, além dos investimentos brasileiros, também terá exposição a títulos com um emissor fora do Brasil, seja ele do governo ou de uma empresa privada.
  2. Taxa de juros: O Brasil sempre foi campeão nas taxas de juros. Mas agora, essa regra finalmente abre uma exceção. O investidor está começando a ver taxas muito mais atraentes lá fora, como por exemplo a do México. Então a lógica que tínhamos antes, de estrangeiros vindo para cá comprar títulos de renda fixa, agora pode ser ao contrário.
  3. Moeda forte: por último, mas não menos vantajoso: o retorno de seus investimentos será em dólar. Isso significa que vai poder ter a chance de multiplicar o seu patrimônio contando com a estabilidade de uma moeda forte.

Para a nossa sorte, o avanço da tecnologia nos permite manter a exposição de ativos no exterior sem precisar fazer grandes manobras. Por isso, não é necessário se preocupar em abrir uma nova conta se você quiser investir em renda fixa lá no México, como citei acima.

Atualmente, as principais plataformas de investimento oferecem uma série de produtos de renomadas gestoras internacionais. Entre eles, fundos diversificados com estratégia em renda fixa global. Assim, nenhuma quantia precisa sair do seu banco ou corretora.

Fundos desse tipo são muito vantajosos para nós, pessoas físicas. Afinal, lá estão reunidos títulos de dívidas de países com foco nos melhores pagadores, papéis ligados ao governo, títulos de bancos, empresas e outros ativos que talvez não teríamos acesso ou conhecimento para buscar…

Onde encontrar esse tipo de fundo?

Na última Lupa dos Fundos, o Vinícius Pinheiro fez a recomendação de um fundo com ativos em renda fixa no exterior que ele vê uma boa oportunidade de investimento. 

Se trata de uma gestora norte-americana com patrimônio de US$ 64 bilhões em ativos de renda fixa com títulos bastante variados.E também é uma das primeiras a criar estruturas para que investidores brasileiros pudessem aplicar em fundos globais. 

Então, o meu conselho é que você acesse o conteúdo e confira sobre qual gestora eu estou falando. Todo mês o Vinícius dá indicações exclusivas sobre os melhores fundos de investimentos.

Mas, como eu te disse lá no começo, a Lupa dos Fundos faz parte da área VIP do Seu Dinheiro, com conteúdos exclusivos. Com essa assinatura você pode ter acesso a:

  • Os segredos da Bolsa: um panorama semanal do que vai mexer com os mercados;
  • A lista das três melhores ações e fundos imobiliários das carteiras recomendadas das corretoras;
  • Um papel para comprar todo mês na bolsa, indicado pelo Alexandre Mastrocinque;
  • Descontos em todos os cursos do Seu Dinheiro;
  • Grupo exclusivo no Telegram com novidades e comentários exclusivos da equipe do Seu Dinheiro;
  • Uma crônica mensal exclusiva do Ivan Sant’Anna.

Tudo isso custa apenas R$ 5, o preço de um cafezinho na padaria. E você ainda pode liberar 30 dias sem compromisso para degustação. 

Entra lá, dá uma olhadinha e veja se vale o investimento. Caso você não goste, é só solicitar 100% de reembolso com a gente. Não precisa nem ligar - basta escrever para [email protected]

QUERO SER ASSINANTE DO SD PREMIUM E CONFERIR AS MELHORES OPORTUNIDADES DE INVESTIMENTOS

Ainda nesta semana, também lançamos o Ação do Mês, uma publicação na qual reunimos as ações com maior potencial de valorização para o mês de agosto, segundo 13 corretoras. Em julho, a primeira colocada se valorizou 25% no mês.

Para acessar o conteúdo, basta clicar aqui e destravar a sua assinatura de um mês grátis.

QUERO SER ASSINANTE DO SD PREMIUM E CONFERIR AS MELHORES OPORTUNIDADES DE INVESTIMENTOS

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

Ao vivo

Líderes do PSDB e Podemos orientam partidos a votarem contra a MP da Eletrobras; acompanhe a análise no Senado

A Medida Provisória (MP) que viabiliza a privatização da Eletrobras é analisada pelo Senado nesta quinta-feira (17)

Novela sem fim

Senadores articulam aprovação da MP da Eletrobras sem os ‘jabutis’ polêmicos, mas fazem novas adições ao texto

Os senadores sabem, no entanto, que essa alternativa pode não ser bem sucedida e que a Câmara vai resgatar os trechos retirados

Parlamentares furiosos

CPI suspende trabalhos pede condução coercitiva do empresário Carlos Wizard

Wizard é apontado como um dos integrantes de um suposto “gabinete paralelo” de aconselhamento ao governo para ações de combate à pandemia

Sobre shoppings e alianças

Como “compra por vingança”, casamentos adiados e bebês podem beneficiar a Vivara

Ao reafirmar recomendação de compra, XP explica como retomada de planos familiares e a vontade de consumir vão beneficiar a produtora de joias

Indenização ao governo

Ford deve pagar R$ 2,5 bilhões ao governo da Bahia

O acerto deve ser anunciado nos próximos dias, segundo fontes dos setores automotivo e jurídico

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies