Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2020-05-19T16:57:55-03:00
Victor Aguiar
Victor Aguiar
Jornalista formado pela Faculdade Cásper Líbero e com MBA em Informações Econômico-Financeiras e Mercado de Capitais pelo Instituto Educacional BM&FBovespa. Trabalhou nas principais redações de economia do país, como Bloomberg, Agência Estado/Broadcast e Valor Econômico. Em 2020, foi eleito pela Jornalistas & Cia como um dos 10 profissionais de imprensa mais admirados no segmento de economia, negócios e finanças.
Mercados hesitantes

Ibovespa vira para queda e dólar tem leve alta, acompanhando o exterior

O menor otimismo quanto ao desenvolvimento de uma vacina contra o coronavírus acentuou as perdas nas bolsas dos EUA e fez o Ibovespa se firmar em baixa

19 de maio de 2020
10:40 - atualizado às 16:57
Selo Mercados AGORA Ibovespa dólar
Imagem: Montagem Andrei Morais / Shutterstock

Passado o rali da última segunda-feira (18), os ativos domésticos mostram um viés mais cauteloso nesta terça (19). O Ibovespa virou para queda na reta final do pregão e o dólar à vista passou a subir, num movimento em linha com o visto lá fora.

Mais cedo, o Ibovespa chegou a subir 1,21%, aos 82.174,55 pontos, mas, às 16h50, operava em baixa de 0,47%, aos 80.816,63 pontos. Essa piora ocorreu em paralelo ao enfraquecimento das bolsas americanas: o Dow Jones (-1,26%), o S&P 500 (-0,78%) e o Nasdaq (-0,22%) também perderam força.

No câmbio, o dólar à vista até ensaiou um movimento de alívio, recuando 0,64% logo depois da abertura, a R$ 5,6842. No entanto, a divisa caminha para terminar o dia em alta: agora, sobe 0,61%, a R$ 5,7549.

  • Eu gravei um vídeo para explicar melhor a dinâmica dos mercados nesta terça-feira. Veja abaixo:

O cenário para os mercados não teve grandes alterações de ontem para hoje: a possibilidade de novos pacotes de estímulo financeiro nos EUA e a reabertura das economias na Europa continuam mantendo os agentes financeiros de bom humor.

No entanto, considerando os fortes ganhos de ontem — o Ibovespa e as bolsas da Europa subiram mais de 4%, enquanto os mercados americanos avançaram mais de 3% —, os investidores preferem realizar parte dos ganhos ou, ao menos, evitam continuar na ponta compradora.

A grande novidade desta tarde foi a diminuição no otimismo quanto à vacina contra o coronavírus que está sendo desenvolvida pela empresa americana Moderna: ontem, a companhia disse ter obtido avanços nos testes, mas, hoje, uma publicação científica afirmou que não há dados críticos para avaliar o tratamento.

Assim, toda a animação resultante da possível vacina — e que foi um dos motores da sessão passada — se esvaiu, acentuando a cautela nos mercados e desencadeando o movimento de queda nas bolsas americanas e no Ibovespa

Feriado?

No Brasil, uma dúvida incomum movimentava os mercados durante a manhã: teríamos sessão nos próximos dias, considerando o decreto que antecipa os feriados em São Paulo? As incertezas só foram respondidas nesta tarde, quando a B3 e o Banco Central finalmente deram pareceres oficiais sobre a questão.

E sim, o mercado funcionará normalmente no restante dessa semana: a bolsa disse que os pregões continuarão acontecendo nos dias 20, 21, 22 e 25 de maio, apesar dos recessos em São Paulo. O BC foi pelo mesmo caminho, optando por não antecipar o feriado de Corpus Christi, no dia 11 de junho.

Assim, tanto o mercado de ações quanto o de câmbio e juros terão sessões regulares até o fim dessa semana — os feriados permanecerão nas datas originais, ao menos no sistema financeiro.

Incerteza doméstica

Ainda há toda uma camada de incerteza em relação ao cenário político: o ministro do STF Celso de Mello começou a analisar o vídeo da reunião ministerial do dia 22 de abril, afirmando que tomará uma decisão a respeito do veto ao conteúdo até sexta-feira (22).

Por fim, segue a indecisão quanto à PEC de auxílio financeiro emergencial a estados e municípios: o presidente Jair Bolsonaro ainda não deu seu parecer quanto ao tema — e, assim, o imbróglio envolvendo o reajuste dos salários dos servidores continua sem solução.

Esse clima de cautela também é verificado no mercado de juros futuros: os DIs acompanham os demais ativos domésticos e operam perto da estabilidade, sem se afastar muito dos fechamentos de ontem:

  • Janeiro/2021: inalterado em 2,53%;
  • Janeiro/2022: de 3,42% para 3,41%:
  • Janeiro/2023: de 4,58% para 4,54%.

Marfrig em alta

No lado corporativo, as ações ON da Marfrig (MRFG3) chegaram a subir 8,70% mais cedo — agora, avançam 2,14%. Apesar de ter fechado o primeiro trimestre no vermelho, a empresa reportou uma evolução no lado operacional, com crescimento de dois dígitos na receita e no Ebitda.

Veja abaixo as cinco maiores altas do índice no momento:

CÓDIGONOMEPREÇO (R$)VARIAÇÃO
BTOW3B2W ON91,33 +8,57%
CSNA3CSN ON8,80 +6,28%
VVAR3Via Varejo ON9,40 +5,98%
ECOR3Ecorodovias ON10,76 +5,91%
CCRO3CCR ON12,44 +5,16%

Confira também as cinco maiores quedas do Ibovespa:

CÓDIGONOMEPREÇO (R$)VARIAÇÃO
GOLL4Gol PN11,95 -3,86%
EQTL3Equatorial ON17,68 -3,39%
ITUB4Itau Unibanco PN21,92 -3,31%
TIMP3Tim ON12,51 -3,10%
CPFE3CPFL Energia ON29,32 -3,07%
Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

Reforma do IR

Lira confirma isenção de dividendos distribuídos por empresas do Simples Nacional

De acordo com o presidente da Câmara, essas companhias são um dos pilares da nossa economia e da geração de empregos

Mais do mesmo

Fed mantém taxa de juros e discurso inalterados, mas declarações de Powell animam o Ibovespa

Os investidores estavam em busca mudanças no discurso sobre os estímulos à economia norte-americana

varejo alimentar

Assaí e Carrefour têm forte crescimento em vendas, mas ações caem 2%

Baixa acontece em um momento em que o Assaí acumula ganhos de 22% na B3 desde o processo de cisão com o GPA; Carrefour teve queda no lucro e margens pressionadas

De volta ao normal?

Doria planeja acabar restrições de horários e ocupação em 17 de agosto; veja regras da nova fase de transição

As medidas de restrição deverão ser afrouxadas já a partir do próximo domingo (1) em todo o Estado

Casa própria em alta

Caixa bate recorde histórico com crédito imobiliário no primeiro semestre do ano

De acordo com o banco, foram R$ 65,4 bilhões em concessões, um crescimento de 36% na comparação com o mesmo período de 2020

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies