Menu
2020-01-17T17:12:17-03:00
Alívio

Ibovespa opera em alta firme e retoma os 118 mil pontos; dólar cai a R$ 4,16

A força demonstrada pelo varejo e pela indústria da China em dezembro neutraliza as preocupações com o PIB mais fraco do país. Como resultado, o Ibovespa e as bolsas globais sobem

17 de janeiro de 2020
10:25 - atualizado às 17:12
Selo Mercados AGORA Ibovespa dólar
Imagem: Montagem Andrei Morais / Shutterstock

A sexta-feria (17) é marcada por uma onda de calmaria nos mercados acionários globais, com as principais bolsas do mundo exibindo um tom positivo. Nesse cenário, o Ibovespa aproveita para se recuperar, dando continuidade aos ganhos de ontem.

Por volta de 17h10, o principal índice da bolsa brasileira avançava 1,24%, aos 118.153,50 pontos, na esteira do bom humor externo: nos Estados Unidos, o Dow Jones (+0,07%), o S&P 500 (+0,16%) e o Nasdaq (+0,02%) sobem e buscam novos recordes.

O mercado doméstico de câmbio também conseguiu respirar aliviado nesta sexta-feira: o dólar à vista fechou em baixa de 0,61%, a R$ 4,1646, afastando-se do patamar de R$ 4,20. A moeda americana, contudo, ainda acumulou ganhos de 1,74% na semana.

O principal fator de influência para as negociações nesta sexta-feira vem da Ásia, com a divulgação de uma série de dados econômicos da China. Num primeiro momento, as informações podem parecer negativas, mas, à segunda vista, os indicadores trazem uma sinalização positiva.

A má notícia é que o PIB chinês cresceu "apenas" 6,1% em 2019, o ritmo mais lento de expansão em quase três décadas. A boa é que a produção industrial do país avançou 6,9% em dezembro, enquanto as vendas no varejo saltaram 8% no mesmo período — números acima do esperado.

Assim, por mais que o PIB tenha decepcionado, a recuperação da indústria e do varejo chinês em dezembro indica que as medidas adotadas por Pequim no fim do ano passado para estimular da economia já começaram a surtir efeito. Desta maneira, há a perspectiva de aquecimento da atividade em 2020 — o que cria um cenário mais otimista para os mercados.

Juros em baixa

As curvas de juros acompanharam o alívio visto no dólar e terminaram em baixa, devolvendo parte dos ganhos de ontem. Veja como ficaram os principais DIs nesta sexta-feira:

  • Janeiro/2021: de 4,45% para 4,42%;
  • Janeiro/2023: de 5,69% para 5,67%;
  • Janeiro/2025: de 6,43% para 6,39%;
  • Janeiro/2027: de 6,82% para 6,75%.

Vale e siderúrgicas comemoram

Os dados animadores da produção industrial na China dão força às ações do setor de mineração e siderurgia, uma vez que o mercado chinês é um dos principais consumidores de minério de ferro e aço do mundo.

Nesse cenário, as ações ON da Vale (VALE3) sobem 2,99%, enquanto os papéis PN da Bradespar (BRAP4) avançam 3,11% — a empresa possui uma fatia relevante na mineradora.

Entre as siderúrgicas, Gerdau PN (GGBR4) tem ganho de 0,94% e Usiminas PNA (USIM5) valoriza 0,83%.

Dia positivo para as blue chips

As blue chips — ações de liquidez elevada e grande representatividade na composição do Ibovespa — sobem em bloco e dão força ao índice nesta sexta-feira. Em destaque, aparecem os papéis do setor bancário, que têm tido um desempenho bastante fraco em 2020.

Itaú Unibanco PN (ITUB4) sobe 0,49%, Bradesco PN (BBDC4) opera em alta de 2,31%, Banco do Brasil ON (BBAS3) avança 1,33% e as units do Santander Brasil (SANB11) valorizam 1,94%.

As ações da Petrobras também sobem, sustentadas pela leve alta do petróleo no exterior. No momento, os papéis PN da estatal (PETR4) avançam 0,81%, enquanto os ONs (PETR3) têm ganho de 1,22%.

Top 5

Confira os papéis de melhor desempenho do Ibovespa no momento:

  • Totvs ON (TOTS3): +3,58%
  • Bradespar PN (BRAP4): +3,13%
  • Vale ON (VALE3): +3,12%
  • Gol PN (GOLL4): +2,92%
  • JBS ON (JBSS3): +2,67%

Veja também as maiores quedas do índice:

  • Cogna ON (COGN3): -3,08%
  • Cia Hering ON (HGTX3): -1,55%
  • Suzano ON (SUZB3): -1,35%
  • Cielo ON (CIEL3): -1,10%
  • Fleury ON (FLRY3): -1,02%
Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

Disputa com a Stone

Linx se recusa a assinar protocolo de oferta da Totvs, que sobe tom contra conselheiros da empresa

Totvs ainda não desistiu do negócio, mas disse que os conselheiros independentes da Linx trataram a oferta da companhia de forma desigual em relação à proposta feita pela Stone

seu dinheiro na sua noite

A segunda onda (e o primeiro teste)?

A bolsa brasileira ganhou 1 milhão de pessoas físicas nos últimos seis meses. São novos investidores que praticamente não sabem o que é perder dinheiro na renda variável. O Ibovespa registrou uma alta de respeitáveis 40% entre março — o epicentro do terremoto nos mercados provocado pela crise do coronavírus — e agosto. O ganho […]

abertura de capital

Bradesco planeja IPO da Ágora e corretora deve se separar do banco até o fim do ano

Analistas do Goldman Sachs tiveram conferência com os diretores do Bradesco, Leandro Miranda e Carlos Firetti. O plano é realizar o IPO depois de a Ágora conquistar o segundo lugar do setor em termos de participação de mercado — o que é previsto para acontecer dentro de 4 ou 5 anos

Tenebrosas transações

Ibovespa fecha em queda e dólar sobe com escândalo envolvendo bancos da Europa e dos EUA

Aumento de casos de covid-19 na Europa e morte de juíza federal norte-americana constituíram ingredientes adicionais à forte aversão ao risco nos mercados globais

INDO PARA A BOLSA

CSN autoriza IPO da parte de mineração e atualiza projeções

CSN decidiu pelo IPO da unidade de mineração “à luz das condições favoráveis e perspectivas positivas do mercado de minério de ferro”

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements