Menu
2019-07-04T19:27:17-03:00
Novidades à vista

A caminho: XP espera lançar banco até o fim deste ano

Segundo sócio-diretor de canais e distribuição da empresa, a XP está preparada internamente e operacionalmente para começar o rodar o banco, mas é preciso esperar processos internos do Banco Central para que o processo seja concluído

4 de julho de 2019
19:15 - atualizado às 19:27
XP Investimentos Dinheiro
Imagem: Montagem Andrei Morais / Shutterstock

A maior corretora independente do Brasil parece estar cada vez mais próxima de virar um banco. Em evento para agentes autônomos e investidores, o sócio-diretor de canais e distribuição da XP, Gabriel Leal, disse hoje (4) que a corretora espera lançá-lo entre o fim do terceiro trimestre e início do quarto.

Segundo ele, a XP está preparada internamente e operacionalmente para começar o rodar o banco, mas é preciso esperar procedimentos internos do Banco Central para que o processo seja concluído.

"Existe uma auditoria pré-operacional feita pelo Banco Central que valida os processos e por conta disso, acabamos atrasando. A expectativa anterior era que isso estivesse pronto já no fim desse semestre", destacou Leal.

A corretora recebeu no fim do ano passado uma autorização do Banco Central para virar banco.

Prateleira mais cheia

E a ideia é oferecer cada vez mais serviços. Segundo o CEO da corretora, Guilherme Benchimol, após começar a rodar o banco, o objetivo é oferecer em seguida o serviço de banco de câmbio e depois, a opção de abrir uma conta-corrente.

Ao ser questionado sobre a concorrência de outros bancos digitais como Inter ou fintechs como o Nubank, Benchimol disse que a XP já sai na frente porque está no topo da pirâmide e conseguiu convencer o cliente a confiar nela.

Para ele, mesmo que o número de competidores seja grande, a XP não vê competição porque 95% dos recursos ainda estão nos grandes bancos.

“Daqui cinco anos, a maior parte da poupança dos brasileiros estará fora dos bancos. Aí a competição vai ser entre os independentes, como no mercado americano", afirma Benchimol.

Outro ponto que deve vir forte é o crédito. De acordo com o CEO, a expectativa é oferecer o menor crédito do mercado, que seria cerca de 80% mais barato do que a média do mercado.

Abertura de capital

Ao ser perguntado sobre a abertura de capital (IPO) da corretora, o CEO da empresa disse que pensa na possibilidade e que a governança é bastante significativa na empresa.

"Queremos que o nosso modelo voe no longo prazo. Conseguimos imaginar o nosso modelo atingindo a América Latina e os Estados Unidos, mas, no momento, não temos data para fazer uma abertura de capital", encerrou Benchimol.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

coronavírus

Doria anuncia que São Paulo receberá 5 milhões de doses de CoronaVac

Segundo o governador de São Paulo, previsão é de que haja 46 milhões de doses até dezembro

o app dos jovens

TikTok banido dos EUA? Entenda a polêmica em torno do aplicativo

Trump prometeu tirar o aplicativo chinês do país neste domingo, mas medida não deve ser colocada em prática; entenda as razões por trás da ofensiva americana

entrevista

‘Não se pode esperar para cortar privilégio’, diz ex-secretário do Ministério da Economia

Paulo Uebel defende que o Congresso aprove uma regra de transição na proposta da reforma administrativa para incluir o fim dos privilégios que grupo de servidores atuais ainda goza

Aposente-se aos 40 (ou o quanto antes)

100 dias entre o fundo e topo do mercado

Até aqui, 2020 foi o ano de Amyr Klink, em que aqueles que souberam capotar (entre janeiro e o final de março), passaram pela tempestade sem afundar de vez em mar aberto

inflação de alimentos

Após ouvir cobrança, Bolsonaro reforça que preço do arroz não será tabelado

Ministra da Agricultura avisou que atual patamar de preços só deve baixar mesmo a partir de 15 de janeiro, quando entrar a safra brasileira.

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements