Menu
2019-07-04T19:27:17-03:00
Bruna Furlani
Bruna Furlani
Jornalista formada pela Universidade de Brasília (UnB). Fez curso de jornalismo econômico oferecido pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). Tem passagem pelas editorias de economia, política e negócios de veículos como O Estado de S.Paulo, SBT e Correio Braziliense.
Novidades à vista

A caminho: XP espera lançar banco até o fim deste ano

Segundo sócio-diretor de canais e distribuição da empresa, a XP está preparada internamente e operacionalmente para começar o rodar o banco, mas é preciso esperar processos internos do Banco Central para que o processo seja concluído

4 de julho de 2019
19:15 - atualizado às 19:27
XP Investimentos Dinheiro
Imagem: Montagem Andrei Morais / Shutterstock

A maior corretora independente do Brasil parece estar cada vez mais próxima de virar um banco. Em evento para agentes autônomos e investidores, o sócio-diretor de canais e distribuição da XP, Gabriel Leal, disse hoje (4) que a corretora espera lançá-lo entre o fim do terceiro trimestre e início do quarto.

Segundo ele, a XP está preparada internamente e operacionalmente para começar o rodar o banco, mas é preciso esperar procedimentos internos do Banco Central para que o processo seja concluído.

"Existe uma auditoria pré-operacional feita pelo Banco Central que valida os processos e por conta disso, acabamos atrasando. A expectativa anterior era que isso estivesse pronto já no fim desse semestre", destacou Leal.

A corretora recebeu no fim do ano passado uma autorização do Banco Central para virar banco.

Prateleira mais cheia

E a ideia é oferecer cada vez mais serviços. Segundo o CEO da corretora, Guilherme Benchimol, após começar a rodar o banco, o objetivo é oferecer em seguida o serviço de banco de câmbio e depois, a opção de abrir uma conta-corrente.

Ao ser questionado sobre a concorrência de outros bancos digitais como Inter ou fintechs como o Nubank, Benchimol disse que a XP já sai na frente porque está no topo da pirâmide e conseguiu convencer o cliente a confiar nela.

Para ele, mesmo que o número de competidores seja grande, a XP não vê competição porque 95% dos recursos ainda estão nos grandes bancos.

“Daqui cinco anos, a maior parte da poupança dos brasileiros estará fora dos bancos. Aí a competição vai ser entre os independentes, como no mercado americano", afirma Benchimol.

Outro ponto que deve vir forte é o crédito. De acordo com o CEO, a expectativa é oferecer o menor crédito do mercado, que seria cerca de 80% mais barato do que a média do mercado.

Abertura de capital

Ao ser perguntado sobre a abertura de capital (IPO) da corretora, o CEO da empresa disse que pensa na possibilidade e que a governança é bastante significativa na empresa.

"Queremos que o nosso modelo voe no longo prazo. Conseguimos imaginar o nosso modelo atingindo a América Latina e os Estados Unidos, mas, no momento, não temos data para fazer uma abertura de capital", encerrou Benchimol.

Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

Seu Dinheiro no sábado

A única coisa que Bill Gates não pode comprar

Troca de presidente nos Estados Unidos, início da vacinação para covid no Brasil e comunicado do Banco Central com vocabulário novo. A semana que se encerra trouxe novidades importantes. É bem verdade que também teve notícia velha, daquelas que encontramos todos os dias: disputas políticas entre Jair Bolsonaro e João Dória, caos nos hospitais públicos […]

Sem dieta

McDonald’s tem planos de abrir 50 novos restaurantes na América Latina, 80% deles no Brasil

Rede pretende investir até US$ 130 milhões (R$ 690 milhões) na região e também quer reforçar o drive-thru, delivery e o aplicativo

Bilionário imunizado

Adivinha quem já foi vacinado? Bill Gates compartilha foto e diz como se sente após tomar 1ª dose

Fundador da Microsoft compartilhou foto do momento em que era vacinado e enalteceu o trabalho dos cientistas, voluntários e profissionais da saúde que trabalham no combate à pandemia

Início de cobertura

Após queda de 56%, XP revela o que espera das ações da dona da rede de restaurantes Frango Assado e Pizza Hut no Brasil

Os analistas da corretora iniciaram a cobertura das ações da IMC com recomendação neutra e preço-alvo de R$ 4,00, o que indica um potencial de alta de 8%

Private equity

Ações da gestora brasileira Pátria sobem 17% na estreia na Nasdaq após IPO de R$ 3,2 bilhões

A gestora brasileira estreou com um valor de mercado de mais de R$ 15 bilhões e mira mais crescimento, o que poderá envolver aquisições

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies