Menu
2019-04-09T07:33:16-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Em evento

Para Maia, é preciso emenda constitucional para dividir cessão onerosa 

Já o ministro da Economia, Paulo Guedes, disse que há receio de que, passando pelo Congresso Nacional, o processo demore

9 de abril de 2019
7:27 - atualizado às 7:33
Rodrigo Maia
Rodrigo Maia - Imagem: André Dusek/Estadão Conteúdo

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirmou avaliar que há necessidade de emenda constitucional para fazer repasse aos governadores por meio da cessão onerosa.

Já o ministro da Economia, Paulo Guedes, disse que há receio de que, passando pelo Congresso Nacional, o processo demore.

Ambos falaram durante um evento promovido pelos jornais O Globo e Valor Econômico. Tiveram de responder, entre outras coisas, quanto de recursos o governo poderia arrecadar com o leilão excedente do pré-sal.

"Então, você vai receber R$ 100 bilhões", disse Maia. "Quem disse que são 100?", indagou Guedes. "Estou torcendo", completou o presidente da Câmara.

*Com Estadão Conteúdo

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

Em pleno calendário eleitoral

Senado aprova mudanças na Lei de Falências

O projeto amplia o financiamento a empresas em recuperação judicial, permite o parcelamento e o desconto para pagamento de dívidas tributárias e possibilita aos credores apresentar plano de recuperação da empresa

Olha o Gol

Boeing 737-8 Max é autorizado a retornar operações no Brasil pela Anac

A informação é vista com bons olhos pela Gol, que é a única credenciada a operar o modelo no Brasil.

bc americano

Dirigentes do Fed esperam manter juros até que meta de emprego e inflação seja atingida, mostra ata

Grupo avaliou que a atual crise sanitária continuará impactando a atividade econômica, a inflação e o emprego no curto prazo

Posto Ipiranga

Guedes elogia Caged e cobra Congresso por reformas

O Ministério da Economia irá divulgar todos os dados na quinta-feira (26)

balanço do mês

Dívida Pública Federal sobe 2,47% em outubro e chega a R$ 4,6 trilhões

Instituições financeiras foram as principais detentoras da Dívida Pública Federal interna, com 28,1% de participação no estoque

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies