Menu
2019-05-24T06:59:53-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
adeus, may

Primeira-ministra do Reino Unido anuncia que deixará o cargo

Theresa May disse na manhã desta sexta-feira que deixará o comando do Partido Conservador no dia 7 de junho; ela seguirá como primeira-ministra durante a escolha do próximo líder da sigla, que consequentemente será o próximo premiê

24 de maio de 2019
6:49 - atualizado às 6:59
Theresa May, primeira-ministra do Reino Unido
May vinha sofrendo pressões do Partido Conservador para dar lugar a um novo líder que pudesse comandar o impasse sobre o Brexit. - Imagem: Shutterstock

A primeira ministra do Reino Unido, Theresa May, anunciou na manhã desta sexta-feira que deixará o comando do Partido Conservador no dia 7 de junho. Ela disse que seguirá como primeira-ministra durante a escolha do próximo líder da sigla, que consequentemente será o próximo premiê.

"Agora está claro para mim que é melhor para o interesse do País que um novo primeiro-ministro conduza esse esforço. Então hoje estou anunciando que vou renunciar como líder do partido Conservador na sexta-feira, 7 de junho", disse.

Ela lembrou que foi a segunda premiê da história do Reino Unido ao chegar ao poder em julho de 2016. Antes dela, apenas a também conservadora Margaret Thatcher havia ocupado esse cargo, entre 1979 e 1990.

May vinha sofrendo pressões do Partido Conservador para dar lugar a um novo líder que pudesse comandar o impasse sobre o Brexit — a saída do Reino Unido da União Europeia. A população britânica decidiu em 2016, em um referendo, pela saída do bloco, mas o movimento não tem sido fácil no Parlamento. May vinha sofrendo sucessivas derrotas na Casa.

Na última terça-feira, May acenou para um segundo referendo e arranjos comerciais mais estreitos com a UE. A rejeição foi forte. Tanto parlamentares do governista Partido Conservador quanto do opositor Partido Trabalhista criticaram o Projeto de Lei do Acordo de Retirada, ou WAB, a legislação que implanta os termos do rompimento britânico – e alguns intensificaram os esforços para afastar a líder.

"A segunda leitura proposta do WAB está claramente destinada ao fracasso, então não faz sentido perder mais tempo com a esperança fútil de salvação da primeira-ministra. Ela tem que partir", disse Andrew Bridgen, um parlamentar conservador, naquela ocasião à Reuters.

*Com informações da Reuters.

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

TIM Brasil poderá emitir até R$ 5,7 bilhões em debêntures incentivadas

O projeto da operadora para melhorias nas redes fixas e móveis de 21 unidades da federação entrou na lista de autorizações do Ministério das Comunicações

quem vai levar?

Tem ação fresquinha vindo aí, minha amiga, com o IPO da Hortifruti Natural da Terra

Com tese de investimento sendo que ela é o melhor do supermercado e da feira, companhia busca recursos para expandir operações

Ligando na tomada

Renault traz a nova geração de carros elétricos ao Brasil — e Weg e EDP garantem a recarga

A Renault firmou parceria com EDP e WEG para o fornecimento de infraestrutura do novo Zoe, veículo 100% elétrico da montadora francesa

Estreia na segunda

Hashdex capta mais de R$ 615 milhões para o primeiro ETF de criptomoeda

O ETF replicará um índice desenvolvido pela Nasdaq com a própria gestora Hashdex e estreia na bolsa brasileira na seugnda-feira (26)

novata na b3

Grupo GPS aceita desconto e arrecada R$ 2,5 bilhões em IPO; conheça mais a empresa

Prestadora de serviços de limpeza e segurança encara mesmas dificuldades que outras empresas para listar ações na bolsa

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies