🔴 3 ações para LUCRAR com a SELIC em alta: clique aqui e descubra quais são

2019-06-07T18:48:41-03:00
Estadão Conteúdo
Deu pra trás!

Sindicato cancela reuniões com Petrobras alegando “motivação ideológica” da estatal

Negociações entre a estatal e a FUP giram em torno do ajuste salarial para funcionários, da redução ou cancelamento de benefícios e do fim do Programa Jovem Universitário

27 de maio de 2019
16:48 - atualizado às 18:48
Sede da Petrobras
Sede da Petrobras - Imagem: Shutterstock

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) cancelou as reuniões temáticas sobre o Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) 2019 que teria com a Petrobras esta semana, depois que a empresa não apresentou, na semana passada, uma proposta de ajuste salarial para a categoria, além de ter proposto a redução ou cancelamento de benefícios e acenar com o fim do Programa Jovem Universitário, entre outras medidas de contenção de despesas.

A estatal alega que apesar de ter melhorado seu balanço em relação aos últimos anos, ainda está com indicadores financeiros abaixo de suas concorrentes do setor.

Diante da recusa de aumento por parte da estatal, a FUP convocou os trabalhadores para se reunirem em assembleias até 6 de junho, para tomar uma posição em relação à direção da companhia.

"A proposta da empresa rebaixa e retira direitos conquistados da classe trabalhadora ao longo de muitos anos, com muita luta. Vamos mostrar (nas assembleias) ponto a ponto porque a proposta da Petrobras não tem a ver com pontos econômicos, e sim ideológicos", afirmou em vídeo o coordenador da FUP, José Maria Rangel.

Após reunião com a empresa na semana passada, ao lado da Federação Nacional dos Petroleiros (FNP), a FUP já havia acusado a Petrobras de querer reduzir direitos dos seus empregados e lançou a campanha "Nenhum direito a menos", que poderá desencadear uma greve de petroleiros no País. Rangel afirma que a estatal está sendo preparada para privatização e por este motivo o governo quer retirar direitos dos trabalhadores, para atrair o setor privado.

De acordo com a estatal, "a proposta de acordo coletivo de trabalho apresentada pela Petrobras reflete o momento atual da companhia". A companhia alega que apesar da melhora da relação dívida líquida/Ebitda (geração de caixa) nos últimos quatro anos, o indicador ainda está em um patamar elevado quando comparado a "empresas saudáveis" do setor de óleo e gás.

"A Petrobras reafirma o objetivo de concluir a negociação até o mês de agosto, antes da data-base (1º de setembro). Novas reuniões deverão ser agendadas para o início de junho", informou a empresa em nota.

Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

ROTA DO BILHÃO

Warren Buffett: Como o megainvestidor acumulou uma fortuna de US$ 95 bilhões e se tornou o sexto homem mais rico do mundo

Aos 11 anos, Buffett fez seu primeiro investimento na bolsa de valores; CEO da Berkshire Hathaway, construiu riqueza com alocações a longo prazo e baixo risco

TRILHAS DE CARREIRA

Orgulho LGBTQIAP+ e carreira: três passos para a sua afirmação profissional

Sendo parte da comunidade LGBTQIAP+, sinto o dever de falar sobre carreira para todos os que, de alguma forma, não conseguem se ver representados no ambiente de trabalho

Fraqueza nos números

Entrega de veículos da Tesla (TSLA34) recua no segundo trimestre e vem abaixo da expectativa do mercado

Apesar do crescimento das vendas na comparação anual, houve uma queda em relação ao trimestre anterior

Mais uma vítima

Após tomar calote do 3AC, exchange Voyager Digital suspende saques, depósitos e negociações de clientes

Corretora de criptomoedas tomou calote de mais de US$ 670 milhões, mas, apesar de ter tomado empréstimos, precisou paralisar atividades

Bancões na área

Vão sobrar uns cinco ou dez bancos digitais, e o Next está entre eles, diz CEO do banco digital do Bradesco

Renato Ejnisman diz ainda que Next visa a mais aquisições e pensa ainda em internacionalização

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies