Menu
2019-07-25T08:19:34-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Desinvestimentos

Petrobras arrecada cerca de R$5,7 bi com venda de ativos em águas rasas

Atualmente, a estatal segue um com um intenso programa de desinvestimento. A empresa também deseja focar sua exploração de petróleo e gás em águas profundas, como o pré-sal.

25 de julho de 2019
8:17 - atualizado às 8:19
Petrobras
Imagem: Stéferson Faria/Agência Petrobras

A Petrobras assinou nesta quarta-feira (24) dois contratos para vendas de ativos no valor total de US$ 1,5 bilhão, o equivalente a cerca de R$ 5,7 bilhões. Os contratos se referem a ativos de exploração e produção em águas rasas nas Bacias de Campos e Santos.

Atualmente, a estatal segue um com um intenso programa de desinvestimento. A empresa também deseja focar sua exploração de petróleo e gás em águas profundas, como o pré-sal.

Um dos contratos em questão tratam do polo Pampo e Enchova, onde a petroleira vendou 100% da sua participação oara a Trident Energy do Brasil LTDA. O valor será pago em duas parcelas e o valor total da transação é de US$ 851 milhões. Na assinatura do contrato, a Petrobras deve receber US$53,2 milhões e US$ 797,8 milhões no fechamento da transação. Dependendo dos preços futuro do petróleo, o contrato ainda prevê o pagamento adicional de valores contingentes de até US$ 200 milhões.

Na outra transação, envolvendo o campo de Baúna, o valor relativo a 100% da participação da companhia foi de US$ 665 milhões, também pago em duas parcelas. Com US$ 49,9 milhões na assinatura e US$ 615,1 milhões na data de fechamento da transação. A venda foi feita para a Karoon Petróleo & Gás Ltda.

Para a conclusão do processo, ainda é necessário a aprovação da transação pela Agência
Naciona do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

Seu Dinheiro na sua noite

Um risco a menos

Caro leitor, No início do ano, antes de o coronavírus se espalhar pelo mundo, virar de cabeça para baixo todas as projeções para o futuro próximo e talvez mudar o nosso modo de vida para sempre, o principal risco citado por analistas e gestores para os mercados em 2020 eram as eleições presidenciais americanas. Alguns […]

Dinheiro à vista

Raia Drogasil aprova pagamento de R$ 20 milhões em dividendos

O pagamento dos dividendos será realizado até 31 de maio de 2020, sem correção monetária, informou a Raia Drogasil em comunicado ao mercado

Crypto News

Quando e como ter dólar e bitcoin na carteira

A despeito dos 10 milhões de desempregados nos EUA, o S&P500 está subindo quase 20% desde o último fundo. Isso faz sentido para você? Para mim, não

Cuidado com o fiscal

Secretário diz que situação fiscal do Brasil exige ‘cautela e serenidade’

Secretário de Política Econômica Adolfo Sachsida disse que a situação fiscal exige cautela e serenidade ao se adotar medidas no contra coronavírus

Mortes sobem 20%

Brasil registra 800 mortes pelo novo coronavírus

São Paulo concentra o maior número de pessoas mortas pela covid-19

Pegando carona

Ibovespa engata a terceira alta e vai ao maior nível em quase um mês, puxado por Wall Street

O fortalecimento dos mercados americanos impulsionou o Ibovespa nesta quarta-feira, levando-o para além dos 78 mil pontos. O dólar à vista caiu pelo terceiro dia, voltando ao nível de R$ 5,14

BC americano

Fed vê como adequado manter juro parado até que membros estejam ‘confiantes’ com economia

Juro americano prosseguirá entre 0% e 0,25% até que formuladores da política monetária estejam confiantes de que a economia “resistiu a eventos recentes” e “estava no caminho certo”

Alívio depois do tombo

Após chegarem às mínimas desde 2011, ações da Cielo disparam mais de 20%

Desde o começo da semana, os papéis da Cielo já sobem mais de 25%, aproveitando a onda de otimismo vista na bolsa para se afastar das mínimas

Saída de dólares

Saída de dólar supera entrada em US$ 13,079 bilhões no ano até 3 de abril, diz BC

Fluxo cambial até 3 de abril foi negativo em US$ 13,079 bilhões, informou o BC. No mesmo período de 2019, dado era positivo em US$ 2,729 bilhões

Fuga de capitais

Fluxos de capitais para emergentes devem ter recuperação modesta, diz IIF

Emergentes devem registrar “moderada” recuperação em fluxo de capitais no segundo semestre, aponta IIF, insuficiente para compensar as perdas

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements