Menu
2019-04-02T17:06:19-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Sem dar detalhes

Contratos de patrocínio da Petrobras estão sob revisão, diz Bolsonaro

Em seu Twitter, mandatário disse considerar que a medida oferece “maior transparência e melhor empregabilidade do dinheiro público”

13 de fevereiro de 2019
13:11 - atualizado às 17:06
Presidente da República, Jair Bolsonaro
Presidente Jair Bolsonaro - Imagem: Isac Nóbrega/PR/Fotos Públicas

O processo de revisão de contratos de patrocínio da Petrobras foi reforçado na manhã desta quarta-feira, 13, pelo presidente da República, Jair Bolsonaro, em publicação na sua página oficial no Twitter.

O mandatário considera que a medida oferece "maior transparência e melhor empregabilidade do dinheiro público".

O presidente ainda não esclareceu como pretende destinar os recursos da estatal à educação infantil.

No último dia 6, o Broadcast (sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado) noticiou a intenção do governo em deslocar verbas de publicidade para as redes sociais e artistas menos famosos. Conforme fontes, a petroleira passou a avaliar a possibilidade de romper contratos firmados nos governos anteriores, principalmente com grandes grupos de teatro e cinema e com a imprensa profissional.

No ano passado, os departamentos de cultura e imprensa da estatal acumularam gastos de quase R$ 160 milhões. Do montante, cerca de R$ 120 milhões foram destinados a iniciativas publicitárias, enquanto patrocínios culturais somaram R$ 38 milhões. Ao todo, a Petrobras tem contratos de patrocínio ativos firmados em gestão e governos anteriores que somam R$ 3,5 bilhões, conforme dados divulgados em seu site. Alguns deles se estendem até 2021.

A migração da verba de cultura e publicidade para as redes sociais e artistas de menor visibilidade já estava decidida. Diante das divergências internas e alertas para os riscos jurídicos, porém, o tema voltou a ser discutido pelos advogados da empresa, que se sustentam no argumento de corte de custos para justificar as mudanças.

Executivos da área de comunicação da Petrobras chegaram a interpretar a decisão do governo em rever contratos de publicidade e comunicação como interferência política e ideológica. A principal reclamação é uma suposta falta de critério para definir os novos beneficiados.

Desde 2003, a Petrobras foi patrocinadora de mais de 4 mil projetos culturais a partir do programa Petrobras Cultural, que se tornou a maior seleção pública de projetos culturais no País.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

Efeito reverso

Elon Musk fez piada sobre o Dogecoin na TV aberta — e as cotações desabaram

Elon Musk fez a aguardada participação no SNL no último sábado, fazendo piada sobre si mesmo e falando do Dogecoin — mas a cotação caiu forte

Pesquisa da FGV

Presente mais caro: inflação do Dia das Mães é a maior dos últimos quatro anos

Levantamento da FGV mostra que a inflação no Dia das Mães é a maior desde 2017; eletrodomésticos e passagens aéreas tiveram maiores saltos

Expansão

SPX Capital assume operações do Carlyle no país

As operações do Carlyle no Brasil serão absrovidas pela SPX Capital. Com isso, a gestora de Rogério Xavier se expande em private equity

ESTRADA DO FUTURO

Um pé no abismo e outro na casca de banana: como identificar ações de empresas decadentes

Excesso de otimismo, planos mirabolantes e desprezo pela inovação estão entre as receitas para uma empresa falhar, segundo o gestor que se dedicou a descobrir empresas terríveis

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies