Menu
2019-05-08T20:51:51-03:00
Fernando Pivetti
Fernando Pivetti
Jornalista formado pela Universidade de São Paulo (USP). Foi repórter setorista de Banco Central no Poder360, em Brasília, redator no site EXAME e colaborou com o blog de investimentos Arena do Pavini.
Ex-presidente alvo da Lava Jato

Justiça manda Michel Temer voltar para a cadeia

Decisão, que também afeta o Coronel Lima, ocorre menos de dois meses da primeira ordem de prisão do ex-presidente

8 de maio de 2019
20:06 - atualizado às 20:51
michel-temer
Michel Temer - Imagem: Shutterstock

Membros do Tribunal Regional Federal da 2ª Região decidiram emitir nesta quarta-feira, 8, uma nova ordem de prisão ao ex-presidente Michel Temer e ao seu amigo João Baptista Lima Filho, conhecido como Coronel Lima.

A medida, que acolheu um recurso do Ministério Público Federal, fará com que Temer volte às celas da Operação Lava Jato menos de dois meses depois da sua primeira ordem de prisão. Na ocasião, o ex-presidente foi detido por administrar propinas nas obras de Usina de Angra III, no Rio de Janeiro, mas foi solto quatro dias depois.

As investigações apontam que o ex-presidente é o chefe de um grupo criminoso que está em atividade há 40 anos e que desviou cerca de R$ 1,8 bilhão nesse período. Já o Coronel Lima é acusado de ter feito o meio-de-campo no pagamento de R$ 1 milhão em propinas da Engevix em 2014.

No julgamento desta quarta-feira, o desembargador relator Antonio Ivan Athié votou pela manutenção da liberdade dos dois. Mas o desembargador Abel Gomes, que é o presidente da turma, votou pela prisão de Temer e coronel Lima, e Paulo Espírito Santo acompanhou Gomes.

O advogado de Temer, Eduardo Carnelós, lamentou a decisão, mas disse respeitá-la, e afirmou que o ex-presidente está em São Paulo e deve se apresentar à Justiça na quinta-feira, 9.

"Embora respeitando os desembargadores, só posso lamentar a decisão. Foi dito (pelos desembargadores) que não há risco à ordem pública, e o fundamento seria a necessidade de dar o exemplo à sociedade. A lei diz que isso não é fundamento para a prisão. Considero essa mais uma página triste na história recente do Judiciário brasileiro", afirmou.

Carnelós disse que solicitou ao presidente da turma que Temer se apresente nesta quinta-feira, "para evitar a exposição e humilhação de um homem de 78 anos de idade".

Já em relação ao ex-ministro Wellington Moreira Franco, que também foi preso em março, os desembargadores decidiram mantê-lo em liberdade.

*Com Estadão Conteúdo.

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

PRÉVIA DOS BALANÇOS

Os grandões vêm aí: Petrobras e Vale divulgam os resultados; veja o que esperar

Semana será marcada pela apresentação dos resultados de algumas das principais companhias da B3

agenda lotada

Os segredos da bolsa: balanços de pesos-pesados podem manter Ibovespa em alta em semana de Copom

Lá fora, resultados do terceiro trimestre de Amazon, Apple, Facebook, Google e Microsoft são destaques, além de decisões de bancos centrais

O GRANDE DRAGÃO VERMELHO

Pandemia deve reforçar poder chinês na economia

Movimento aponta para a continuidade das tensões com Estados Unidos e manutenção da alta demanda por matérias-primas produzidas pelo Brasil

PANOS QUENTES

‘Apresentei desculpas e colocamos ponto final’, diz Salles sobre atrito com Ramos

Salles e Ramos protagonizaram o mais recente atrito dentro do governo, tornado público após chefe do Meio Ambiente se referir ao general como “Maria Fofoca”

ALÍVIO

Mortes por covid-19 chegam ao menor nível desde maio, diz Fiocruz

Média móvel de novos casos ficou em 22.483 no sábado, alta de 11% em relação aos casos da semana anterior

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies