Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2019-04-04T14:10:09-03:00
Eduardo Campos
Eduardo Campos
Jornalista formado pela Universidade Metodista de São Paulo e Master In Business Economics (Ceabe) pela FGV. Cobre mercado financeiro desde 2003, com passagens pelo InvestNews/Gazeta Mercantil e Valor Econômico cobrindo mercados de juros, câmbio e bolsa de valores. Há 6 anos em Brasília, cobre Banco Central e Ministério da Fazenda.
Câmbio

Estrangeiro compra US$ 8,2 bilhões em dólar futuro

Pregão de sexta-feira foi de forte ajuste de posições, com bancos vendendo quase US$ 12 bilhões. Fundos de investimento reduzem aposta na valorização do real

4 de fevereiro de 2019
10:21 - atualizado às 14:10
dólar cotação
Imagem: Shutterstock

Já tínhamos comentado aqui a acentuada movimentação de comprados, que ganham com a alta do dólar, e vendidos, que lucram com a queda no preço da moeda, no mercado futuro da B3 no último pregão de janeiro. Mas a movimentação na sexta-feira, dia 1º de fevereiro, foi ainda mais intensa.

No mercado de dólar futuro, o estrangeiro remontou a posição comprada que tinha caindo a apenas US$ 365 milhões no fim de janeiro, com a aquisição de US$ 8,167 bilhões em contratos de dólar.

Na ponta oposta, os bancos venderam US$ 11,858 bilhões em contratos, saindo de uma posição comprada de US$ 11 bilhões, para vendida em US$ 855 milhões. Algo que não se observava desde meados de novembro do ano passado.

Com movimentação menos expressiva, mas não menos importante, os fundos de investimento reduziram a posição vendida em US$ 3,5 bilhões, de US$ 12,5 bilhões, para 8,975 bilhões.

A avaliação de ganhadores e perdedores nesse mercado é sempre feita em tese, pois não sabemos a que preço as posições foram montadas e se esses agentes possuem exposição ao dólar no mercado à vista e de balcão.

É o comportamento desses agentes que determina a formação de preço do dólar, que testou a linha de R$ 3,65 por dois pregões seguidos e agora volta a apontar para cima, negociado na casa de R$ 3,68.

Exposição líquida

Além do dólar futuro outra forma de exposição é o cupom cambial (DDI, juro em dólar). Considerando esses contratos, temos que o estrangeiro comprou dólar futuro, mas vendeu cupom cambial (foram US$ 7,6 bilhões).

Assim, a exposição líquida não sofreu grande alteração, abrindo fevereiro comprada em US$ 33,614 bilhões, contra US$ 33 bilhões no fim de janeiro. Essa posição é composta por US$ 25 bilhões em cupom cambial mais US$ 8,532 bilhões em dólar futuro.

Os bancos, agora, têm uma exposição líquida vendida US$ 10 bilhões, vindo de apenas US$ 814 milhões no fechamento de janeiro. São US$ 9,2 bilhões em cupom cambial somados aos US$ 855 milhões em dólar futuro.

A maior redução líquida de posição foi dos fundos, saindo de US$ 34,357 bilhões em 31 de janeiro para US$ 25,559 bilhões no pregão do dia 1º de fevereiro. A posição vendida em cupom cambial foi reduzida em US$ 5,3 bilhões, para US$ 16,6 bilhões. Essa é a menor posição vendida líquida dos fundos desde o começo de dezembro.

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

parecer do relator da reforma

Dividendos recebidos por fundos de investimento; veja novas mudanças em 4 pontos

Relator da reforma do Imposto de Renda inseriu em seu parecer a previsão de que os lucros e dividendos recebidos por fundos de investimento serão tributados em 5,88%

seu dinheiro na sua noite

Com alta da Petrobras, Ibovespa fecha terça no azul; veja os destaques

Dia teve tanto o Ibovespa quanto o dólar em uma verdadeira montanha-russa, mas altas de Vale e Petrobras garantiram fechamento no azul

FECHAMENTO DO DIA

Vale puxa o Ibovespa e garante alta do dia, mas dólar avança com temores fiscais na véspera do Copom

Em Nova York, a volatilidade foi mais comedida. No Brasil, o conturbado cenário interno trouxe dor de cabeça e tensão para o Ibovespa e o câmbio

Chama o Max!

Como ter renda extra através de ações? Max Bohm explica os diferentes tipos de proventos!

Já pensou viver de renda? É o sonho de muitos brasileiros. Max Bohm, analista da Empiricus, explica quais são os diferentes tipos de proventos recebidos por um acionista. Confira agora!

Com preço no piso da faixa indicativa, Raízen movimenta R$ 6,9 bilhões no IPO; veja o que vem a seguir para esta ação

Ação da produtora de açúcar e álcool e dona dos postos Shell é precificada a R$ 7,40 e começará a ser negociada no próximo dia 5

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies