Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2019-04-05T10:20:21-03:00
Estadão Conteúdo
Novidade no crédito imobiliário

Banco Inter faz sua primeira emissão de LIG, no valor de R$ 12 milhões

Depois do banco Santander, Inter faz estreia na novidade que promete substituir a poupança

3 de janeiro de 2019
18:06 - atualizado às 10:20
imóveis
LIGs oferecem retorno de 98% do CDI, isentos de Imposto de RendaImagem: Shutterstock

O Banco Inter realizou sua primeira emissão de Letra Imobiliária Garantida (LIG), no montante de R$ 12 milhões, abrindo uma nova alternativa de funding para crédito imobiliário para reforçar sua posição nessa modalidade de empréstimo. A alternativa soma-se à poupança, às letras de crédito imobiliário (LCI) e aos certificados de recebíveis imobiliários (CRI) como funding para as operações de crédito imobiliário do banco. As LIGs oferecem retorno de 98% do CDI, isentos de Imposto de Renda.

De acordo com o diretor de investimentos, Rafael Rodrigues, a LIG é uma nova oportunidade para ampliar as operações de crédito imobiliário, carro-chefe do Banco Inter. "A LIG nos torna ainda mais completos para atuar no financiamento imobiliário. De um lado, oferecemos aplicações para todos os perfis de investidor; de outro, emitimos papéis com diferentes prazos de vencimento, o que nos permite diversificar a oferta de crédito para o setor habitacional", explicou em nota.

Com 85 mil clientes investidores no terceiro trimestre de 2018, o custo de captação do Banco Inter teve redução de 12 pontos percentuais e chegou a 83,8% do CDI. No mesmo período, o crédito imobiliário representou 59,8% da carteira de crédito ampliada do Banco Inter, com R$ 1,8 bilhão, sendo 55% de financiamentos e 45% de empréstimos com garantia de imóvel.

Em novembro, o Banco Inter também lançou o seu consórcio imobiliário, com cartas de crédito de R$ 120 mil a R$ 240 mil e prazos de até 240 meses para pagar. Em dezembro, a instituição colocou no ar uma nova plataforma de investimentos, com Home Broker 100% gratuito. A Plataforma Aberta Inter (PAI) contabilizou R$ 6,5 bilhões sob custódia, com R$ 3,6 bilhões de saldo de captação.

Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

Privatização dos correios

Câmara dá início à sessão que discute privatização dos Correios; acompanhe

A venda da estatal está prevista no Projeto de Lei 591/21, do Poder Executivo; a proposta permite a transformação dos Correios em empresa de economia mista

Alta (segura) dos papéis

Parceria com o Grupo Caoa faz ações da seguradora Wiz (WIZS3) subirem mais de 5%; confira detalhes do acordo

A empresa celebrou uma parceria comercial contratual com prazo de vigência de 12 meses com a Caoa Corretora de Seguros, por meio de sua controlada Wiz Conseg

Primeiro dia

Ação da Raízen (RAIZ4) estreia na bolsa em alta de mais de 1%

Pouco depois da abertura, porém, papel retornou para a faixa de preço do IPO; maior abertura de capital do ano na B3 movimentou R$ 6,9 bilhões

Depois dos resultados, a bonança

Opções de Petrobras disparam até 540% em 1 dia com lucro e dividendo bilionários

O lucro acima do esperado pelo mercado no segundo trimestre deste ano e a antecipação de R$ 31,6 bilhões em dividendos animaram a bolsa

Deixa para outra hora!

Mudança de planos: instabilidade no mercado faz Athena desistir de IPO bilionário; saiba os detalhes

Em maio, a companhia de saúde já havia pedido a suspensão do IPO por 60 dias, por conta da volatilidade alta do mercado. Na última quarta-feira, 04, oficializou a desistência do pedido de registro de oferta pública

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies