Menu
2019-11-11T16:47:17-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Próximos passos

Ministro da Infraestrutura promete leilão de estatais ainda em 2019 e detalha novo fundo de infraestrutura

Tarcísio de Freitas também comentou que as instabilidades políticas na América Latina não afetam a agenda de leilões do governo

11 de novembro de 2019
15:25 - atualizado às 16:47
Ministro da infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas
Imagem: Divulgação/PPI.gov

As estatais do segmento de logística Valec, Infraero e EPL vão ser unificadas e transformadas em uma única até o fim de 2020, segundo o ministro de Infraestrutura, Tarcísio de Freitas. Também está em andamento a fusão dos fundos de pensão de empresas ligadas à sua pasta, disse ele.

"A gente vê que existe alguma superposição entre as atividades dessas empresas. A gente pode, eventualmente, ter essas atividades em uma empresa só, um área administrativa só, uma possibilidade de ter mais eficiência e menos custo. Mas é uma coisa muito embrionária, que está começando agora", disse o ministro, acrescentando que os funcionários das três estatais serão aproveitados. Não haverá demissões.

O principal desafio para a integração das estatais é definir o desenho da nova empresa. Esse período de estudo deve durar de seis a oito meses. Mas, para concluir a fusão não haverá dificuldade. A expectativa é que essa fase seja concluída rapidamente.

"Como o governo é acionista de todas as três estatais, a fusão é uma decisão de assembleia em que o governo é o acionista. Então é muito fácil. A operacionalização é simples, rápida. Difícil é a gente estudar e verificar o melhor modelo", afirmou Freitas, que participa de almoço com palestra promovido pela Câmara Espanhola de Comércio no Brasil.

O ministro negou a notícia de que um desentendimento com a ala militar do governo tenha motivado a substituição do presidente da Valec. A saída do general Marcio Velloso Guimarães foi anunciada na última sexta-feira. Em seu lugar, assumirá Rafael Castello, atual assessor da diretoria de Mercado de Capitais e Crédito Indireto para Privatizações do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

"Não tem nada disso. Isso é bobagem. Não há ala militar, isso é uma piração", contestou. Segundo ele, Castello foi escolhido pela sua experiência no setor privado. "Ele é graduado no IME-Instituto Militar de Engenharia, como eu. É um cara que foi executivo da Samsung, esteve na Coreia como executivo, participou da reestruturação da Gafisa, hoje está no BNDES. Tem densidade para explorar vocações que a Valec tem", acrescentou.

Alguns bilhões para o novo fundo

Tarcísio também confirmou que três fundos já existentes serão agregados num novo fundo de infraestrutura. Hoje, esses três fundos somam R$ 35 bilhões em recursos. A ideia é usar esse dinheiro no fomento a segmentos como os de aviação e naval.

"Eu não deixaria de assistir nenhuma das áreas e teria, na verdade, estoque, fôlego financeiro para fazer muito mais com o que a gente tem hoje", afirmou, em palestra promovida pela Câmara Espanhola de Comércio no Brasil. Segundo o ministro, apenas no fundo de aviação há cerca de R$ 24 bilhões.

Freitas afirmou ainda que a ideia conta com o apoio do Ministério da Economia.

Instabilidade latina

Sobre as instabilidades políticas na América Latina, Tarcísio disse que o Brasil está protegido e a agenda de leilões será, portanto, mantida. O argumento é que as instituições brasileiras são amadurecidas, o que blinda o País de contágios que poderiam gerar insegurança entre os investidores.

"Estamos conseguindo mostrar para o investidor estrangeiro que criamos um bom ambiente de negócios, amigável, que respeita contratos", afirmou Freitas.

Segundo ele, o interesse de investidores pelo Brasil se manterá em alta. Em sua opinião, o País ainda está em situação de vantagem em relação aos demais. "Se a gente compara o mundo e o Brasil, o que acontece lá fora e aqui, é muito interessante para nós e principalmente para os investimentos em infraestrutura", disse, em palestra na Câmara Espanhola de Comércio no Brasil.

*Com Estadão Conteúdo.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

Número de casos do novo coronavírus no Brasil ultrapassa 510 mil

Com 480 mortes registradas nas últimas 24 horas, o número de óbitos pela covid-19 chega a 29.314

governo diante da crise

Bolsonaro atrasa promessas contra covid-19

Foram 17 compromissos sobre medidas de combate à pandemia entre 17 de março e 21 de abril. Dessas, 41% não foram cumpridas integralmente

crise em debate

Na China, preço do minério de ferro dispara 24%

Negociadores temem que a situação da pandemia por aqui provoque interrupções na cadeia de fornecimento do material

em meio à pandemia

Em Brasília, Bolsonaro vai a manifestação contra STF; São Paulo tem ato pró-democracia

Supremo tem sido alvo de ataques por parte do presidente após a Corte autorizar o cumprimento de mandados de busca e apreensão de aliados

conflito entre poderes

Ministro do STF compara Brasil à Alemanha de Hitler e diz que bolsonaristas querem ditadura

Em mensagem a ministros da corte, Celso de Melo diz que “é preciso resistir à destruição da ordem democrática”, segundo informações obtidas pela Folha de S. Paulo

histórico

SpaceX, de Elon Musk, chega à Estação Espacial; veja vídeo

Empresa finalizou primeira parte da missão espacial com astronautas da Nasa; operação deve abrir caminho para futuras viagens, inclusive turísticas

caos no país

EUA têm quinta noite seguida de protestos; ao menos 20 cidades declaram toque de recolher

Manifestações insurgiram após a morte de um homem negro de 46 anos, asfixiado por um policial branco no último dia 25; total de prisões é de 1,7 mil

DE OLHO NO LONGO PRAZO

Ouro ou imóveis: qual o melhor investimento para defender seu patrimônio?

Na hora da crise, os dois investimentos são considerados capazes de salvar seu dinheiro do derretimento dos mercados no longo prazo.

crise de saúde

Brasil tem 28.834 mortes por covid-19

Foram incluídas nas estatísticas 33.274 novas pessoas infectadas com o novo coronavírus, somando 498.440 casos confirmados

conflito entre poderes

‘Tudo aponta para uma crise’, diz Bolsonaro sobre decisões do STF e e TSE

Decisões recentes de Cortes miram a família, aliados e a sua campanha presidencial em 2018

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements