Menu
2019-04-05T10:23:49-03:00
Estadão Conteúdo
Falta pouco

Sobre acordo comercial, Kudlow diz que EUA e China ainda “não chegaram lá”

Segundo diretor do Conselho Econômico Nacional da Casa Branca, a China reconheceu preocupações referentes a questões comerciais, depois de “ficar em negação” por muito tempo

3 de abril de 2019
12:42 - atualizado às 10:23
China, Estados Unidos, Guerra Comercial
Imagem: Shutterstock

O diretor do Conselho Econômico Nacional da Casa Branca, Larry Kudlow, disse hoje esperar que Estados Unidos e China avancem bem nas negociações comerciais que retomarão hoje em Washington, mas alertou que os dois países ainda "não chegaram lá", referindo-se a um acordo final.

Segundo Kudlow, que falou durante evento patrocinado pela Christian Science Monitor, a China "pela primeira vez" reconheceu preocupações referentes a questões comerciais, depois de "ficar em negação" por muito tempo sobre assuntos estruturais.

Kudlow também comentou que a política monetária do Federal Reserve (Fed, o banco central dos EUA) ficou muito apertada no ano passado, quando a instituição elevou juros em quatro ocasiões, mas afirmou ser bom que os BCs sejam independentes.

Kudlow disse ainda que as sanções em vigor contra a Venezuela estão funcionando, mas ressaltou que a Casa Branca poderá adotar mais punições contra o regime de Nicolás Maduro.

Também no evento, Kudlow afirmou que, de modo geral, a economia dos EUA está "muito bem equilibrada" e que os lucros das empresas americanas "parecem bons".

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

prévias

Eztec tem queda de 48% nas vendas no quarto trimestre

Lançamentos da empresa atingiram R$ 380,8 milhões, chegando a R$ 1,150 bilhão no ano – 85% a mais do que no terceiro trimestre

seu dinheiro na sua noite

2 milhões de mortos, 2 trilhões em estímulos e uma queda de mais de 2%

Se a primeira semana de 2021 nos mercados refletiu o otimismo geral com o novo ano que se iniciava, com perspectivas de vacinação contra o coronavírus e recuperação econômica, na segunda semana do ano, os investidores optaram pela cautela. Por ora, 2020, o ano do qual todos queríamos nos livrar, ainda não ficou para trás. […]

FECHAMENTO

Atritos políticos e covid-19 voltam para assombrar o mercado e Ibovespa recua mais de 2%; dólar sobe forte

Existe uma certa desconfiança de que o plano de US$ 1,9 trilhão apresentado por Biden encontre dificuldades de ser aprovado pelo Congresso, ainda que o democrata tenha conquistado a maioria das duas casas. No Brasil, situação do coronavírus reacende a pressão sobre o cenário fiscal

match com o mercado?

Concorrente do Tinder, Bumble pode levantar US$ 100 milhões em IPO

Ações da empresa estreiam em fevereiro na Nasdaq; companhia, que é dona do Badoo, não deu lucro no ano passado

pandemia

Itamaraty confirma que Índia atrasará entrega de vacinas

Chanceler indiano atribuiu o atraso na liberação a “problemas logísticos” decorrentes das dificuldades de conciliar o início da campanha de vacinação no país de mais de 1,3 bilhão de habitantes

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies