🔴 RENDA MÉDIA DE R$ 21 MIL POR MÊS COM 3 CLIQUES – SAIBA COMO

Cotações por TradingView
Estadão Conteúdo
Críticas

Bolsonaro leva à frente agenda de Temer, com cortes de direitos, diz Haddad

Ex-candidato questionou onde estavam os empregos que a oposição ao governo do PT havia prometido. “Não era só tirar a Dilma? Cadê o emprego e a renda?”

Ex-presidenciável Fernando Haddad (PT) em debate do SBT
Fernando Haddad: "Não era só tirar a Dilma? Cadê o emprego e a renda?" - Imagem: Marcelo Chello/Seu Dinheiro

O ex-candidato à Presidência pelo PT, Fernando Haddad, fez duras críticas ao governo de Jair Bolsonaro e comparou a atual gestão econômica com a do ex-presidente Michel Temer. "O governo que está levando à frente a agenda econômica de Temer, com corte de direitos sociais, corte de direito trabalhista e corte de direitos previdenciários", disse o ex-prefeito, durante ato do Dia do Trabalhador em São Paulo.

Manifestantes foram às ruas em todo o País neste primeiro de maio para protestar contra a reforma da Previdência. O movimento, organizado pelas frentes sindicais, tenta marcar uma união da esquerda contra o governo Bolsonaro. O ato é uma organização conjunta de CUT, Força Sindical, CTB, UGT, Intersindical, CSB, CGTB, Nova Central, CSP-Conlutas, Frente Brasil Popular e Frente Povo Sem Medo.

Em São Paulo, o ato 1º de Maio unitário das Centrais Sindicais e Frentes ocupa o Vale do Anhangabaú, no centro da cidade. Estão previstos protestos em vários pontos no País, como Rio de Janeiro, Ceará, Bahia, Brasília e Mato Grosso.

Haddad questionou onde estavam os empregos que a oposição ao governo do PT havia prometido. "Não era só tirar a Dilma? Cadê o emprego e a renda? só no mês passado perdemos 43 mil postos de trabalho com carteira assinada", disse o petista. Haddad lembrou ainda do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e pediu a soltura do líder petista.

Compartilhe

ELEIÇÕES 2022

Hegemonia em risco? Datafolha mostra Haddad bem à frente de concorrentes e risco de PSDB não ir nem ao segundo turno em São Paulo

1 de julho de 2022 - 7:59

A poucas semanas da definição das alianças, o ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad (PT) parece ter presença assegurada no segundo turno. A dúvida está em relação a quem o enfrentará na disputa

Eleições

Lula já descarta candidatura de Haddad em SP

17 de janeiro de 2020 - 15:48

A escolha do candidato está marcada para o dia 15 de março. O ex-presidente quer uma definição antes desse prazo

Investigando o 'zap'

Suspeitando irregularidades, TSE pede a WhatsApp dados sobre disparos nas eleições de 2018

10 de novembro de 2019 - 9:29

Rede social deverá informar ainda se realizou alguma medida para bloquear ou banir as linhas referidas

mito?

Bolsonaro perde ‘voto de confiança’ dos mais pobres

29 de abril de 2019 - 11:45

Análise do jornal O Estado de S. Paulo com base nas pesquisas do Ibope mostra que as quedas mais bruscas na avaliação positiva se deram entre nordestinos e eleitores com baixa escolaridade e renda

VISÕES DIVERGENTES NA ESQUERDA

Venezuela gera discussão entre Gleisi e Haddad em reunião do PT

10 de fevereiro de 2019 - 12:59

A ida de Gleisi à posse de Maduro dividiu opiniões no PT. Ela teria tomado a iniciativa sem consultar a direção.

OPOSIÇÃO

PT enaltece Haddad como ‘nova liderança’ em documento

1 de dezembro de 2018 - 16:35

Diretório Nacional do PT aprovou neste sábado, 1º, uma nova resolução política para orientar os rumos do partido a partir de 2019.

Candidato derrotado

Em Nova York, Haddad diz que Brasil pode crescer com governo liberal de Bolsonaro

30 de novembro de 2018 - 13:43

Candidato derrotado na corrida eleitoral disse que Brasil terá de se “prevenir” de agenda conservadora e neoliberal radical

Seu mentor de investimentos

Entusiasmo ou alívio?

29 de outubro de 2018 - 10:56

Seja lá o que for que Bolsonaro fale até a posse, não diminuirá meu alívio por ter votado 17. O que estou interessado em saber é se ele vai transformar esse alívio em entusiasmo

Eleições 2018

Nova governabilidade é desafio para Bolsonaro

28 de outubro de 2018 - 22:29

Prometendo não entregar cargos em troca de apoio, eleito terá de inaugurar nova forma de relação com o Congresso

IBOPE

Boca de urna: 56% Bolsonaro X 44% Haddad

28 de outubro de 2018 - 19:02

Boca de urna: 56% Bolsonaro X 44% Haddad Apuração (88,44% das urnas apuradas) Bolsonaro 55,7% contra 44,30% Atualização em instantes

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies