Menu
2019-10-15T08:40:30-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
This is America

Presidente distrital do Fed prevê economia dos EUA desacelerar mais do que o previsto

Segundo o presidente distrital, o Fed está tentando oferecer um seguro contra o risco de baixa na economia ao alterar “dramaticamente a trajetória de política monetária ao longo de 2019”.

15 de outubro de 2019
7:53 - atualizado às 8:40
Fachada do Fed em Washington
Imagem: Shutterstock

O presidente da distrital do Federal Reserve (Fed, o banco central dos Estados Unidos) em St. Louis, James Bullard, disse nesta terça-feira que um dos maiores riscos que a economia americana enfrenta é que a atividade geral desacelere mais do que a maioria espera.

Bullard, que vota nas reuniões de política monetária do Fed este ano, também afirmou em discurso feito durante conferência em Londres, que os cortes de juros implementados pelo BC americano em julho e setembro ajudaram a compensar os riscos à perspectiva econômica.

Segundo Bullard, o Fed está tentando oferecer um seguro contra o risco de baixa na economia ao alterar "dramaticamente a trajetória de política monetária ao longo de 2019".

Bullard disse ainda que o Fed poderá ampliar ainda mais a acomodação de sua política monetária, mas ressaltou que as decisões serão feitas a cada reunião.

Na reunião de setembro, Bullard foi dissidente por defender um corte de juros maior do que a redução de 25 pontos-base anunciada na ocasião.

Durante a conferência em Londres, Bullard também comentou que as incertezas comerciais globais são o risco mais importante do momento e que não deverão ser resolvidas nos próximos dois anos. Com informações da Dow Jones Newswires.

*Com Estadão Conteúdo.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

No banco de reservas

Brasil deixa time das 10 maiores economias

O País deverá fechar o ano como a 12ª maior economia em termos de valor do PIB, ultrapassado por Canadá, Coreia do Sul e Rússia.

Mercado de capitais

CVM libera bancos para fazerem empréstimos “travestidos” de debêntures

Financiamento via debêntures conta com algumas vantagens em relação ao empréstimo tradicional, como a alíquota zero de IOF

Crise

Venda de veículos cai 16,7% e tem pior fevereiro em 3 anos, diz Fenabrave

Desde 2018, quando foram vendidos 156,9 mil veículos no segundo mês do ano, o setor não tinha um fevereiro tão fraco.

Mudanças

Governo estudará como zerar imposto sobre diesel de forma definitiva, diz Bolsonaro

O governo também vai cortar benefícios dados a pessoas com deficiência na aquisição de veículos e extinguir o Reiq, que concede incentivos para o setor.

calma, gente

XP considera exagerada reação do mercado à alta de impostos sobre bancos

Analistas ponderam impacto que alta do tributo terá no lucro e no valuation e mantêm recomendação de compra para Bradesco e BB

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies