Menu
2019-12-18T08:55:09-03:00
Jasmine Olga
Jasmine Olga
Cursando jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP), já passou pelo Centro de Cidadania Fiscal (CCiF) e o setor de comunicação da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo
Reforçando o caixa

Unidas precifica ações e capta R$ 1,83 bilhão em follow on

Com os novos recursos em caixa, Unidas investirá em novos veículos para aumentar sua frota, aprimoramento de tecnologias e qualidade dos serviços prestados, aém de reforçar o caixa.

18 de dezembro de 2019
8:05 - atualizado às 8:55
unidas aluguel carro
Imagem: Shutterstock

A empresa de locação Unidas (LCAM3) precificou as suas ações em sua oferta subsequente (follow on) realizada na bolsa. Cada papel saiu por R$ 19,50, abaixo dos R$ 19,75 registrado no fechamento de ontem. No total, a oferta levantou R$ 1,83 bilhão em recursos.

61 milhões de novas ações foram emitidas na oferta primária, o que representa um aumento de capital de R$ 1,189 bilhão. As ações começam a ser negociadas na B3 nesta quinta-feira (18).

Já na distribuição secundária, 32,8 milhões de ações da Principal Gestão de Activos e da Consultoria Administrativa e Financeira foram ofertadas. No total, a oferta contou com a distribuição de 93,81 milhões de ações.

Com os novos recursos em caixa, a empresa irá investir em seu crescimento, focando na aquisição de novos veículos para aumentar sua frota no segmento de aluguel (RAC) e novos contratos vendidos de terceirização de frotas (TF). Aprimoramento de tecnologias e qualidade dos serviços prestados, visando a melhora operacional e redução de custos, e um reforço no caixa também estão nos planos da companhia.

Itaú BBA. Citi, JPMorgan, Bradesco, BTG Pactual e XP Investimentos coordenaram a oferta

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

Comprando na crise

Investidor pessoa física entra com R$ 17,5 bilhões na bolsa em março

Quem vendeu a maior parte das ações para as pessoas físicas foram os investidores estrangeiros, cujo saldo na bolsa ficou negativo em R$ 24,2 bilhões em março

Por contra da crise

Bradesco antecipa 1ª parcela do 13º salário a funcionários por coronavírus

Bradesco vai antecipar para seus cerca de 100 mil funcionários o pagamento da primeira parcela do 13º salário; pagamento será feito em 29 de abril

Efeito coronavírus

Itaú Asset espera contração de 3,3% do PIB e vê Selic a 1,5% no fim de 2020

A taxa de câmbio esperada pelo Itaú Asset ao fim de 2020 é de R$ 4,85, mesma estimativa para 2021; inflação terminará ano em 2%, abaixo do centro da meta de 4%

AJUDA DO BILIONÁRIO

Bilionário Elon Musk vai enviar ventiladores pulmonares para hospitais, mas com uma condição

Fundador da Tesla e da SpaceX quer que os equipamentos sejam instalados e usados imediatamente para os pacientes, e não “guardados em um armazém”

Críticas

Presidente do BB tem de tratar de liquidez e não sobre isolamento, diz Maia

Presidente da Câmara, Rodrigo Maia aproveitou a videoconferência que realizou hoje para criticar a postura do presidente do Banco do Brasil

Crescimento de ganhos

Lucro de companhias abertas sem Vale, Petrobras e Oi cresce 7% em 2019, diz estudo

Lucro cresceu 7,16% em 2019, passando de R$ 94,2 bilhões em 2018 para R$ 101 bilhões no ano passado, segundo levantamento da Economática

não está em diário oficial

Doze horas após Bolsonaro anunciar sanção de auxílio, MP ainda não foi publicada

Ajuda a trabalhadores informais, autônomos e microempreendedores durante a pandemia do coronavírus ainda não tem validade

setor afetado

Venda de veículos novos em março é a menor para o mês desde 2006

Foram 163,5 mil unidades vendidas, em soma que considera os segmentos de automóveis, comerciais leves, caminhões e ônibus, segundo balanço divulgado pela Fenabrave

agenda de brasília

Senado escolhe 3 projetos relacionados à Covid-19 para votar na próxima semana

Todas são iniciativas de senadores, ou seja, dependerão na sequência de análise da Câmara

tensão nos negócios

Varejo raciona e acusa indústria de reajustar preços

Fornecedores, por sua vez, alegam aumento de demanda e questões operacionais para essa alta, como o custo logístico

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements