Menu
Marina Gazzoni
O melhor do Seu Dinheiro
Marina Gazzoni
É CEO do Seu Dinheiro
2019-12-18T09:05:33-03:00
Tudo que vai mexer com seu dinheiro hoje

10 notícias para você começar o dia bem informado

18 de dezembro de 2019
9:05
O Melhor do Seu Dinheiro; investimentos
Imagem: Andrei Morais/Seu Dinheiro

Antes de te apontar as principais notícias do dia, quero te falar de um projeto novo do Seu Dinheiro.

Você já pensou em ter o Ivan Sant'Anna como seu mentor de investimentos? Pois consegui convencer o mestre a compartilhar seus ensinamentos a um grupo restrito de 90 leitores do Seu Dinheiro. 

É um projeto para quem busca dar grandes tacadas na bolsa e mudar de patamar financeiro. Eu gravei um vídeo para explicar todos os detalhes. Se preferir ler a mensagem em texto, este é o link.

O que você precisa saber hoje:

Mercados

• O Ibovespa encerrou o dia com um novo recorde, a 112.615,66 pontos, após fechar em alta de 0,64%. O dólar teve leve alta de 0,06%, a R$ 4,0646. 

• O que deve mexer com os mercados hoje? O sinal negativo prevalece no exterior. Na Ásia, as sessões fecharam em leve baixa. Os índices futuros das bolsas de Nova York amanhecem no vermelho, assim como o pregão europeu. 

Investimentos 

• Quais os investimentos mais promissores para 2020? Veja a aposta de três gestoras de fundos para 2020. (A projeção de uma delas para a bolsa vai te surpreender).  

• O bitcoin deve subir muito e em breve. A afirmação é do colunista Fausto Botelho, que explica sua tese com análise técnica. 

CONTEÚDO PATROCINADO
• Este fundo imobiliário é para quem quer ganhar dinheiro ainda em 2019. Veja 7 motivos que mostram por que esse investimento é uma boa.

Empresas

• Duas empresas confirmaram os valores de suas ofertas de ações recentes. A gigante Marfrig anunciou que os seus papéis saíram por R$ 10, movimentando R$ 2,9 bilhões. Já as ações da locadora Unidas ficaram em R$ 19,50, totalizando R$ 1,83 bilhão. 

• Quatro acusados, incluindo os controladores do Banco Cruzeiro do Sul, foram multados em R$ 1,8 milhão pela CVM em processo que investiga a manipulação de preços a partir de operações irregulares com ações do banco.

• A Fiat Chrysler e a Peugeot fecharam um acordo de fusão definitivo. A nova empresa terá valor de mercado de US$ 50 bilhões. 

• Os saques do FGTS para não correntistas da Caixa nascidos em novembro e dezembro começam hoje. 

Política 

• O Congresso aprovou ontem à noite o Orçamento de 2020. O documento define que o salário mínimo passa dos atuais R$ 998 para estimados R$ 1.031 (o número ainda pode mudar até o dia 31). O fundo eleitoral foi autorizado em R$ 2 bilhões. 

• O governo argentino apresentou um pacote econômico que aumenta impostos sobre bens pessoais, como imóveis, e congela tarifas de energia por 180 dias. 

Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

coronavírus no país

Covid-19: Brasil tem 1,2 mil novas mortes e 60 mil novos casos

Até o momento, 2.356.640 pessoas se recuperaram da doença

seu dinheiro na sua noite

A questão de Bolsonaro: ser ou não ser liberal

Ser ou não ser liberal. Eis a questão de Jair Bolsonaro. O presidente foi eleito com uma pauta de defesa das reformas, redução do tamanho do Estado e equilíbrio das contas públicas. O fiador desse discurso foi Paulo Guedes, que assumiu o comando da economia. O receituário foi seguido no primeiro ano de mandato, com […]

de olho nos números

Suzano, JBS, B3, Cyrela, Lojas Americanas, B2W, Hering: os balanços que vão mexer com o mercado nesta sexta

Balanços do segundo trimestre devem guiar os negócios no Ibovespa no último pregão da semana

Balanço

B3 tem lucro 28,9% maior no 2º trimestre e aumenta investimento para dar conta do volume da bolsa

A dona da bolsa brasileira registrou lucro líquido recorrente de R$ 1,012 bilhão e pretende investir até R$ 425 milhões em sistemas e novos produtos para o mercado

confiança com capitalização

Para presidente da Eletrobras, saída de Mattar não prejudica privatização

O presidente da Eletrobras, Wilson Ferreira Junior, disse nesta quinta-feira, 13, que a saída do secretário especial de Desestatização, Salim Mattar, não irá prejudicar a capitalização da empresa prevista para o ano que vem, e que confia que após debates com o Congresso Nacional, o processo seja aprovado

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu