Menu
2019-04-30T14:54:08-03:00
Estadão Conteúdo
Empresas mais saudáveis

Pedidos de recuperação judicial caem 58,4% em março, diz Serasa

Corte por porte de empresas mostra que as micro e pequenas lideraram a lista, ao apresentar 47 pedidos de RJ

30 de abril de 2019
14:54
Recuperação Judicial
Falências também registraram queda na comparação anual - Imagem: Shutterstock

Os pedidos de recuperação judicial tiveram queda de 58,4% em março deste ano em relação a igual mês do ano passado, conforme o Indicador Serasa Experian de Falências e Recuperações, divulgado nesta terça-feira, 30. Em números absolutos, os pedidos recuaram de 190 para 79.

Na comparação com fevereiro, houve um avanço nos números de pedidos de recuperação judicial da ordem de 8,2%. No segundo mês do ano, o indicador havia registrado 73 solicitações de recuperação judicial.

O corte por porte de empresas mostra que as micro e pequenas lideraram em março, ao apresentar 47 pedidos de recuperação judicial. As médias fizeram 24 solicitações e as grandes, oito.

No acumulado do primeiro trimestre comparativamente ao mesmo período do ano passado, houve uma redução de 35,8% nos pedidos de recuperação judicial.

Enquanto no período de janeiro a março de 2018 foram registrados 322, no mesmo período deste ano os pedidos somaram 247.

Nesta leitura as micros e pequenas também lideraram ao fazerem 145 requerimentos. As médias apresentaram 66 pedidos e as grandes, 36.

Falências

O indicador da Serasa Experian também contempla os requerimentos de 89 falências em março. Na comparação com os 121 pedidos feitos no mesmo mês de 2018, ocorreu uma queda de 26,4%.

Na variação ante fevereiro, houve um recuo de 27% considerando os 122 pedidos daquele mês. Mais uma vez as micros e pequenas lideraram, com 44 requerimentos de falência.

As médias apresentaram 25 pedidos e as grandes, 20. Os pedidos de falência acumulados no primeiro trimestre somaram 286 (-3,4% em igual período de 2018).

Segundo a Serasa, no consolidado de janeiro a março de 2019, as micro e pequenas empresas seguiram à frente com 142 falências requeridas. As médias fizeram 84 pedidos e as grandes, 60.

Na avaliação dos economistas da Serasa Experian, a queda dos pedidos de recuperação judicial tanto em março quanto no primeiro trimestre deste ano é reflexo da retomada, ainda que gradual, do crescimento da economia e concomitante melhora na geração de caixa das empresas, o que diminui o risco de insolvência.

Também contribuiu a manutenção dos juros básicos (taxa Selic) em patamares historicamente baixos, favorecendo a renegociação de dívidas.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

TUDO EM PAZ

Fim de briga: Ânima e Ser fecham acordo e encerram disputa por ativos da Laureate

Empresas decidem dividir parte do portfólio, com a Ser tendo direito a receber duas faculdades e com opção de compra de mais três instituições

Tudo que vai mexer com seu dinheiro hoje

11 notícias para começar o dia bem informado

Quando a bolsa cai, as reportagens trazem imagens de operadores de mercado em pose de desespero. O sofrimento é tanto que desconfio que sejam fotos de torcedores do Corinthians na hora do gol do adversário  – e algum tipo de montagem para inserir terno e gravata e um painel da Bloomberg ao fundo. Brincadeiras à […]

RECUPERANDO

PIB da zona do euro sobe 12,7% no 3º trimestre, superando estimativas

Maiores economias da união monetária europeia também apresentam crescimento robusto no período, puxando PIB agregado

esquenta dos mercados

Com olhar voltado para as eleições americanas e covid-19 pelo mundo, investidores retomam cautela

Eleições e aumento de casos do coronavírus pelo mundo seguem sendo os principais fatores de aversão ao risco. No Brasil, investidores também monitoram clima político

NOVIDADES

BC anuncia o Pix Cobrança, para emissão de QR Code com juros, multas e descontos

Função permitirá que lojistas, fornecedores, prestadores de serviços e outros empreendedores possam emitir um QR Code para operações de pagamento imediato ou em data futura

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies