Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2019-07-16T17:44:11-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
vai sair do buraco?

Em recuperação judicial, Oi espera arrecadar até R$ 7,5 bi com venda de ativos

Tele divulgou nesta terça-feira, plano estratégico; cronograma estima vender torres de telefonia, além da operadora angolana Unitel no quarto trimestre de 2019

16 de julho de 2019
10:53 - atualizado às 17:44
Loja da Oi
Loja da Oi em São Paulo - Imagem: Werther Santana/Estadão Conteúdo

A operadora de telefonia Oi divulgou nesta terça-feira, 16, um plano estratégico no qual planeja arrecadar entre R$ 6,5 bilhões e R$ 7,5 bilhões com venda de ativos considerados não estratégicos. A cifra corresponde a cerca de 70% do seu atual valor de mercado.

Nos últimos três anos, a companhia vem amargando uma das maiores recuperações judiciais da America Latina. Nos últimos 12 meses, as ações ON da Oi (OIBR3) registrarem desvalorização de 40% e, desde janeiro, os papeis subiram 33%.

Mas a reação do mercado ao anúncio do plano estratégico hoje acabou sendo negativa. Depois de subir pela manhã, as ações ordinárias da Oi (OIBR3), as mais negociadas, fecharam o dia em queda de 3,09%, cotadas a R$ 1,57. Confira também nossa cobertura completa de mercados.

O cronograma divulgado pela empresa estima as vendas de data centers no primeiro semestre de 2020, imóveis no primeiro trimestre de 2021 e outros ativos não detalhados no quarto trimestre. A Oi também espera vender torres de telefonia, além da operadora angolana Unitel no quarto trimestre de 2019.

A tele já recebeu duas propostas para vender a participação de 25% no capital na Unitel. Ambas vieram de outros acionistas da empresa: de uma das mulheres mais ricas da África, Isabel dos Santos, e a outra proposta partiu da Sonangol, estatal angolana do ramo petrolífero.

Em junho, a despeito de todo o imbróglio judicial, a Soros Fund Management aumentou em 123,36% a sua participação na empresa. Outro investidor conhecido que assumiu uma posição relevante na Oi foi Victor Adler, que passou a deter 5,32% do capital da operadora por meio de um fundo. Adler é também um dos principais acionistas da Eternit, outra empresa que está em recuperação judicial.

*Com Estadão Conteúdo 

Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

Debaixo do tapete

Cadê o teto que estava aqui? Sumário das contas públicas do Tesouro exclui avaliações sobre cenário fiscal após drible na regra

O documento já foi usado como instrumento para recados duros em outros momentos delicados, em que houve grande pressão para abrir a porteira dos gastos

Juros em alta

Rumo aos 6% + IPCA? Taxas do Tesouro Direto sobem forte após Copom, e títulos atrelados à inflação já pagam mais de 5,5% a.a. de juro real

Com alta da Selic para 7,75%, juros futuros dispararam nesta quinta, fazendo taxas do Tesouro Direto subirem ainda mais

De olho na estatal

Após novas falas de Bolsonaro sobre privatização, CVM vai investigar a Petrobras (PETR4)

A autarquia abre processo administrativos quando entende que precisa acompanhar os desdobramentos de algum assunto

ENRIQUEÇA ATÉ 2024

‘Investir muito em Bitcoin é coisa de imbecil’: estes 14 investimentos já dispararam até 1300% e têm potencial para te deixar rico

Apesar do hype das criptomoedas, existem outras ‘pechinchas exponenciais’ que estão fora do radar de muitos investidores; conheça

Um brinde

A Ambev (ABEV3) nunca vendeu tanta cerveja como no 3º trimestre. E as ações disparam na bolsa

A gigante de bebidas registrou lucro líquido de R$ 3,6 bilhões no terceiro trimestre, alta de 50% e acima do esperado pelo mercado. Hora de comprar a ação?

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies