Menu
2019-07-16T17:44:11-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
vai sair do buraco?

Em recuperação judicial, Oi espera arrecadar até R$ 7,5 bi com venda de ativos

Tele divulgou nesta terça-feira, plano estratégico; cronograma estima vender torres de telefonia, além da operadora angolana Unitel no quarto trimestre de 2019

16 de julho de 2019
10:53 - atualizado às 17:44
Loja da Oi
Loja da Oi em São Paulo - Imagem: Werther Santana/Estadão Conteúdo

A operadora de telefonia Oi divulgou nesta terça-feira, 16, um plano estratégico no qual planeja arrecadar entre R$ 6,5 bilhões e R$ 7,5 bilhões com venda de ativos considerados não estratégicos. A cifra corresponde a cerca de 70% do seu atual valor de mercado.

Nos últimos três anos, a companhia vem amargando uma das maiores recuperações judiciais da America Latina. Nos últimos 12 meses, as ações ON da Oi (OIBR3) registrarem desvalorização de 40% e, desde janeiro, os papeis subiram 33%.

Mas a reação do mercado ao anúncio do plano estratégico hoje acabou sendo negativa. Depois de subir pela manhã, as ações ordinárias da Oi (OIBR3), as mais negociadas, fecharam o dia em queda de 3,09%, cotadas a R$ 1,57. Confira também nossa cobertura completa de mercados.

O cronograma divulgado pela empresa estima as vendas de data centers no primeiro semestre de 2020, imóveis no primeiro trimestre de 2021 e outros ativos não detalhados no quarto trimestre. A Oi também espera vender torres de telefonia, além da operadora angolana Unitel no quarto trimestre de 2019.

A tele já recebeu duas propostas para vender a participação de 25% no capital na Unitel. Ambas vieram de outros acionistas da empresa: de uma das mulheres mais ricas da África, Isabel dos Santos, e a outra proposta partiu da Sonangol, estatal angolana do ramo petrolífero.

Em junho, a despeito de todo o imbróglio judicial, a Soros Fund Management aumentou em 123,36% a sua participação na empresa. Outro investidor conhecido que assumiu uma posição relevante na Oi foi Victor Adler, que passou a deter 5,32% do capital da operadora por meio de um fundo. Adler é também um dos principais acionistas da Eternit, outra empresa que está em recuperação judicial.

*Com Estadão Conteúdo 

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

Esquenta dos Mercados

Orçamento e CPI da Covid seguem no radar do investidor, com inflação dos EUA à caminho

O noticiário de Brasília segue o mesmo, enquanto os indicadores econômicos devem chacoalhar o mercado

nova retomada

BR Malls e Aliansce Sonae reabrem alguns shopping centers

Empresas retomam operações de unidades em locais em que houve flexibilização das medida de combate à covid-19

SOB NOVA DIREÇÃO

Em assembleia tensa, acionistas da Petrobras destituem Castello Branco

Minoritários chegaram a indicar quatro candidatos, mas mudaram de ideia e retiraram duas candidaturas, diante da falta de votos

INSIGHTS ASSIMÉTRICOS

Como ficam as ações dos países emergentes com a recuperação nos EUA?

Como as ações acompanham os lucros, há um fluxo de recursos para os EUA em detrimento do que foi verificado no final do ano passado

Entrevista exclusiva

PicPay chega aos 50 milhões de usuários e fundador fala dos planos para chegar aos celulares de todos os brasileiros

Com IPO no radar, aplicativo segue a trilha aberta pelo chinês WeChat e acelera crescimento com novos serviços e a contratação de pesos-pesados do mercado

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies