🔴 PRIO3 E +9 AÇÕES PARA COMPRAR AGORA – ASSISTA AQUI

Déjà-vu! Será que o final do filme vai ser diferente desta vez?

21 de fevereiro de 2019
10:06 - atualizado às 10:12
Selo O Melhor do Seu Dinheiro; investimentos
Imagem: Montagem Andrei Morais / Shutterstock

As cenas de ontem me lembraram muito um filme que vi há cerca de dois anos. Na cena de dezembro de 2016, um presidente da República e seu ministro da Fazenda entregavam ao presidente da Câmara uma proposta para mudar as regras do sistema de aposentadorias e pensões. Jornalistas se debruçaram por horas em cima de uma solução complexa para alterar um sistema que poucos entendem. Com a tal da reforma da Previdência, vinha a esperança de o Brasil sair do buraco.

Os capítulos seguintes foram marcados por uma sequência de prazos para a aprovação do projeto. Todos adiados. Até que o governo encontrou uma saída honrosa. A chance de evitar um fiasco político foi um motivo de força maior, em prol da segurança nacional. A intervenção militar no Rio de Janeiro foi o enterro oficial da reforma da Previdência de Michel Temer e Henrique Meirelles.

O filme de ontem traz outros protagonistas e uma figurinha repetida. Com a faixa de presidente da República está Jair Bolsonaro, ao lado de seu “posto Ipiranga”, o ministro de Economia, Paulo Guedes. Quem segue na cena é Rodrigo Maia, ainda no papel de presidente da Câmara.

A grande questão agora é se o filme terá um final diferente da sua primeira versão. O mercado bem que comemorou a apresentação da proposta da reforma da Previdência. Mas, pensando bem, isso Temer e Meirelles também fizeram. O que fará a diferença mesmo é como o Congresso vai encaminhar o projeto.

Os holofotes se voltam agora para Rodrigo Maia e para as lideranças políticas no Congresso. Eles vão encarar a reforma da Previdência desta vez? Ou vão deixar o projeto morrer na praia, como aconteceu antes? Leia nesta reportagem o que Rodrigo Maia disse sobre a Previdência. E preste atenção em tudo que ele falar sobre o assunto, porque vai mexer com o mercado e com seus investimentos. #ficadica

Deseja alguma coisa?

Foi dada a largada à negociação pela reforma da Previdência. Agora os diferentes agentes políticos envolvidos começam a fazer seus pedidos em troca do apoio ao projeto. Na lista dos governadores está uma fatia do megaleilão do pré-sal na Bacia de Santos. A estimativa é que a licitação renda R$ 100 bilhões ao governo. Os Estados querem R$ 15 bilhões. Saiba mais.

Ligou sem querer

Um telefonema supostamente acidental de Onyx Lorenzoni a um jornalista de “O Globo” revelou que Bolsonaro está mais preocupado do que parece com a crise causada pelo agora ex-ministro Bebianno. Em conversa com o ministro da Casa Civil ouvida pelo jornalista, o presidente se demonstra preocupado com a possibilidade de ter uma conta cobrada por Bebianno. Leia mais.

Abortar missão

Seis anos após entrar no mercado brasileiro com a compra da rede de farmácias Onofre, a CVS Pharmacy avalia deixar o país. Com um faturamento anual de US$ 200 bilhões nos EUA, a rede teve dificuldades de encontrar espaço por aqui, disputando com gigantes como Raia Drogasil e DPSP (união das drogarias Pacheco e São Paulo). Segundo o jornal “Estado de S. Paulo”, a empresa estaria disposta a vender a rede por um valor inferior ao que pagou. Leia mais.

Supermercado

O Grupo Pão de Açúcar (GPA) registrou um lucro líquido de R$ 414 milhões no 4º trimestre de 2018, o que representa uma alta de 46,8% na comparação com o mesmo período de 2017. O valor veio um pouco abaixo da expectativa de analistas ouvidos pela Bloomberg, que esperavam algo em torno de R$ 446 milhões. Veja os principais números do balanço.

Meia volta

A XP Investimentos e a Rico voltaram atrás da decisão de aumentar a aplicação mínima de alguns produtos de renda fixa para R$ 30 mil e R$ 20 mil, respectivamente. O Vinícius Pinheiro te explica essa história melhor aqui.

A Bula do mercado: foi dada a largada

A reforma da Previdência finalmente saiu do lugar ontem e os investidores digerem a proposta. Agora a expectativa gira em torno da aprovação do texto no Congresso.

Lá fora, os mercados continuam atentos às negociações entre EUA e China. Representantes do alto escalão de ambos países se reúnem hoje, em Washington, em um encontro-chave às vésperas do prazo final para o fim da trégua tarifária, no início de março.

Ontem, o Ibovespa fechou em queda de 1,14%, aos 96.544 pontos. Já o dólar avançou 0,43%, para R$ 3,73.  Consulte a Bula do Mercado para saber como devem se comportar bolsa e dólar hoje.

Um grande abraço e ótima quinta-feira!

Agenda

Índices
- IBGE divulga prévia da inflação de fevereiro
- Alemanha e Japão divulgam inflação de janeiro
- Argentina divulga resultado de sua balança comercial em janeiro

Banco Central
- BCE divulga ata de sua última reunião de política monetária

Balanços 4º trimestre de 2018
- No Brasil: Gerdau, B3, Suzano, Hypera, Localiza, Magazine Luiza, Multiplan, Natura e CVC
- Teleconferência: Gerdau, Pão de Açúcar, Ultrapar, CSN e Weg

Política
- Equipe econômica detalha reforma da Previdência a economistas do mercado financeiro
- Autoridades chinesas e norte-americanas fazem novas reuniões comerciais

Compartilhe

PRÉVIA OPERACIONAL

MRV (MRVE3) quebra recorde de vendas no Brasil, mas ainda queima milhões em caixa nos EUA

15 de abril de 2024 - 18:33

Na Resia, incorporadora norte-americana da MRV, há uma regra de ouro: não queimar caixa em 2024. Mas a diretriz ainda não foi refletida nos resultados do 1T24

Ranking

O Galaxy desbanca o iPhone: Apple (AAPL34) perde liderança global de smartphones no 1T24

15 de abril de 2024 - 18:17

Embora o setor esteja em crescimento, a gigante de tecnologia apresentou uma queda de quase 10% nas remessas de iPhone no primeiro trimestre do ano

NA CARTEIRA

JP Morgan tira BRF (BRFS3) da geladeira: ações da dona da Sadia e Perdigão disparam na B3 com recomendação de compra 

15 de abril de 2024 - 10:38

Analistas do banco norte-americano veem BRF barata mesmo após disparada de 173% em 12 meses na B3

FALHA NO ACELERADOR

Mais problemas para Elon Musk? Ações da Tesla caem mais de 1% com notícia sobre demissão em massa e falhas no Cybertruck 

15 de abril de 2024 - 10:10

Montadora do bilionário deve demitir cerca de 10% da sua força de trabalho global, o equivalente a pouco mais de 14 mil pessoas, segundo notícia da Reuters

A PARTIR DE 2025

Saiba como a maior produtora de alumínio do país pretende reduzir emissões em até 30% — parte da resposta: com um investimento de R$ 1,6 bilhão

13 de abril de 2024 - 13:13

A multinacional norueguesa Hydro do ramo de alumínio projeta reduzir em cerca de um terço a intensidade de emissão de dióxido de carbono (CO2) nas operações brasileiras a partir de 2025.  A controladora das maiores operações de alumina e alumínio primário no Brasil diz que a previsão é que a meta seja alcançada após a […]

VITÓRIA!

Prio (PRIO3) fica com 100% de Wahoo: como a vitória deve aumentar a produção da petroleira; ações sobem na bolsa

12 de abril de 2024 - 13:05

A empresa recebeu uma decisão favorável da Câmara de Comércio Internacional em um processo arbitral relacionado à concessão BM-C-30, no campo de Wahoo

REESTRUTURAÇÃO DE DÍVIDAS

Light (LIGT3) assina acordos com credores, em novo passo em direção ao fim da recuperação judicial; ações caem na B3

12 de abril de 2024 - 11:46

Foram celebrados dois acordos com credores e debenturistas envolvendo as subsidiárias Light Sesa e Light Energia; entenda o que vem pela frente

ENGORDOU O PATRIMÔNIO

CEO da Nvidia fica quase R$ 3 bilhões mais rico em um dia. Conheça o bilionário que quase dobrou de fortuna em 2024

11 de abril de 2024 - 18:03

Jensen Huang é a 19º pessoa mais rica do planeta, de acordo com a revista Forbes, com um patrimônio avaliado em US$ 79,5 bilhões (R$ 404 bilhões)

ENTENDA O CASO

Justiça embarga obras de complexo bilionário da JHSF (JHSF3) no interior de São Paulo

11 de abril de 2024 - 16:01

A decisão aconteceu após pedido do Ministério Público, que afirma que a JHSF e outras duas companhias burlaram regras de licenciamento ambiental

DESISTIU DA BATALHA?

Gafisa (GFSA3): Esh Capital diminui participação após perder disputa sobre assembleia; ações caem 6% na B3

11 de abril de 2024 - 11:24

A gestora de Vladimir Timerman reduziu a participação na Gafisa de 20% para 4% do capital

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies