Menu
2019-07-10T14:41:46-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
olha ela aí

Em novo aporte liderado pelo SoftBank, Creditas recebe US$ 231 mi

Na América Latina, conglomerado japonês apostou até agora no Rappi, Loggi e Gympass; Creditas informou que valor será usado para expandir produtos e serviços

10 de julho de 2019
13:08 - atualizado às 14:41
sergio-furio
Sergio Furio é CEO da Creditas, que acaba de receber um aporte do Softbank - Imagem: Divulgação

A fintech Creditas anunciou nesta quarta-feira, 10, ter recebido um aporte de US$ 231 milhões (aproximadamente R$ 900 milhões) liderado pelo conglomerado japonês SoftBank.

Com o investimento, a empresa que antes era avaliada em US$ 250 milhões, passou ter ser valuation calculado em US$ 750 milhões pelos investidores  — o que equivalente a R$ 2,8 bilhões na cotação de segunda-feira, 8.

Segundo a empresa, o aporte será usado para acelerar o negócio e expandir produtos e serviços oferecidos aos clientes. A transação continua sujeita às autorizações aplicáveis e condições de fechamento.

Fundada pelo espanhol Sergio Furio em 2012, a Creditas surgiu no mercado com o objetivo de oferecer empréstimos a taxas mais acessíveis. A empresa oferece, entre outras coisas, empréstimo com garantia de imóvel e de veículos.

A companhia informa que o novo aporte vai ajudar a empresa a ter mais recursos para investir em tecnologia e recrutar novos talentos. Além de expandir seu portfólio de produtos. A Creditas tem hoje 700 funcionários - tendo crescido cinco vezes em 2018.

Segundo o Managing Partner do SoftBank Investment Advisers, Akshay Naheta, a Creditas foi pioneira em uma abordagem digital para desenvolver soluções de empréstimo por meio de ativos que são mais acessíveis e a um custo menor para os consumidores.

"Estamos ansiosos para apoiar Sergio [Furio, fundador da empresa] e sua equipe durante o crescimento da plataforma”, afirmou em comunicado.

Após o investimento, representantes do Softbank Vision Fund e SoftBank Latin America Fund se juntarão ao Conselho de Administração da Creditas.

Esse não é o primeiro aporte do conglomerado japonês na América Latina, que anunciou que investiria US$ 5 bilhões no continente. Desde então, já apostou no Rappi, na Loggi e Gympass.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

em meio à crise

Em reunião com empresários, Bolsonaro defende vacinação e diz não ter preocupação com CPI da Covid

Presidente e ministros participaram de uma videoconferência com o grupo que reúne os 50 maiores grupos privados do País

seu dinheiro na sua noite

Ação da Moura Dubeux caiu 50% desde o IPO. Ficou barata?

O ano de 2020 começou promissor para a economia brasileira e com boas perspectivas para a chegada de novas empresas à bolsa. A temporada de IPOs se iniciou nos primeiros dias de fevereiro, com a estreia da construtora Mitre, seguida da empresa de tecnologia Locaweb. Mais para meados do mês, vimos a abertura de capital […]

ampliação de sortimentos

Lojas Americanas compra Imaginarium e prevê aumentar marcas próprias

Companhia anunciou aquisição do Grupo Uni.co, mas não revelou valores; com negócio, Americanas avança sobre varejo especializado em franquias

FECHAMENTO

Mercado olha desconfiado para Orçamento e Ibovespa acompanha queda do exterior; dólar fica estável

Com a agenda de indicadores esvaziada e a véspera de feriado, os investidores acabaram optando pela cautela

Prioridade na Casa

Câmara aprova requerimento de urgência sobre projeto de privatização dos Correios

A medida permite que a proposta “fure” a fila de votação de projetos e pode agilizar o processo de desestatização

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies