Menu
2019-08-22T15:50:49-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Tá difícil de acreditar

Confiança de micro e pequeno empresário cai 7,6% nos primeiros sete meses do ano

Para 53% dos pessimistas com a economia, são as incertezas políticas que justificam sentimento negativo

22 de agosto de 2019
15:50
Empresário com rosto oculto
Imagem: Shutterstock

Mesmo com o governo aprovando maioria dos projetos que tem enviado ao Congresso, a confiança da micro e pequena empresa não reage.

Ao contrário, do começo do ano até final de julho, a confiança no segmento caiu 7,6%, aponta levantamento feito pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e SPC Brasil no mês passado com 800 empresários dos setores de comércio e serviços com quadro de até 49 funcionários nos 27 Estados do País.

Vale frisar que no período em que a pesquisa se ambienta, na Câmara dos Deputados, entre outras coisas, foi aprovada a reforma da Previdência na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), na Comissão Especial, no Plenário em dois turnos e as propostas de reforma Tributária viraram assunto certo em todas as rodas de parlamentares pelos corredores da casa.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter

A abertura do levantamento mostra que para 53% dos pessimistas com a economia, são as incertezas políticas que justificam sentimento negativo. Os otimistas, uma fração de 43% do total, se apoiam nas decisões da equipe econômica do governo. Dos consultados pela CNDL e SPC Brasil, 32% relataram terem visto melhora nos próprios negócios e 31%, piora.

"As expectativas frustradas de que haveria uma consolidação no processo de retomada econômica já impõem seus efeitos sobre as empresas de menor porte", avaliam os presidentes da CNDL, José Cesar da Costa, e do SPC Brasil, Roque Pellizzaro Junior.

Chama a atenção dos pesquisadores o fato da confiança dos micro e pequenos empresários do comércio e dos serviços vir caindo mês pós mês desde o início do ano. Na abertura de 2019, a confiança do pequeno empresário havia atingido o maior patamar desde maio de 2015, com 65,7 pontos. Desde então, esse número vem recuando sucessivamente, até atingir 59,4 pontos em junho, com uma pequena recuperação para 60,6 pontos em julho passado.

Pela metodologia do indicador, a confiança é medida em uma escala de zero a 100 pontos, sendo que quanto mais próximo de 100, maior é a confiança com a economia e seus negócios e, quanto mais perto de zero, menos confiantes estão os micros e pequenos empresários.

Em termos porcentuais, segundo o levantamento, 66% dos micro e pequenos empresários estão otimistas com o futuro da economia do País. Mas este porcentual já foi de 82% em janeiro deste ano. Já o número de empresários pessimistas passou de 5% para 12% em um intervalo de seis meses, enquanto 21% acreditam em uma estabilidade.

De acordo com a pesquisa, ainda que tenha havido uma piora nas expectativas ao longo deste ano, a percepção atual de otimismo supera o observado no mesmo período do ano passado, quando apenas 39% dos empresários ouvidos estavam confiantes com a economia e 24% declaradamente pessimistas.

Na avaliação do presidente da CNDL, Costa, com o debate acerca da previdência praticamente superado, espera-se que a atividade econômica possa ganhar força com as recentes medidas de estímulo anunciadas pelo governo. "A liberação dos saques do FGTS é um alento para consumidores e empresários, seja para impulsionar o consumo ou recuperar o crédito de quem está inadimplente", avalia.

Para ele, a proximidade de datas comemorativas importantes como Dia das Crianças, Black Friday e até mesmo a recém-criada "Semana do Brasil", em setembro, podem ajudar empresários a reduzirem estoques e salvar perdas do ano. Além disso, o novo ciclo de queda da Selic e o início das discussões da reforma Tributária também têm potencial de injetar ânimo no empresariado", afirma Costa.

*Com Estadão Conteúdo.

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

DE OLHO NA BOEING

FAA diz a áreas americanas que 737 MAX talvez possa retornar antes do meio do ano

De acordo com fontes ouvidas pela Reuters, Dickson teria dito ainda que a previsão da Boeing e que espera que o retorno das aeronaves ocorra apenas no meio do ano é “muito conservadora”

RELAÇÕES INTERNACIONAIS

Bolsonaro diz que pode transferir embaixada em Israel para Jerusalém em 2021

O presidente disse que tem conversado com líderes árabes sobre o assunto e que, até o momento, não houve nenhuma oposição à proposta

AGRICULTURA

Na Índia, Tereza Cristina diz que agricultura brasileira não é vilã

A ministra admite que existe de fato uma preocupação grande com mudanças climáticas ao redor do mundo e que “ninguém tem pretensão de negar isso”, mas ressalta que os agricultores são os principais interessados no clima e em ter chuvas com regularidade

INDÚSTRIA

Indústria com mais tecnologia tem o menor peso na exportação em 24 anos

De acordo com o economista do Iedi, Rafael Cagnin, a queda nas exportações desses produtos, que somaram US$ 40,2 bilhões no ano passado, coloca a engrenagem do crescimento do País para girar no sentido oposto

O IMPACTO DO VÍRUS

Como o coronavírus pode impactar a economia chinesa

“Agora, crescem as preocupações de que as proibições de viagens em vigor começarão a ter um grande impacto na economia, com alguns falando em queda de um ponto percentual ou mais para o PIB chinês no primeiro trimestre de 2020”, escreveu Edward Moya, analista de mercado sênior da Oanda

REFORMAS

Reformas tributária e administrativa podem ir juntas ao Congresso

Em sua fala, o presidente reafirmou a necessidade de reduzir os impostos e destacou que Estados e municípios têm autonomia e independência para alterar alguns impostos. “Não culpe só a mim”

MAIS CASOS CONFIRMADOS

Novo coronavírus já infectou mais de 2 mil pessoas ao redor do mundo

Também há casos confirmados da doença nos Estados Unidos, Tailândia, Japão, Coreia do Sul, Vietnã, Cingapura, Malásia, Nepal, França e Austrália

MAIS DESINVESTIMENTOS?

Oi contrata Bank of America para acelerar venda de telefonia móvel, diz jornal

De acordo com o jornal O Globo, a companhia espera obter R$ 15 bilhões com o negócio

PENSATA DE DOMINGO

Nunca é tarde para entrar na bolsa. Será?

Hoje quero falar sobre a visão que eu e o Rodolfo compartilhamos para o ano de 2020. E, claro, o que você deve fazer com seus investimentos para chegar à aposentadoria precoce.

CORONAVÍRUS

Xi Jinping alerta para a ‘grave situação’ criada pela disseminação ‘acelerada’ do novo coronavírus

Até agora, as autoridades disseram que a doença já infectou mais de 1.300 pessoas e matou 41. Mas a Comissão Nacional de Saúde anunciou que 237 pacientes estão em condições graves

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements