Menu
2019-03-27T13:46:03-03:00
Estadão Conteúdo
pauta-bomba aprovada

Equipe econômica não foi consultada sobre o que Câmara fez com PEC do Orçamento, diz Marinho

Secretário especial de Previdência e Trabalho destacou que o Congresso tem autonomia para deliberar sobre as propostas

27 de março de 2019
12:57 - atualizado às 13:46
Rogério Marinho
Rogério Marinho - Imagem: Wilson Dias/Agência Brasil

O secretário especial de Previdência e Trabalho, Rogério Marinho, disse nesta quarta-feira (27), que a equipe econômica não foi consultada sobre a votação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC). A proposta, aprovada nesta terça-feira (26) na Câmara dos Deputados em votação relâmapago, engessa ainda mais o orçamento.

Marinho ainda lembrou que o Congresso tem autonomia para deliberar sobre as propostas.

Quando questionado se a aprovação da PEC configurava derrota para o governo, o secretário ressaltou o fato de que deputados ligados ao governo votaram de forma favorável à PEC"Quem tem que falar se é derrota ou não é o porta-voz do governo."

*Com Estadão Conteúdo

Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

MAIS PERTO DO CÉU

Ibovespa segue flertando com topo histórico, mas manter ‘otimismo cauteloso’ nunca é demais

Em dia de agenda fraca e exterior positivo, CPI da pandemia é o principal risco de água no chopp da B3

Como Era Verde o Meu Vale: ainda vale a pena ter Vale?

Vivemos um “novo ciclo das commodities”, com minério de ferro e carvão batendo sucessivas máximas. E a Vale ainda pode se beneficiar deste momento

IR 2021

Imposto de Renda: Como declarar bens e rendimentos comuns do casal?

A repórter Julia Wiltgen conversou com o advogado tributarista Samir Choaib e respondeu às principais dúvidas dos leitores do Seu Dinheiro

pandemia

Covid-19: mortes sobem para 436,5 mil, e casos chegam a 15,6 milhões

Nas últimas 24 horas, foram registrados 786 novos óbitos

na expectativa

Privatização da Eletrobras é necessária para consumidor, diz ministro

Para ele, capitalização da Eletrobras vai permitir que metade da outorga dela vá para aquela parte da tarifa de energia elétrica que são os tributos, os subsídios e também a parte que engloba toda a parte tributária

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies