Menu
2018-09-22T15:53:03-03:00
Estadão Conteúdo
Mais tarifas

Trump joga nova bomba no comércio chinês

Presidente americano impôs tarifas de 10% sobre US$ 200 bilhões em produtos da China e ainda anunciou um possível novo aumento em 2019

17 de setembro de 2018
20:34 - atualizado às 15:53
Xadrez com Estados Unidos e China
Presidente americano impôs tarifas de 10% sobre US$ 200 bilhões em produtos chinesesImagem: Shutterstock

O presidente dos EUA, Donald Trump, anunciou nesta segunda-feira, 17, tarifas de 10% sobre o valor de US$ 200 bilhões em importações chinesas, que aumentarão para 25% no início de 2019.

De acordo com comunicado do presidente, as tarifas de 10% terão início a partir do dia 24 de setembro. No dia 1º de janeiro, as tarifas subirão para 25%. Além disso, "se a China tomar medidas de retaliação contra nossos agricultores ou outras indústrias, imediatamente buscaremos a fase três, que são tarifas adicionais sobre aproximadamente US$ 267 bilhões de importações".

Segundo Trump, a China está envolvida em inúmeras políticas e práticas injustas relacionadas à tecnologia e à propriedade intelectual dos EUA, como forçar as empresas americanas a transferir tecnologia para as contrapartes chinesas e o país não está disposto a mudar suas práticas.

Mesmo após tarifas, "a China se recusa a mudar suas práticas e, de fato, recentemente impôs novas tarifas em um esforço para prejudicar a economia dos Estados Unidos", apontou Trump.

"Peço aos líderes da China que tomem medidas rápidas para pôr fim às práticas comerciais injustas do país. Espero que esta situação comercial seja resolvida, no final, por mim e pelo Presidente Xi da China, pelos quais tenho grande respeito e carinho", destacou o presidente americano.

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

Mercado agora

Ibovespa abre em queda e dólar sobe com temor de pedalada e calote

Cautela também prevalece no exterior com expectativa em torno do primeiro debate entre os principais candidatos à presidência dos EUA

Exile on Wall Street

Como perder uma eleição? A Dominância Fiscal

Com pedalada fiscal e, na prática, rompimento do teto de gastos de forma desorganizada e sem colocar uma outra âncora fiscal no horizonte, os agentes econômicos passam a desconfiar da capacidade de o Brasil arcar com seus compromissos financeiros.

INFLAÇÃO DO ALUGUEL

IGP-M tem maior alta mensal desde novembro de 2002

Nos 12 meses encerrados em setembro, índice acumula alta de 17,94%, a maior taxa desde setembro de 2003

risco fiscal

Nova pedalada? Por que o Renda Cidadã provoca medo no mercado

Mercado é tomado pela aversão ao risco, com os investidores preocupados com manobras criativas do governo; veja por que a proposta é vista como pedalada

Oportunidades na região

Advent capta US$ 2 bilhões para fundo de investimento focado em empresas latino-americanas

O LAPEF VII investirá principalmente em Brasil, Colômbia, México e Peru, com oportunidades também na Argentina e Chile.

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements