Menu
2018-12-14T15:42:53-02:00
Vinícius Pinheiro
Vinícius Pinheiro
Formado em jornalismo, com MBA em Derivativos e Informações Econômico-Financeiras pela FIA. Trabalhou por 18 anos nas principais redações do país, como Agência Estado/Broadcast, Gazeta Mercantil e Valor Econômico. É coautor do ensaio “Plínio Marcos, a crônica dos que não têm voz" (Boitempo) e escreveu os romances “O Roteirista” (Rocco), “Abandonado” (Geração) e "Os Jogadores" (Planeta).
Ações

Presidente do Bradesco diz que Cielo está mal avaliada pelo mercado

Só neste ano, as ações da empresa de maquininhas de cartão controlada junto com o Banco do Brasil caíram mais de 50%. Mas ele descarta fechar o capital da companhia

14 de dezembro de 2018
15:42
Octavio de Lazari, presidente do Bradesco
Octavio de Lazari, presidente do Bradesco - Imagem: Egberto Nogueira/divulgação

O presidente do Bradesco, Octavio de Lazari, fez hoje uma defesa da Cielo, empresa de maquininhas de cartão controlada em conjunto com o Banco do Brasil.

Apenas neste ano, as ações da empresa responsável por realizar as operações com débito ou crédito no cartão caíram mais de 50%. O estrago foi provocado pelo aumento na competição nesse mercado com a entrada de novas empresas como PagSeguro e Stone.

"A empresa tem valor e acho que ela não está bem precificada", disse Lazari, durante almoço com jornalistas nesta sexta-feira.

O presidente do Bradesco disse, porém, que "não está na mesa" a possibilidade de fechamento de capital da Cielo, como parte do mercado especula.

No mês passado, o ex-presidente do Banco do Brasil, Paulo Rogério Caffarelli, deixou a instituição para assumir o comando da Cielo.

Margem apertada

Líder de mercado com pouco mais de 45% de participação, a Cielo precisou reduzir as margens para enfrentar a concorrência de novas companhias.

O receio de que ela venha a ser "sacrificada" para que os bancos compensem a perda dessa receita em outros serviços pressiona as ações da companhia.

"Esse mercado mudou, mas o fato é que a empresa tem escala, é competitiva, mas tem que repensar a forma de fazer determinados negócios", diz o vice-presidente do Bradesco, Marcelo Noronha, que é presidente do conselho de administração da Cielo.

O Bradesco começou neste ano a vender diretamente as maquininhas da empresa com sua força de vendas. Em pouco mais de três meses, foram comercializados 370 mil terminais, segundo o banco.

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

PANDEMIA NO PAÍS

Covid-19: Brasil tem 142 mil óbitos e 4,74 milhões de casos acumulados

Do total de contaminados, 86% se recuperaram da doença

seu dinheiro na sua noite

Cheiro de pedalada e de drible no teto de gastos

Caro leitor, O governo bem que tentou se safar manejando o cobertor curto, mas pelo menos para o mercado financeiro, não colou. O anúncio do programa social Renda Cidadã nesta segunda-feira lançou um combo de preocupações nos investidores e atirou o Ibovespa na lama, totalmente na contramão do resto do mundo. O dólar, por sua vez, voltou […]

dinheiro à vista

CCR paga R$ 373,2 milhões em dividendos em 30 de outubro

Empresa pagará o correspondente a R$ 0,18477410142 por ação ordinária

Na contramão

Bolsa cai e dólar dispara depois de governo revelar como pretende financiar Renda Cidadã

Ibovespa abriu em alta, mas virou em meio à frustração dos investidores com o financiamento do programa que sucederá o Bolsa Família

em anúncio do renda cidadã

Guedes: Política dá o timing e desoneração está sendo estudada

No anúncio do novo programa social do presidente Jair Bolsonaro, o Renda Cidadã, o ministro da Economia, Paulo Guedes, disse que a proposta do governo foi feita com a busca da “verdade orçamentária”

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements