Menu
Vinícius Pinheiro
O melhor do Seu Dinheiro
Vinícius Pinheiro
2019-03-04T10:50:42+00:00
O melhor do Seu Dinheiro

Tamanho não é documento

Como investir em small caps, o encontro de Bolsonaro e Trump e o alerta de Arminio Fraga sobre a Previdência

4 de março de 2019
10:50
O Melhor do Seu Dinheiro
Imagem: Andrei Morais/Seu Dinheiro

Aqui no bloco do Seu Dinheiro, a busca pelas melhores histórias de investimento não para nem no Carnaval.

Aproveitamos o período de folia para atender a alguns dos pedidos de reportagens especiais que recebemos nas últimas semanas.

Várias pessoas nos questionaram sobre oportunidades na bolsa. O que é normal, tanto pela forte alta do Ibovespa em janeiro como pela “paradinha” da bateria das ações no mês passado.

O fato é que não temos bola de cristal para saber qual será o comportamento da renda variável nos próximos meses. Mas é certo que o sobe e desce dependerá e muito do andamento da proposta de reforma da Previdência no Congresso.

De todo modo, se você está disposto a assumir um pouco mais de risco no seu portfólio em busca de uma rentabilidade maior, as ações são sempre uma opção a ser considerada.

Temos hoje aproximadamente 400 empresas listadas na B3. Só que, tirando Petrobras, Vale, os grandes bancos e as demais listadas no Ibovespa, muitas ações com grande potencial acabam ficando fora do radar da maioria dos investidores.

Essas empresas, conhecidas no mercado como “small caps”, são a prova de que tamanho não é documento no investimento em ações. Mas virar sócio das empresas menores da bolsa envolve alguns riscos adicionais.

Por isso a Bruna Furlani resolveu conversar com alguns especialistas e conta para você as diversas formas de investir com inteligência nesse promissor segmento do mercado.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter

Start me up!

Uma amostra do potencial de valorização das empresas menores está no seu celular. É provável que na sua lista de aplicativos você tenha algum serviço de transporte, entrega de comida ou um novo banco digital. Pois essas empresas que estão desafiando os gigantes estabelecidos por décadas no mercado já valem quase R$ 90 bilhões. Algumas delas já estão na bolsa e outras estão cotadas para estrear neste ano. Conheça as startups bilionárias nesta reportagem.

Alguém tem que ceder

Enquanto a bolsa por aqui está fechada, os mercados lá fora se animaram com a notícia de que um acordo entre Estados Unidos e China enfim está próximo. A expectativa é que o acordo seja selado em uma cúpula que deverá acontecer no fim de março entre o presidente americano, Donald Trump, e o líder chinês, Xi Jinping. Veja aqui os pontos em que os negociadores de ambos os países concordaram em ceder.

Namoro firme

Depois de flertarem pelas redes sociais e mandarem várias declarações de apoio mútuo, chegou a hora do encontro. Bolsonaro viaja no próximo dia 19 para os Estados Unidos para reuniões com o presidente americano, Donald Trump. Será a primeira visita bilateral do capitão desde a posse e o resultado deve ir além das declarações tradicionais desse tipo de encontro. Confira nesta matéria o que deve ser acertado entre Bolsonaro e Trump.

Sem gordura

Com aposentadorias e pensões respondendo por mais da metade do gasto público, o governo Bolsonaro não tem outro jeito: precisa aprovar a reforma da Previdência no Congresso. Quem afirma é o ex-presidente do Banco Central Arminio Fraga. Ao contrário de outros economistas, ele não vê gordura para grandes concessões na proposta encaminhada. Ainda assim, Fraga espera que o projeto saia desidratado, o que deve obrigar o governo a fazer cortes em outras áreas. Leia aqui a íntegra da entrevista.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

Corrida contra o tempo

Câmara e Senado devem votar hoje MP que permite capital estrangeiro em áreas; Gol e Azul sobem na bolsa

MP do setor aéreo foi editada no fim do ano passado por Michel Temer e permite que estrangeiros possam deter até 100% do capital das aéreas brasileiras

Mais perto do que se imagina

Sem reformas, País deve violar “regra de ouro” em 2020 e ter recessão, diz OCDE

Organização acredita que não aprovação das reformas resultaria em custos de financiamento mais altos e consequentemente um crescimento mais baixo

A volta da esquerda?

Quatro a cada 10 norte-americanos apoiam o socialismo, diz pesquisa

Levantamento da Gallup mostra que 43% das pessoas acreditam que o socialismo é algo bom para o País, enquanto para 51% ainda é algo ruim; números contrastam com pesquisa de 70 anos atrás

Fraudes em fundos de pensão

Justiça ratifica denúncia de Operação Rizoma contra desvios no Postalis e Serpros

Entre os acusados estão o empresário Milton Lyra, o “operador do MDB”, o ex-tesoureiro do PT, João Vaccari Neto, e o empresário Arthur Mario Pinheiro Machado

Blog da Angela

Grandes fundos emprestaram uma bolada de dinheiro para o governo. Por que isso é ruim?

Patrimônio de fundos sob gestão dos maiores administradores do país está comprometido em 80% com títulos públicos; ações respondem por 3,5% e aplicações no exterior por 0,5% do total

Bateu o pé

Presidente da Comissão Especial reafirma calendário da reforma da Previdência e diz que relatório sai até dia 15

Prazo para apresentação de emendas, que encerraria nesta quinta-feira, 23, deve ser adiado para o dia 30

De olho no gráfico

É hora de comprar Ambev, BB, Petrobras e outras blue chips da Bolsa?

Coluna traz vídeos sobre análise gráfica e dicas de investimentos. Terças e quartas o tema é o mercado de ações. Quinta-feira é a vez das criptomoedas

Aliança ambiciosa

EDP e Engie assinam memorando para criação de joint venture no setor eólico

Em nota, a EDP informa que as duas empresas combinarão seus ativos eólicos offshore e os projetos em desenvolvimento na recém-criada joint venture, que deve estar em operação até o fim de 2019

Câmbio

BC rola mais US$ 1,25 bilhão em leilão linha com compromisso de recompra

Operações foram anunciadas na sexta-feira. Ontem, rolagem também foi de US$ 1,25 bilhão e ainda teremos mais uma operação amanhã

Nada muda (ufa!)

Fitch reafirma rating do Brasil em “BB-“, com perspectiva estável

Nota do País segue limitada pelas fraquezas nas finanças, perspectivas de crescimento fracas, corrupção e um ambiente político turbulento

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements