Menu
Vinícius Pinheiro
O melhor do Seu Dinheiro
Vinícius Pinheiro
2019-04-12T06:16:00+00:00
Seu Dinheiro na sua noite

Show dos bilhões

11 de abril de 2019
18:57 - atualizado às 6:16
O Melhor do Seu Dinheiro
Imagem: Andrei Morais/Seu Dinheiro

Eu nunca parei para fazer as contas, mas provavelmente a palavra que mais escrevi desde que comecei a cobrir os grandes bancos como jornalista foi “bilhões”.

A cada trimestre, eles se repetem, ou melhor, aparecem cada vez maiores nos lucros das instituições financeiras.

Mesmo no auge da crise, quando os bancões experimentaram uma rara queda nos resultados, os lucros ainda foram bilionários.

Esse tipo de notícia costuma render bastante repercussão, e negativa. Para muita gente, os ganhos exorbitantes dos bancos são a causa de todos os problemas do país.

E se eu dissesse para você que o resultado somado das instituições financeiras bateu em quase R$ 100 bilhões em 2018?

Não vou discordar que os lucros realmente chamam a atenção. E, não por acaso, costumam ser usados politicamente pela oposição. Afinal, por que não fazer os bancos pagarem a conta da Previdência com seus resultados bilionários?

Sinto informá-lo, mas eles já fazem isso hoje. Afinal, são os bancos que financiam em boa medida o déficit das contas públicas, que é provocado justamente pelo rombo da Previdência.

Nesta análise afiada, o Edu Campos conta para você como a reforma pode obrigar as instituições financeiras a buscarem outras fontes de receita se quiserem manter seus lucros nas alturas. Recomendo muito a leitura!

Desculpe, mas vou atrasar

Falando em reforma da Previdência (só para variar), os investidores não gostaram nada de saber que a tramitação da proposta no Congresso provavelmente vai levar mais tempo do que o planejado. A bolsa já havia começado o dia de mau humor, mas piorou após Rodrigo Maia dizer não ver problema em atrasar os debates um pouco mais. Com tanta lentidão no radar, o Ibovespa fechou em baixa de 1,25%, e agora faltam 5.246 pontos para os 100 mil. O Victor Aguiar acompanhou o dia dos mercados e traz uma cobertura completa para você.

Está chegando a hora

A reforma da Previdência no Congresso até pode atrasar, mas a sua declaração do Imposto de Renda não. Faltam só 20 dias para acabar o prazo de entrega, e nessas horas o que mais surgem são dúvidas sobre como acertar as contas com o Leão. Mas você pode ficar tranquilo porque a Julia Wiltgen fez uma live hoje à tarde para responder a várias dúvidas dos nossos leitores. Nós gravamos tudo e você pode conferir a transmissão na íntegra.

Seu Dinheiro Ao Vivo PLAY

Dois milhões (e contando)

Em novembro, eu fui a Belo Horizonte entrevistar para o Seu Dinheiro o João Vitor Menin, presidente do Banco Inter. Na ocasião, a conta digital gratuita da instituição contava com pouco mais 1 milhão de correntistas. Eis que hoje o banco anuncia que chegou ao segundo milhão de clientes. Nesta matéria eu te mostro como o modelo está fazendo do Inter o novo queridinho dos usuários (e dos acionistas na bolsa).

Plano JK de banco

Assim como o Inter, o Nubank é outro fenômeno das novas empresas de tecnologia financeira (fintechs) e hoje anunciou mais um de seus feitos: chegar a todas as cidades do Brasil. É curioso perceber que a tecnologia fez com que a empresa do cartão roxo conseguisse atingir em cinco anos uma marca que bancões como o Bradesco levaram mais de 60 anos para romper. O Kaype Abreu traz os detalhes da expansão do Nubank aos rincões do país.

Em primeira marcha

Para quem esperava que o mercado de capitais poderia alavancar o processo de retomada dos investimentos na economia, o resultado do primeiro trimestre foi frustrante. As captações de recursos pelas empresas ficaram quase 10% abaixo do registrado no mesmo período do ano passado. As emissões de ações até que tiveram um desempenho melhor, mas as ofertas de títulos de dívida, como debêntures, deixaram a desejar. Saiba quais as perspectivas para o resto do ano nesta matéria.

Brilhando mais que a noiva

Não é de hoje que os analistas de mercado citam Paulo Guedes como a principal figura do governo. E a recente batalha solitária do Posto Ipiranga na CCJ da Câmara só aumentou o cartaz do ministro no mercado. Mas é sempre bom lembrar que quem subiu ao altar da Presidência foi Jair Bolsonaro. Como fica o capitão nessa história? Confira nesta análise da nossa colunista Angela Bittencourt.

Este artigo foi publicado primeiramente no "Seu Dinheiro na sua noite", a newsletter diária do Seu Dinheiro. Para receber esse conteúdo no seu e-mail, cadastre-se gratuitamente neste link.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

DE OLHO NO GRÁFICO

Ouro e bitcoin estão subindo enquanto o Dow Jones sofre tendência de queda

Coluna do Fausto Botelho traz vídeos sobre análise gráfica e dicas de investimentos. Os temas são mercado de ações e criptomoedas

Pensando no futuro?

Bolsonaro fala pela primeira vez em disputar a reeleição em 2022

Diante de moradores de Eldorado, no interior de São Paulo, o presidente apontou para a possibilidade de disputar novamente as urnas

Logo na largada

Fed sinaliza que regulará criptomoeda do Facebook

Presidente do BC norte-americano, Jerome Powell, confirmou que a rede social conversou com o Fed sobre regulação

Seu Dinheiro na sua manhã

Trilha sonora de fim de festa

Ali pelo fim dos anos 1990 ficou relativamente popular na região da Baixada Santista uma espécie de “trilha sonora de fim de festa”. Quando o anfitrião desejava jogar um balde de gelo na animação da galera, pressionado pelos vizinhos em fúria, bastava pôr para tocar Daysleeper, do REM. A música faz parte do disco Up, de 1998. […]

Entrevista

BC erra ao atrelar queda de juros à reforma, diz Figueiredo, da Mauá Capital

Ex-diretor do Banco Central prevê duas quedas na Selic de 0,5 ponto porcentual cada uma até o fim do ano e diz que política monetária deve apenas focar na expectativa de inflação

Tensão diplomática

Cotações do petróleo sobem depois de derrubada de drone americano pelo Irã

Forças iranianas informaram que o drone foi derrubado porque estava invadindo o espaço aéreo do país, mas autoridades dos EUA negam

Ações

Bolsas da Ásia fecham em alta com Fed e otimismo com comércio EUA-China

Sinalização de queda dos juros e possibilidade de uma nova rodada de negociações entre Estados Unidos e China ajudaram mercados asiáticos

Política monetária

Corte de juros é uma possibilidade, diz vice-presidente do BC europeu

Luis de Guindos disse que o BCE está preparado para agir se o cenário de deterioração na perspectiva econômica se mantiver

Julgamento no TRF4

Ex-presidente da Petrobras e do BB tem pena reduzida na Lava Jato

Aldemir Bendine, que comandou o Banco do Brasil e a Petrobras, teria recebido propina de R$ 3 milhões da Odebrecht para favorecer o grupo

Crypto News

A prima do Bitcoin: nem Facebook Coin, nem FaceCoin, me chamo Libra

Um breve texto sobre os motivos porque estou bem otimista com a ideia de criação da Libra, mas não quanto ao seu sucesso

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements