Menu
2019-03-28T14:03:57+00:00
Dados do Caged

Setor eletroeletrônico encerra o 1º bimestre com abertura de 4.192 empregos formais

Números foram levantados pela Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica, com base em informações do Caged

28 de março de 2019
14:03
Carteira de trabalho
No mês passado o Caged cadastrou as contratações de 173.139 vagasImagem: shutterstock

O setor eletroeletrônico abriu em fevereiro 2.099 vagas de emprego com carteira assinada e fechou o primeiro bimestre de 2019 acumulando a geração de 4.192 vagas, já que em janeiro foram gerados 2.093 empregos formais no segmento. Os dados são da Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica (Abinee), com base em informações do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados do Ministério do Trabalho (Caged).

No mês passado o Caged cadastrou as contratações de 173.139 vagas, cinco vezes mais que as 34.313 vagas abertas em janeiro.

Com o desempenho do primeiro bimestre, o total de empregados diretos na indústria eletroeletrônica passou de 232,2 mil em dezembro de 2018 para 236,4 mil em fevereiro. Com o resultado do bimestre, o total de funcionários do setor retornou aos níveis de outubro do ano passado, compensando a redução ocorrida nos meses de novembro e dezembro de 2018.

Apesar disso, a indústria eletroeletrônica ainda não recuperou as perdas dos últimos anos nos níveis de emprego. Em dezembro de 2014, o setor empregava 294 mil trabalhadores.

Para o presidente da Abinee, Humberto Barbato, o resultado de fevereiro traz um alento para o setor, mas ainda há muito a ser feito para que a retomada se consolide. "Precisamos urgentemente da aprovação das reformas e de outras medidas que mantenham a confiança do setor produtivo para que os níveis de emprego mantenham a tendência de expansão", afirma.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

AIRBNB

“Não vamos aceitar alegações de concorrência desleal”, diz Leonardo Tristão

No ano passado, o impacto econômico do serviço – que inclui refeições, passeios e outros gastos que os turistas fazem além da hospedagem – foi de R$7,7 bilhões, alta de 92% em relação a 2017

SÃO OS NEGÓCIOS

Influenciadores dão “jeitinho” após fim da contagem de curtidas no Instagram

A rede começou a esconder o número de curtidas em fotos no Brasil. Agora, cada pessoa só acessa os próprios números – uma forma, diz o Instagram, de reduzir o impacto à saúde mental

A FONTE DO PROBLEMA

“Desigualdade tem de ser combatida no imposto de renda”, diz Orair

No primeiro trimestre deste ano, a desigualdade de renda dos trabalhadores brasileiros atingiu seu maior nível em pelo menos sete anos

5º MAIS RICO DO MUNDO

Carlos Slim, o bilionário que lucrou com um monopólio e virou o ‘dono do México’

Com conglomerado de mais de 200 empresas, empresário acumulou fortuna de US$ 60 bilhões, que equivale a 6% do PIB do país, e se tornou o quinto homem mais rico do mundo.

MAIS UMA

Bolsonaro afirma que governadores do Nordeste tentam manipular eleitor

O uso de um termo pejorativo para se referir aos nordestinos provocou a reação de governadores da região, que manifestaram “espanto e profunda indignação”

BNDES

Com BNDES menor, pode faltar crédito para investimento

O patamar de desembolsos em torno de R$ 70 bilhões por ano, sinalizado pelo novo presidente, equivale a 1% do Produto Interno Bruto, menor nível em 20 anos.

Boa notícia

Risco volta ao nível de quando país tinha selo de bom pagador

Além do avanço na reforma previdenciária, contribuiu para a redução do risco país o cenário de um mercado internacional mais calmo

Bandeira eleitoral

Tema “corrupção” perde espaço no Twitter de Bolsonaro

Depois de assumir o poder, o assunto perdeu espaço em sua timeline e, segundo levantamento no perfil do presidente, apareceu em apenas 1,4% das postagens.

Uma dose de realismo

Bilionários garantem: este é o melhor momento para se estar vivo

Bill Gates, Warren Buffett, Elon Musk e Barack Obama são categóricos: se você pudesse escolher qualquer momento na história para nascer, seria este.

Promessa é dívida

MAIS LIDAS: Oi e FGTS foram as grandes promessas da semana

São elas: a liberação do saque do FGTS pelo governo Bolsonaro e o plano da diretoria da Oi de tirar a empresa do buraco. Confira

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements