Menu
2019-05-20T14:29:51+00:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
caiu... de novo

O desânimo com a economia brasileira só aumenta e projeção para alta do PIB em 2019 cai pela 12ª semana seguida, para 1,24%

Para 2020, o boletim Focus, publicação do Banco Central, manteve previsão de crescimento do PIB em 2,50% — mesma projeção de quatro semanas atrás

20 de maio de 2019
8:31 - atualizado às 14:29
Gráfico indicando queda
Gráfico indicando queda - Imagem: Shutterstock

O boletim Focus, publicação do Banco Central que reúne estimativas de economistas, divulgado nesta segunda-feira, 20, estima um crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) em 2019 de 1,24%, ante 1,45% da semana passada. Há um mês a estimativa de crescimento do PIB era de 1,71%.

O número para 2019 é a 12º queda consecutiva nas estimativas. Para 2020, o mercado financeiro manteve previsão de crescimento do PIB em 2,50% — mesma projeção de quatro semanas atrás.

Os economistas do mercado financeiro também mostraram uma alteração no cenário para a moeda norte-americana em 2019. A mediana das expectativas para o câmbio no fim deste ano passou de R$ 3,75 para R$ 3,80. Um mês atrás estava em R$ 3,75. Para o próximo ano a projeção no fim do ano continua em R$ 3,80 — mesmo patamar de quatro pesquisas atrás.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter

Selic segue no mesmo patamar

Já Selic segue em 6,50% no fim de 2019 (mesmo patamar de um mês atrás). A projeção para a Selic no fim de 2020 passou de 7,50% para 7,25%. Quatro semanas atrás estava em 7,50%. Em 2021, o número seguiu em 8,00% e para 2022 passou para 7,50%.

No último dia 8, Comitê de Política Monetária (Copom) anunciou a manutenção,  pela nona vez consecutiva da Selic, em 6,50% ao ano. O BC também indicou que o risco de inflação menor devido ao fraco desempenho econômico se elevou desde a reunião anterior e reiterou que manterá a "cautela, serenidade e perseverança" em suas próximas reuniões.

Já o IPCA este ano, segundo o boletim Focus, passou de 4,04% para 4,07%. Um mês atrás estava em 4,01%. A projeção para 2020 seguiu em 4,00%. Mesmo nível de quatro semanas atrás. Para 2021, o relatório trouxe a projeção de 3,75%, mesma da semana passada.

Relação déficit primário/PIB firme na alta

O Focus também mostrou uma revisão nas projeções para o resultado primário do governo em 2019. A relação entre o déficit primário e o Produto Interno Bruto (PIB) este ano passou de 1,37% para 1,39%.

No caso de 2020, permaneceu em 0,90%. Há um mês, os porcentuais estavam em 1,35% e 0,90%, respectivamente.

Já a relação entre déficit nominal e PIB em 2019 passou de 6,33% para 6,30%, conforme as projeções dos economistas do mercado financeiro.

Para 2020, passou de 5,95% para 5,99%. Há quatro semanas, estas relações estavam em 6,11% e 6,00%, nesta ordem.

O resultado primário reflete o saldo entre receitas e despesas do governo, antes do pagamento dos juros da dívida pública. Já o resultado nominal reflete o saldo já após as despesas com juros.

*Com Estadão Conteúdo.

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

avanços no diálogo

G-7: EUA e Japão fecham acordo; Japão vai comprar excedente de milho americano

No entanto, segundo Trump, tarifas de automóveis dos EUA, que as autoridades japonesas queriam ver reduzidas, permanecerão onde estão

libra

Projeto de criptomoeda do Facebook pode sofrer baixa com parceiros

Segundo o Financial Times, são dois os parceiros da empreitada de criptomoeda que disseram ao jornal estar considerando abandonar a moeda digital

crise do clima

G7 quer ajudar o mais rápido possível nos incêndios da Amazônia, diz Macron

Segundo o presidente da França, “tudo depende dos países da Amazônia”, que compreensivelmente defendem sua soberania

roupa remendada

Tasso terá de dar parecer para 130 emendas à reforma

Cabe ao senador, que deve entregar seu relatório na semana que vem, decidir se acata ou não as sugestões de alterações

economia que patina

País deve andar em passo lento, mesmo com reformas

Destruição provocada pela recessão, com empresas indo à falência e milhões de trabalhadores saindo do mercado, forma cenário adverso para o Brasil

seu dinheiro no domingo

Rota do Bilhão: 9 semelhanças dos 10 mais ricos do mundo

Apesar de histórias de vida e negócios diferentes, há pontos em comum entre os maiores bilionários do mundo – são pistas do que pode ter feito a diferença

clima tenso

Europeus se dividem sobre risco ao Mercosul

Decisão do presidente francês, Emmanuel Macron, de obstruir um acordo comercial entre a União Europeia e o grupo Mercosul divide opiniões entre líderes mundiais

no g7

Acordo comercial com os EUA não será fácil, diz primeiro-ministro britânico

Boris Johnson citou carnes bovina e de cordeiro, travesseiros e fitas métricas como alguns dos produtos britânicos que têm entrada dificultada nos mercados dos EUA

um unicórnio entre os jovens

Tiktok: o app que faz sucesso entre a geração Z e fez da sua dona a startup mais valiosa do mundo

ByteDance é considerada a startup com o maior valor de mercado do mundo – são US$ 75 bilhões; estratégia se divide em diversas frentes, incluindo um app que ganha cada vez mais força entre jovens nascidos em meados dos anos 90 para cá

guerra comercial não para

Trump ameaça usar autoridade de emergência contra a China

Anúncio chinês de elevar as tarifas sobre US$ 75 bilhões em importações norte-americanas deixou o presidente dos EUA enfurecido

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements